Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 3 de dezembro de 2017

Será que não vivemos anos incríveis sem saber?

É muito fácil glorificar o passado, lembrar dos "bons velhos tempos", e sentir saudades de épocas que nem ao menos chegamos a viver. A cultura pop apresenta determinadas épocas e ficamos maravilhados. Mas será que pessoas daquela época sentiam isso? Que era um mundo maravilhoso? Ou será que só quando o tempo passa que se percebe? Sendo assim será que não estamos em uma dessas épocas de puro glamour sem saber?



Graças ao cinema, séries, livros e outras coisas nós acabamos tendo uma visão bem simbólica de determinadas épocas, até os problemas desses tempos parecem atraentes, é só ver o jogo Mafia: City of Lost Heaven que se nota o estilo. Os anos 30, uma época que todo mundo andava de terno e chapéu, e a presença de mafiosos com metralhadora explodindo restaurantes soa glamuroso. Bom... Alguém da época certamente não achava tão lindo o horror de viver com medo, de saber que podem morrer, ser torturados, ameaçados, etc.

Quando pensamos nos anos 60 é fácil se pensar em um completo estereotipo do universo do populuxe, e assim logo se imagina aquelas mulheres com vestidinhos charmosos e cabelos impecáveis com caracóis feitos, os carros com design peculiar e uma torta de maçã sendo colocada à janela para depois ser servida à família perfeita.

A série Mad Men (De 2007) inclusive mostra bem essa visão bem brilhante dos anos 60, usando como base visual os quadros de Edward Hopper, e isso aumenta extremamente o fascínio pela coisa, o quanto tudo é maravilhoso e perfeito, como o ar era puro e atraente. Na série do Stephen King 11/22/63, um dos personagens inclusive comenta como era tão melhor e a comida tão mais gostosa.

Por outro lado se você for ver a série Anos Incríveis (De 1988), que também mostra os anos 60, é notável a diferença. Teoricamente é muito mais fácil uma obra dos anos 80 imitar os anos 60 do que uma obra da década de 2000 imitar os anos 60, afinal de contas quanto mais perto, menos as coisas mudaram.

E especialmente os anos  60 para os 80 a mudança foi extremamente menor, isso porque depois dos anos 2000 e a vinda da geração internet, você nota claramente. Todo santo dia sites de tecnologia estão com coisas novas, você compara equipamentos de hoje com o de três anos atrás e é uma surpresa ver o salto.

Agora dos anos 60 pros 80 essa mudança não foi assim, por mais que visualmente seja notável, muita coisa continuou no mesmo estilo, algumas iguais. Mesmo a diferença dos anos 90 pra década de 2000 a coisa já é muito mais brusca, aliás os anos 80 e 90 são parecidos pra caramba, parece que não mudou nada, embora os 90 não sejam valorizados com tanto glamour. Até os anos 70 nós vemos que tem uma personalidade própria muito maior, e logo se imagina hippies e pessoas com calça boca de sino andando por aí.

No entanto quando se coloca Mad Men e Anos Incríveis lado a lado é muito fácil perceber que a primeira tem muito mais glamour, tudo parece mais lindo, perfeito, etc. Enquanto a outra que foi filmada em uma época bem mais próxima e parecida, não tem todo aquele visual tão marcante nos ambientes. Parece muito mais ser os próprios anos 80.

Então eu acho que com o passar dos anos as épocas vão ficando cada vez mais poéticas. Ironicamente Anos Incríveis é uma série feita exatamente para mostrar como os anos 60 foram maravilhosos, como naquele tempo as coisas eram diferentes, mais seguras, mais naturais. Certamente pras pessoas da época era mais notável a diferença, mas atualmente você olha e parece ser os anos 80 mesmo que está sendo mostrado ali.

Inclusive quando postei aqui no blog a comparação entre o trailer de IT: A Coisa de 2017 e a obra de 1990, cheguei a comentar como era engraçado que as crianças da versão dos anos 90 pareciam se vestir de um jeito mais moderno que a da versão de 2017. Creio que isso aconteceu porque certos ícones da época vão se destacando com o passar do tempo e novas obras dão ênfase cada vez maior.

Então eu me pergunto, será que não estamos vivendo uma época extremamente intensa, mas é simplesmente difícil admirar porque está acontecendo agora? Com certeza no futuro irão criar obras que vão se passar nessa época, e serão extremamente empolgantes, vão fazer bater aquela vontade de ter vivido isso, mas será tarde demais porque já acabou.

Enquanto nós que vivemos no agora não temos essa empolgação pois mesmo que víssemos um desses filmes, seria como se estivessem apenas mostrando alguém fazendo algo que é normal pra nós, porém demonstrando uma empolgação não natural. Algo do tipo "OLHA CARA!!! EU TO FAZENDO ISSO MESMO, ISSO É NORMAL FAZER NESSA ÉPOCA, LEGAL NÉ??? LEGAL!!!".

Acho que é tipo como se alguém dos anos 60 falasse "Cara, eu não acredito, estou vivendo nos anos 60!", mas pras pessoas da época isso é simplesmente o que é ser normal. Certamente a população daquela época não conseguia notar glamour algum no visual ou jeito de ser, seria meramente algo do dia a dia.

Enfim, apenas compartilhando um pensamento que tenho frequentemente sobre como vivemos em um tempo maravilhoso e cheio de possibilidades, mas às vezes fica difícil conseguir admirar, pois é algo comum e no fim só acabamos vendo como era legal quando já estamos bem mais velhos e o tempo se foi.

2 comentários:

Nolke disse...

Post maravilhoso, vc tem ótimos pensamentos Sky, acompanho seu blog desde os 13(eu acho) anos, tenho 16, cresci lendo ele, vc é um cara mt genial, continue escrevendo, um dos melhores blogs que conheço

Lucas Gomes disse...

Também gosto muito do Sky,o cara é um bom filoso hehe