Galera! A Amazon tem uma página focada em promoções atualizadas diariamente! Vão desde celulares, videogames, notebooks e até pequenos itens baratinhos como pingentes para presente! E tem frete grátis ao comprar R$129 em itens com selo prime! Veja no link de afiliado Amazon!

"Pirateie meu jogo" disse o estúdio de um dos jogos mais bem avaliados de 2023

Existem crimes dos mais variados no mundo, alguns cabulosos, como o que vimos em Tóquio Proibida, outros mais discretos. E há aquelas coisas que parecem estar em cima do muro. Pirataria sempre foi algo um tanto polêmico, gerando discussões fervorosas. E quando se trata de games, a coisa é ainda mais delicada. Enquanto existe uma caça às bruxas, existem apoiadores fervorosos. Por exemplo, quando você vê aquele mini Playstation com 93 mil jogos, são games emulados e protetores da emulação dizem que muitos jogos são conservados graças a isso, pois seriam artes desaparecidas se não fosse a emulação. Existe uma idolatração da coisa, que é o que permite termos itens modernizados, como o Controle de Super Nintendo pra PC. Mas e quando o próprio desenvolvedor pede para piratearem seu jogo?

Já tivemos muito falatório de desenvolvedoras no passado, reclamando da pirataria no PC. No entanto chegou em um ponto onde coisas estranhas começaram a acontecer. Algumas de formas meio agressivas, como o caso do dev que aumentou o preço do jogo dele na Steam e disse que quem não gostou, é só piratear! Mas outros foram bem pacíficos, por exemplo o dev que foi distribuir keys de graça no Piratebay. Ou mesmo estúdios grandes, como a CD Projekt Red dando suporte à versão pirata de The Witcher 3
Pois bem, o game Slay the Princess foi uma das maiores surpresas de 2023 e chamou bastante a atenção do povo especialmente quando o viram no Top 10 dos jogos mais bem avaliados de 2023, ficando em uma posição impressionante, já que não conseguiu ser tão bem avaliado quanto o primeiro lugar, mas ainda assim ficou em segundo! E a  Black Tabby Games não aproveitou o sucesso para subir o preço e lucrar mais, ao invés disso seguiu um caminho bem inusitado, falando o seguinte na conta oficial do game no Twitter:

"Já que muitas pessoas novas estão descobrindo Slay the Princess:

O jogo vai mostrar o melhor que tem a oferecer se a sua primeira experiência for jogá-lo você mesmo, em vez de assistir ao jogo de outra pessoa.

(E se $ for um problema, pirateie e compre uma cópia mais tarde, quando tiver dinheiro, se gostou!)"

 
Despreocupado esse estúdio, né? A pirataria costuma dar umas tretas bem surreais, como o caso da caça às bruxas que rolou no Brasil em 2023,e que resultou 61 mil arquivos desaparecendo da internet. E essa treta às vezes se expande por coisas inusitadas, como o modder de Starfield que tacou uma proteção DRM no mod e o povo pirateou.
 
Sobre Slay the Princess
 
Você está caminhando pela floresta, e no final do caminho há uma cabana. No porão dessa cabana está uma Princesa. Você veio matá-la. Se não fizer isso, o mundo irá acabar. Ela fará tudo o que for possível para te impedir. Ela vai deslumbrar, vai mentir e vai prometer o mundo. Se você deixar, ela vai te matar uma dúzia de vezes. Você não pode deixar isso acontecer. Não se esqueça, o destino do mundo depende de você. "...você não confia em mim?"

Destaques
  • Uma Princesa. Ela é muito má e você deve se livrar dela pelo bem de todos nós.
  • Sem elementos de terror cósmico aqui. Esse é apenas um jogo onde você mata a Princesa.
  • Ciclos temporais Sem ciclos temporais. Esse é um jogo com uma sensação de tempo estritamente linear.
  • Nem pense em namorar a princesa. Fazer isso não vai acabar bem para você.
  • Tomara que você não morra. Mas se morrer, vai morrer muito. Tenha cuidado!
  • Uma nova experiência de RPG dos criadores de Scarlet Hollow.
E se quer comprar games sem gastar muito, dá pra conseguir keys baratinhas de diversos jogos da Steam, recomendo sempre dar uma olhadinha no preços das keys da Steam (e outras lojas) à venda na GMG, muitas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e comprando keys lá, você acumula XP, que gera várias vantagens como descontos extras nas próximas compras e até jogos grátis! Dê uma conferida aqui:
 
(Sempre fique de olho na página inicial da loja, que frequentemente aparecem cupons de descontos!)

Imagem da promoção Galera! O Nerd Maldito tem um link de afiliado na Amazon atualizado todo dia com listas temáticas de itens que vocês vão amar! Já viram hoje? Confira no link de afiliado Amazon!


Sobre Pirataria

A pirataria no mundo dos video games tem sido um tópico de debate complexo e controverso ao longo dos anos. Enquanto alguns argumentam veementemente contra ela, destacando os danos à indústria e à propriedade intelectual, outros defendem seu uso por uma série de razões que vão desde o acesso à cultura até críticas aos modelos de negócios adotados pelas empresas desenvolvedoras.

Os defensores da pirataria em video games muitas vezes levantam uma série de pontos para justificar sua posição. Uma das principais razões é a acessibilidade. Alguns acreditam que os altos preços dos jogos podem ser inacessíveis para certos públicos, especialmente em países onde o poder aquisitivo é mais limitado. Para muitos, a pirataria oferece uma oportunidade de desfrutar dos jogos sem incorrer em custos excessivos.

Além disso, alguns argumentam que a pirataria permite o acesso a títulos que não estão mais disponíveis no mercado ou que foram lançados exclusivamente em determinadas regiões, resgatando assim jogos antigos ou raros que de outra forma seriam difíceis de obter.

Outra crítica comum à indústria dos video games que motiva defensores da pirataria é o modelo de negócios utilizado pelas empresas. Muitos criticam práticas como conteúdo adicional pago (DLCs), microtransações excessivas ou a fragmentação de jogos em partes vendidas separadamente. Eles veem a pirataria como uma forma de protesto contra essas práticas, recusando-se a apoiar monetariamente modelos que consideram injustos ou predatórios.

No entanto, apesar desses argumentos, há uma série de implicações negativas associadas à pirataria em video games que não podem ser ignoradas. A pirataria pode prejudicar diretamente os estúdios de desenvolvimento e editores, reduzindo suas receitas e, por sua vez, afetando a capacidade de produzir novos jogos e investir em inovação. Isso pode levar ao fechamento de estúdios menores ou até mesmo a demissões em massa.

Além disso, a pirataria pode criar problemas de segurança, já que frequentemente os arquivos de jogos pirateados são modificados e podem conter malware ou outros tipos de programas maliciosos, representando um risco para os dispositivos dos usuários.

É importante notar que, embora existam argumentos válidos dos dois lados, a pirataria em video games no geral é ilegal e viola os direitos de propriedade intelectual das empresas desenvolvedoras. Há alternativas legítimas para questões de acessibilidade, como preços reduzidos, vendas sazonais, serviços de assinatura e distribuição de jogos gratuitos.

Em última análise, o debate sobre a pirataria em video games é complexo e envolve considerações éticas, econômicas e legais. Embora alguns defendam a prática por questões de acessibilidade ou críticas aos modelos de negócios, é importante reconhecer e respeitar os direitos dos criadores e buscar alternativas legítimas para garantir um equilíbrio entre o acesso à cultura e a sustentabilidade da indústria dos video games.

Postar um comentário

0 Comentários