Temporario

quinta-feira, 28 de julho de 2016

As diferenças entre a HQ e a série de Preacher T01E09

Esse é um especial de matérias em que faço uma comparação entre a série Preacher com a polêmica HQ Preacher, mostrando as diferenças cena a cena. Se você quiser ver a lista com todos os episódios comparados é só dar uma olhada aqui. Caso esteja a procura da revista em quadrinhos a venda, elas foram lançadas no Brasil em volumes e você pode conferir aqui.

Tá, vamos começar logo pela parte do Santo dos Assassinos inteira. Na HQ esse passado infernal dele é mostrado em uma visão de Jesse, então a coisa não é mostrada assim de uma forma direta. Outro detalhe é que não fica muito claro, nos quadrinhos são mostradas falas aleatórias, algo sobre o demônio, traição e um forte sentimento de dor e vingança. Mas foi lançada uma mini-série de quatro edições chamada "Santo dos Assassinos", lá sim o foco é a história dele.

O primeiro contato do Santo dos Assassinos com o "lado exterior" não acontece no inferno, mas sim em uma tumba no cemitério. Deblanc dá a ordem para um terceiro anjo chamado Pilo e o envia, Fiore não gosta da ideia. Quando Pilo chega lá e abre o caixão, acontece aquilo que já mostrei na comparação do episódio 02, em que o anjo toma um tiro na cara.

Ainda assim ele é capaz de falar a missão, porém ela é diferente. Tudo isso acontece antes mesmo do próprio Jesse ser possuído por Genesis. Então o que Pilo diz é que a entidade fugiu e que está procurando por um hospedeiro, o Santo dos Assassinos precisa dar um jeito nisso ou toda a existência estará ameaçada.

Sinceramente eu gostei demaaaais da forma que fizeram na série, encaixaram muito bem. Agora sobre as partes de Cassidy, bom ele não queima daquele jeito, Tulipa não cuida dele e a outra moça nem existe na HQ, muito menos o prefeito é usado de lanche. E aliás, que ceninha sem noção ein? Achei meio nada a ver a vadia chamar o cara pra isso, tá certo que ela não gostava dele, mas sei lá, achei meio forçado a santinha fazer um lance desses tão repentinamente e sair numa boa. Por outro lado isso se encaixa bem no universo de Preacher.

Apesar do céu estar sim na cola da dupla de anjos, não é mostrada na HQ alguém em especial assim atrás deles. Então a cena da banheira com a anja sem braços e pernas não está presente. Outra cena que achei sem noção o policial ir lá e enforcar ela, afinal de contas iam investigar depois e ver que ele finalizou né? Como policial ele devia saber bem disso.

Como eu disse, na HQ Jesse briga feio com Cassidy ao ver ele bebendo sangue e diz pra ele se mandar. Cassidy cai fora, mas dá de cara com o Santo dos Assassinos que diz estar procurando por Jesse e o "mata". Quando Cassidy retorna pra salvar Jesse e atropela o Santo dos Assassinos, se envolvendo em um acidente feio, é que há a reconciliação entre os dois.

Quanto a cena de Tulipa e Carlos, bom ele não existe na HQ então... Não! Basicamente essas são as mudanças desse episódio. As HQ's de Preacher foram lançadas no Brasil em volumes e você pode conferir aqui.

O fantasma de Enfield

É normal se ouvir histórias de fantasmas em tudo quanto é parte, muito provavelmente alguém que você conhece tem uma história pra contar. Mas em geral essas histórias normalmente sempre aconteceram de forma isolada e é preciso se acreditar na palavra da pessoa, o que faz a credibilidade cair enormemente, no entanto nos anos 70 aconteceu um caso intrigante que foi acompanhado pela própria mídia! O caso do Poltergeist de Enfield.

Enfield é um bairro de Londres que foi criado em 1965. Mas era só um lugarzinho discreto até 1977 quando ganhou a atenção da mídia e depois do mundo inteiro graças a fenômenos macabros acontecendo no lugar. O grande diferencial era a violência das manifestações, fazendo com que as pessoas rapidamente acreditassem.

Tudo começou em agosto de 1977 quando uma mãe solteira chamada Peggy Hodgson pediu ajuda dos vizinhos. Isso porque os filhos dela avisaram que os móveis do quarto estavam se movendo enquanto tentavam dormir. No começo a mãe acho que era só coisa de criança mesmo, até ela notar que um móvel de seu quarto estava posicionado de uma forma diferente e quando o arrumou, ele se moveu bruscamente de volta.

Os vizinhos naturalmente ficaram sem saber o que fazer quanto ao relato da mulher, afinal de contas era bizarra a coisa. Quando foram constar, eles mesmos notaram coisas se movendo, um dos vizinhos inclusive se machucou com um brinquedo que voou no cotovelo dele. E no fim das contas ligaram para a polícia.

Como vocês devem imaginar, nada iria acontecer quando a polícia chegasse e iam ficar pensando que são só mais uns lunáticos que imaginam coisas né? Pois bem, mas foi exatamente nesse ponto que o caso chamou a atenção, pois até mesmo a dupla de policial que foi conferir, presenciou coisas se movendo. Investigaram para procurar algo que indicasse um truque, mas não tinha nada e assim registraram a coisa.

Eram quatro crianças, Billy de 7 anos, Johnny de 10 anos, Janet, de 11 anos e Margaret, de 13 anos. Mas a criança que mais tinha contato era Janet, chegando inclusive a ser possuída diversas vezes, falando com uma voz rouca masculina. Ela também aparecia em diversos lugares  estranhos da casa quando ia dormir, por exemplo em cima de um aparelho de som.

Aconteciam coisas no lugar como poças de água surgindo do nada, incêndios repentinos que surgiam e desapareciam sem deixar qualquer marca de fogo, batidas nas paredes e muito mais. O caso virou uma verdadeira novela com as notícias saindo sem parar e o público louco para saber qual seria o próximo acontecimento estranho.

Isso fez com que chamasse a atenção de membros da Sociedades de Pesquisas Psíquicas, que passaram a investigar constantemente e fazer testes. Algo que durou dois anos até que Janet foi levada para ficar um mês e meio em um hospital no sul de Londres, aí os fenômenos começaram a diminuir até as coisas ficarem quase normais. Peggy disse que continuou se sentindo observada e que vez ou outra podia se ouvir algo mas nada como no início.

Um dos espíritos se identificou como Bill e disse que morreu em uma poltrona no canto da casa, muitos anos antes. Depois foram pesquisar e descobriram que realmente um senhor com esse nome morou ali e faleceu no lugar exato, um dos fatos que deixou as pessoas mais intrigadas pois seria muito estranho a garota de 11 anos saber disso.

Uma coisa interessante é que esse caso foi usado para o filme Invocação do Mal 2, colocando Ed e Lorraine Warren como quem investigaram. Mas na verdade eles só foram lá um dia e saíram rapidamente. Quem realmente acompanhou e registrou tudo foi o inventor Maurice Grosse, da Sociedades de Pesquisas Psíquica.

É bem estranho terem colocado a dupla exatamente nesse caso, pois afinal de contas falta de histórias eles não tem. Inclusive existe um livro chamado Invocadores do Mal, que registram dezenas de casos deles durante o período de cinco décadas, então sem dúvidas é coisa pra caramba, mas preferiram colocar algo que eles realmente não tiveram participação relevante.

Durante as investigações da coisa tiveram registros das mais variadas maneiras. Muita gente contou seus relatos do que presenciaram, inclusive a própria dupla de policial que foi inicialmente acabou dando uma entrevista e explicaram exatamente o que fizeram na casa e suas impressões sobre o que presenciaram.

Também há áudios de Janet falando com a voz bastante grossa, assim como vídeos. Além de algumas fotos estranhas como a de uma suposta levitação. O caso é muito debatido sobre ser ou não ser uma fraude. Tem muita gente que diz que as duas garotas fingiam, assim como quem diga que as próprias pessoas envolvida queriam chamar a atenção da imprensa.

Após ficar adulta Janet disse que 2% dos acontecimentos ela forjou, mas negou que tudo tenha sido uma mentira. Isso faz com que muita gente pense que algumas das coisas registradas sejam realmente falsas graças a crianças fazendo travessuras em meio a algo que chamou a atenção da imprensa, mas que tudo começou com algo real.

Esse é considerado um dos casos mais bem documentados da história em relação a entidades macabras, mas existem outros lugares que também se destacam como a maldição do Cecil Hotel, que aconteceram coisas estranhas por décadas ou mesmo a floresta do suicídio japonesa. Caso tenham se interessado pelo Caso Enfield, na época foi feito um documentário sobre ele, confiram legendado:


Forced Showdown - Uma fusão de pancadaria e cardgame

Eu jurava que esse jogo era uma continuação do jogo cooperativo Forced, que é da mesma desenvolvedora, mas a verdade é que aqui temos um Spin-Off, e é um jogo que tem uma atmosfera bastante diferente. A sensação é de que estou jogando uma mistura estranha de jogos da blizard com toque de reallity show, mas que no fim das contas ficou bom.

A história te coloca em um tipo de campeonato em que vários lutadores são colocados em arena para enfrentar diversos inimigos e assim provar que é o melhor no que faz. Esse é bem um daqueles jogos que a trama não é o grande foco, mas sim a ação desenfreada da coisa. Mas a coisa é contada mais através da própria narração com seu toque de humor negro.

Pra quem jogou o primeiro Forced, as imagens desse podem indicar que é mesmo uma continuação, com gráficos isométricos e um ambiente onde o personagem desce o cacete em diversos inimigos. No entanto esse tem uma jogabilidade diferente, não é como o anterior em que você vai resolvendo quebra cabeças e enfrentando inimigos em modo coop pra finalizar o lugar.

Aqui nem ao menos tem modo multiplayer, o que sinceramente eu achei uma pena, pois é o tipo de jogo que dá muita vontade de jogar com um amigo e que acredito que poderia trazer uma diversão semelhante a apresentada no jogo Gauntlet, te colocando com os amigos para juntos enfrentarem diversos inimigos e depois saírem para admirar seus prêmios.

Cada missão tem vários mapas rápidos em que você tem que matar todo mundo com atacantes vindo de todos os lados e cenários destrutíveis. Quando todos são vencidos em um dos mapas, um portal se abre e você passa para o próximo, até chegar no último mapa da missão em que tem que enfrentar um chefe e aí pode voltar para os "bastidores" em que se organiza e escolhe a próxima missão, liberando novas a medida em que vai cumprindo cada uma.

Existe a mecânica de cartas no jogo que é uma das coisas mais charmosas, pois isso faz ficar como se fosse uma mistura entre Hack and Slash e cardgame. Você monta um deck de apoio que faz coisas como melhorar atributos, te dar habilidades novas, adicionar bônus ou podem ser consumidas de imediato e gerar efeitos como recuperar a vida.

No início de cada mapa, você tem um de mana a mais do que no mapa anterior e várias cartas são apresentadas para você comprar, elas tem um preço em mana. As consumidas são algo de imediato, mas as outras ficam até o final da missão, então estarão disponíveis no próximo mapa e assim você vai gastando mana e ficando mais poderoso.

E é aí que está toda a beleza da coisa, em Forced Showdown você tem aquela sensação bem alucinante de entrar em combates frenéticos e cada vez evoluir mais. Com o tempo vai conseguindo mais cartas que tem efeitos melhores e assim pode montar um deck diferente que se adapta ao seu estilo de jogar.

Enfim, Forced Showdown é um jogo bastante divertido com aquela sensaçãozinha de reallity shows macabros tipo um Corrida Mortal da vida. Só acho que peca mesmo na ausência do multiplayer, pois o jogo tem muito cara de que seria fantástico jogar com um amigo. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Desconto Maravilhoso - Só oferta que realmente vale

É sempre bom uns descontinhos safados para animar o dia né? E já que eu fiz a matéria sobre os jogos gratuitos da steam, acho que pode cair bem uma matéria com conteúdo que pode dar uma vantagem para algumas pessoas! Então se você é do tipo que sempre está procurando como lucrar, com certeza vai gostar dessa postagem. ;)









Box Marvel Guerra Civil + Guerras Secretas e poster grátis de R$ 49,90 por R$22,90

Esse tá barato pra caramba, é um kit que contém uma caixa com Guerra Civil e Guerras Secretas, ainda levando um poster junto! e 54% de desconto! Confiram:


Jogo Grátis de até 20 reais! (E ainda ganhe 10 reais)

Como podem notar, essa não é uma postagem da área de jogos grátis do blog, isso porque é mais adequado ficar aqui. Nessa promoção você compra um jogo de até 20 reais e recebe o dinheiro todo de volta e ainda ganha 10 reais extras!

Bom, o negócio funciona assim, lembra do Méliuz? Você primeiro tem que se cadastrar nele, como é um link de indicado você ganha 10 reais pelo cadastro (diferente de se cadastrar entrando direto no site sem indicação). Depois disso você entra na promoção do site com o site Nuuvem, daí você faz uma compra de um jogo de até 20 reais, o dinheiro todo será devolvido para sua conta do Méliuz e depois é só mandar transferir pra sua conta do banco de volta tanto o dinheiro gasto quanto o crédito bonus de cadastro de indicação!

Obs: Pessoal o bônus não é pra comprar o jogo, ele é pra sacar quando você pegar o dinheiro de volta. Por exemplo se você comprar um jogo de 13 reais, vai receber 13 reais de volta + 10 do bonus, totalizando 23 reais que serão depositados na sua conta. 

Algumas promoções selecionadas por mim!

Olha aí uma seleção de ofertas bem bacanas que eu mesmo escolhi e que sei que pode interessar um bocado vocês galera. Nas imagens o preço as vezes aparece bem errado, mas é só clicar e conferir o preço com desconto direto na loja. =)






Outras ofertas de hoje:


Os Reinos de Ferro RPG

Você tá pensando em começar a jogar RPG de mesa? Não sabe por onde começar? Talvez Os Reinos de Ferro seja o que procura! O livro básico é lindão, tem 322 páginas, capa dura, uma maravilha! E tá com desconto! Outra dica que dou é que a partir de 99 reais o frete fica grátis e tem um livro de aventura "A mais longa das noites" que pode ser perfeito para iniciantes, pois ensina exatamente como mestrar e tá 17,91 sendo assim ao invés de pagar frete talvez valha mais a pena pegar ele também e assim totalizar 99 reais, fazendo o frete ficar grátis! Caso se interessem também coloquei outros três módulos com mais conteúdo sobre o mundo dos Reinos de Ferro, Confiram:





Desconto progressivo! (até 31/07)

Essa promoção faz os livros ficarem mais baratos se você comprar mais. Sendo 2 = 10%, 3 = 15% e 4 ou mais = 20%. Outra coisa bacana é que boa parte dos livros já estão sendo vendidos sozinhos com desconto. Por exemplo o volume único das Crônicas de Nárnia está com 75% de desconto, daí sai um baita combo se você pegar livros que já estão com desconto. Confira:





Jogos com até 60% de desconto e mais 10% se pagar a vista

Você é do tipo que costuma comprar jogos mas gosta de esperar o momento certo para isso? Pois esse momento acabou de chegar! Essa promoção oferece até 60% de desconto em jogos de todas as plataformas! E o melhor é que se você pagar a vista, o valor vai cair ainda mais pois você recebe um extra de 10% de desconto! Confira:





Desconto Surpresa BGS

O leitor Felipe Panini me fez a doação desse desconto de 20% na compra da entrada da BGS (Brasil Game Show). Um detalhe é que o desconto é para o total da compra e não para UM ingresso. Ou seja, se você juntar uma galera e comprar junto, todo mundo ganha 20%. Mas é de quem pegar primeiro, por isso o desconto é surpresa e escondidinho aqui na matéria kkkkk. Quem pegar avisa por favor.



e-Ink | A impressionante tecnologia de papel eletrônico

Todo mundo gosta de ver como a tecnologia muda as coisas. E vez ou outra tem alguma que consegue causar um baita de um impacto incrível, te fazendo pensar sobre como as coisas eram antigamente e acabaram mudando devendo a evolução. Entre essa evolução temos alguns itens curiosos por terem aparência de uma coisa e serem outra, tipo o bizarro ferrofluido ou mesmo aquela substância de colocar no tênis pra ficar limpo eternamente, e hoje vou falar sobre um tipo de papel diferente, o e-Ink.

Esses dias teve uma promoção bem cabulosa no www.amazon.com.br em que venderam aparelhos Kindle pelo menor valor da história. Muita gente ficou animada, outros pensaram "Tanto faz, isso é só um tablet..." e tiveram os que ficaram apenas com aquela tentação de comprar gerada pelo consumismo, afinal de contas é bonito de se ver aquele tablet estiloso com o nome Amazon atrás né? kkkkk.

Pra quem não sabe, existe o aplicativo pra celular do Kindle, e ele é tipo como se fosse a steam, você tem os seus livros lá listados e tal, quando pega algum grátis ou compra fica listada a capinha e você pode acessar na hora que quiser, assim como autores podem atualizar fazendo correções ou colocando extras. Então por que pegar um Kindle mesmo enquanto se pode ter no celular?

Até então o que eu sabia sobre o diferencial do Kindle era o fato de ter uma tela que não refletia nem a luz do sol, assim como uma folha de papel, sendo bem melhor do que um smartphone para ler a luz do dia. A segunda característica era a tela com uma textura muito semelhante a de uma folha de papel, transmitindo assim a sensação de segurar algo realmente impresso.

Na descrição tinha algo interessante relacionado a bateria do negócio, que durava dias e não horas. Você podia ficar com o negócio ligado sem parar e iria gastar uma quantidade extremamente baixa de energia. É claro que isso me chamou a atenção e me fez ficar pensando sobre como celulares gastam energia pra valer e nem que ficassem apagados, conseguiriam ficar vários dias em funcionamento.

Eu fui então comentar com meu amigo Leandro sobre essa bateria e foi uma surpresa quando ele me falou sobre a tecnologia aplicada, a tal da e-ink, mas também chamada de e-paper ou em bom português Papel Eletrônico. O negócio é que a tela do Kindle não tem meramente uma textura áspera como imaginei, a coisa é realmente um tipo de papel.

A bateria dura por dias porque diferente de uma tela normal, o Kindle não fica gastando energia para manter aquilo na tela, aquilo está REALMENTE IMPRESSO na tela. Ou seja, é algo físico mesmo e não digital. Portanto quando uma coisa é impressa na tela, é basicamente como se a tinta tivesse sido deixada lá.

Essa tecnologia funciona da seguinte forma, na parte de baixo da tela, tem milhares de cápsulas minúsculas coloridas que agem de forma magnética. O mais normal são as preto e branco apesar de ter colorido também. O que o aparelho faz é magnetizar essas cápsulas fazendo com que subam e desçam. Na maioria do tempo as brancas estão em cima, por isso fica como se não tivesse nada na tela, mas quando o sistema lê uma tela, ele a imprime na tela, magnetizando as cápsulas nos pontos certos e assim fazendo surgir os textos ou imagens.

Fantástica a tecnologia né? Uma baita forma de economizar, mas não foi só o Kindle que adotou a tecnologia, diversos outros produtos pegaram. Um ótimo exemplo que usou esse detalhe como característica principal foi o maravilhoso Yotaphone 2, que impressiona com sua tecnologia usada de uma maneira útil pra caramba.

O negócio desse celular é que na parte de trás ao invés de ser uma capinha normal, é usado e-paper. E assim você pode a qualquer momento transferir a imagem da tela pra parte de trás dela. E assim você pode economizar demais a energia, mexendo em uma versão mais modesta do visor! Quem quer ler por exemplo pode ficar a vontade sem se preocupar com o gasto rápido da bateria e sem se preocupar com reflexo.

Outra coisa muito maneira nesse celular é que você não precisa comprar capinhas estilosas pra ele. Basta usar um wallpaper fantástico e vai parecer que o negócio está impresso na parte de trás. Você pode ainda deixar coisas em movimento coo um relógio analógico, a energia gasta estará sendo exclusivamente do ponteiro rodando, o resto da tela inteira não vai gastar pois é como se estivessem impressos.

Enfim, é maravilhoso o mundo da tecnologia né? E eu aqui pensando que o Kindle era um mero tablet com o nome Amazon escrito atrás kkkk. Realmente a coisa é mais do que surpreendente e esse celular aí, nossa, coisa dos sonhos! Infelizmente é complicado achar o  Yotaphone 2 a venda no Brasil, por outro lado dá pra pedir internacional com frete grátis e opção de pagamento por boleto bancário. Quanto ao Kindle, esse você acha a venda direto na fabricante, mas também se encontra em várias lojas brasileiras.

As diferenças entre a HQ e Série de Outcast T01E06

Esse é um especial onde comparo as diferenças da Revista em Quadrinhos Outcast com os acontecimentos apresentados na Série de TV Outcast. Se você estiver procurando por um episódio em específico, pode dar uma conferida na lista de episódios da primeira temporada. Mas chega de enrolação e vamos ao que interessa!

O episódio começa com reverendo Anderson assistindo às várias fitas dele fazendo exorcismos. Apesar disso não rolar na HQ, é feita referência sobre os casos e como ele poderia estar errado o tempo todo, apenas pensando que exorcisou o capiroto do corpo dos infelizes, mas ele ainda estava lá quietinho apenas esperando o momento.

Apesar do reverendo não gostar nem um pouco da ideia de estar errado, o da série é muito mais radical quanto ao assunto. Essa personagem que vai tentar ajudar não está na HQ, então as cenas com ela indo ver o cara com o capeta e tudo mais não existem. Aliás, o próprio exorcismo experimental que o reverendo faz não está. Na HQ é Kyle que tem essa ideia mais científica da coisa, sobre experimentos e tal, mas ainda assim não coloca em prática.

Kyle também não consegue um trabalho na HQ ou tem a tal alucinação no balde de piche. Ao invés disso nos quadrinhos ele vai mais rapidamente direto ao ponto, ajudando o reverendo em seus casos. Apesar de tudo Kyle realmente fica revoltado com o exorcismo que deixou a garota em coma, porém é mais pra uma briga com o reverendo, que tenta se manter calmo.

O ataque de Kyle não ocorre, aquela senhora morre de medo dele, não gosta da ideia de estar por perto. Ela é uma baita velha rabugenta com a cara sempre muito amarga para tudo. A da série parece ter até um certo toque de sensualidade, querendo se divertir e agindo como uma garotinha. Realmente Kyle é pego por alguém, mas não é ela e não tem ninguém que impeça essa outra pessoa, ela o aprisiona.

Apesar de Donnie realmente tomar uma surra de Mark na HQ, é só no primeiro encontro dos dois, e ele não vai parar no hospital. Então depois não acontece essa chantagem que é apresentada na série, ao invés disso o encontro seguinte de Megan com ele é onde ela o humilha na rua e diz que nunca irá perdoá-lo.

Quanto a cena final do episódio, na HQ é algo que aconteceu antes do exorcismo que deixou a garota em coma. Mas não tem testemunha alguma, o garotinho que enche tanto o saco do reverendo não existe na HQ.

E basicamente é isso, essas são as diferenças da série para os quadrinhos nesse episódio. Caso se interesse em conferir direto na fonte, você pode achar os quadrinhos de Outcast a venda aqui.

terça-feira, 26 de julho de 2016

Pokéthulhu - O RPG que mistura Pokemon e Cthulhu!

Não, você não leu errado! Essa bagaceira é real e ganhou várias edições desde seu lançamento original em 2000. Pokethulhu é um RPG de Mesa que surgiu durante a insana febre pokemon original e aproveitando do sucesso da bagaceira adicionou um elemento completamente inusitado que é nada menos do que os Mitos de Cthulhu e logicamente uma mistura tão inusitada só poderia acabar gerando um resultado hilário.

Tenho que assumir que esse é um dos jogos que me tira o sono, faz eu me rasgar de nervosismo e me arrepender por não ter comprado quando pude. Isso porque Pokéthulhu foi lançado em português como "Pokéthulhu - O jogo de aventura" pela Devir Livraria no início do milênio por um preço extremamente barato, meros R$5,90 e na época eu não fazia ideia do que diabos era aquilo. A minha reação naturalmente foi olha pra aquela versão distorcida do Pikachu e dizer "Que coisa bizarra...", nem cogitando comprar a tranqueira. Ahhh se eu soubesse o quanto iria virar fã do escritor H.P Lovecraft depois.

Mas tudo bem né? Li a bagaceira em inglês mesmo e chegou a hora de finalmente falar sobre esse RPG que há anos me seduz demais e que com certeza pode gerar uma boa diversão pra muita gente. Se você gosta do jogo de tabuleiro Munchkin, saiba que é da mesma empresa, então tanto o visual quanto a essência da coisa lembra bastante.

O mundo

Esse era um mundo normal, porém um dia algo aconteceu! Uma brecha no espaço/tempo fez a realidade entrar em conflito com outra dimensão e de lá saíram inúmeras criaturinhas malvadas e amáveis dispostas a capturarem todos os humanos! "TEMOS QUE PEGAR!" é o lema delas e assim se espalharam por todo o mundo.

Os adultos sempre ficam insanos com a presença dos Pokethulhu e por isso começaram a se isolar em lugares em que não tenham contato. Sempre ficando atentos e vivendo discretamente para não chamar atenção dos monstrinhos, a não ser que queiram ser capturados, aí é só sair tranquilo pela rua mesmo. 

Por outro lado as crianças não se apavoram com os Pokethulhu, na verdade se atraem muito por eles! Gostam tanto que viraram cultistas em adoração a essas criaturinhas, saindo para encontrar cada um delas e assim se tornarem suas seguidoras! Mas os Thulhu (nome carinhoso que ganharam) estão em muitos lugares do mundo e assim uma jornada é inevitável!

Os jogadores

Nesse jogo você não controla adultos, somente crianças, então a idade tem que ser entre 5 e 16 anos. Sendo que quanto mais velho, menor a sanidade. Os adultos por outro lado não tem a mínima chance de se tornarem cultistas, eles enlouquecem ao terem contato com os Pokethulhu, já as crianças mais velhas vão ficando maluquinhas, mas ainda conseguem continuar suas jornadas. A ficha contém seis atributos e o jogador deve dividir 30 pontos nela:

Nível de Graduação: Mostra a escolaridade do personagem, quanto maior, mais conhecimento ele tem sobre coisas em geral no mundo.

Educação Física: Mede a capacidade corporal do personagem, mostrando a facilidade que tem em fazer certas atividades físicas como se pendurar em lugares ou entrar em combates.

Conhecimento Pokethulhu: Mostra o quanto o cultista é capaz de treinar seus Pokethulhu, quanto maior, mais fácil fazê-los melhorar.

Furto de Lojas: Mede a habilidade de fazer coisas sem ser notado.

Sanidade: Pokethulhus são criaturas além da compreensão e nem sempre encará-los é fácil. A sanidade mostra a capacidade dos cultistas em se concentrar ou não entrar em pânico com a presença deles.

Falar Merda: Atributo que mede a habilidade dos cultistas em enfurecer pessoas ou convencê-las a determinadas coisas (muitas vezes bem absurdas).

Os Pokethulhu

O livro trás alguns Pokethulhu prontos, porém são criaturas de outra dimensão e não estão presos à lógica com formas únicas. Sendo assim os mais variados tipos de coisas podem aparecer e o próprio mestre pode criar Pokethulhus, o livro vem inclusive com uma ficha para serem preenchidos os nomes e habilidades.

Cada um dos jogadores carrega consigo um Pokenomicon, que é um livro maldito onde estão listados todos os Pokethulhu e cada vez que encontrarem um novo eles podem consultar esse livro para descobrir que criatura é aquela e assim o mestre lhes revela os dados da criatura.

Os cultistas usam Dodecaedro (uma pedra brilhante de doze lados) para aprisionar a alma dos Pokethulhu que encontram. Quando vão entrar em batalhas é preciso invocar os monstrinhos para que se materializem em nosso plano e a treta comece.

Pacote baratinho de jogos

E chegou a hora de falar sobre mais um pacote maravilhoso da Bundle Stars! Esse se chama Impact Bundle e apresenta 10 jogos de temáticas variadas, e que rodam em qualquer PC barato, sendo eles:

Robo’s World: The Zarnok Fortress - Gosta de jogos difíceis? Esse aqui é um daqueles jogos de plataforma lotados de armadilhas e que você tem que testar sua agilidade atravessando diversas zonas com um robozinho.

Californium - Jogo com o visual mais do que lindo e único que se passa em 1967, ele é um daqueles simuladores de andar e encanta pela atmosfera.

Trouble In The Manor - Esse é o jogo que mais me atraiu nesse pacote! Ele é daqueles com visual super fofinho e se passa em uma mansão mal assombrada onde dez jogadores são colocados e tem que sobreviver. Daí tudo pode rolar, podem trabalharem juntos, trairem uns aos outros, até mesmo serem transformados em criaturas sobrenaturais!

Cubium Dreams - Um jogo de puzzle com toque atmosférico e elementos de terror, então enquanto você tenta resolver enigmas, coisas macabras podem rolar.

Iron Impact - Jogo de combate de tanques à moda antiga, baseado em jogos de NES porém usando gráficos modernos com um toque bem especial no desgin. Apesar da simplicidade as notas dele são positivas na steam.

Evertown - Esse aqui é fantástico! Um daqueles jogos com gráficos 2D bonitinhos pra caramba em que você tem que fazer uma vila crescer e a proteger contra criaturas noturnas. As notas dele na steam são Muito Positivas.