Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 1 de março de 2016

Dying Light: The Following - A expansão que você queria!

Finalmente vou falar sobre o jogo que me inspirou a criar a matéria falando da diferença entre DLC's, expansões e jogos standalone, Dying Light: The Following, uma expansão que muita gente acabou nem olhando graças ao preconceito de achar que era apenas um mero DLC caro e nada mais que isso. O que é algo muito errado já que trata-se de uma verdadeira nova experiência em um novo ambiente.


A história é super intrigante, começa com um homem sem um olho que chega em Harran e fala sobre um lugar onde as pessoas são imunes e tem um mapa de como chegar lá. Isso te leva a procurar e chegar em uma zona rural, se surpreendendo ao descobrir que realmente as pessoas não se infectam com as mordidas pois não tomam antizina. Mas a coisa começa a ficar estranha quando você descobre que há um forte culto a alguém que chamam de "Madre", ela de alguma forma fez com que as pessoas não fossem infectadas e é preciso conseguir a confiança dos habitantes do lugar para ter acesso a um grupo chamado de "Os Sem Rosto", os únicos que tem contato direto com a Madre.

Vão dizer que o negócio não parece interessante? De repente você não está mais nas favelas apresentadas em Dying Light, mas sim em um imenso campo cheio de fazendas, rios, pequenas cidades e comunidades rurais. O climinha aqui ficou mais semelhante ao de State of Decay, onde você não tem várias casas e prédios disponíveis o tempo todo pra você lançar o gancho e rapidamente se safar de uma horda de zumbis, mas sim uma vasta plantação onde você terá que correr desesperadamente.

E por falar em correr, sem sombra de dúvidas a coisa que mais brilha no jogo é a presença de um buggy para cada jogador. O mapa novo permite que você dirija com liberdade, chegando rapidamente aos lugares e sentindo as pancadas ao saltar de lugares altos, atropelar zumbis, passar por áreas alagadas, entre outras coisas.

Seu carro é sem dúvidas algo de imensa ajuda para se chegar rapidamente a missões ou eliminar vários zumbis de uma vez. No entanto como se trata de um buggy você já deve imaginar que é um carro fraco, não é um Monster Truck, é algo que ao meu ver foi uma ótima escolha pois além de ser pequeno pra passar por lugares estreitos, torna a coisa desafiadora, se você for atropelar uma horda de zumbis, ele vai ficando cada vez mais lento até você parar e ter que descer no meio dos monstrengos.

Além disso como é um carro aberto, você tem que tomar cuidado pois pode tomar porrada enquanto anda e dano de coisas como fogo por exemplo. Uma outra coisa interessante que foi adicionada é o fato dos corredores saltarem e se prenderem nele, podendo te atacar enquanto dirige. O mesmo para os Voláteis, que podem fazer um estrago.

Existe uma nova árvore de talentos voltada para carros e assim você pode ganhar melhores habilidades e também pode tunar seu carro! Isso porque existem vários itens relacionados a ele. É preciso cuidar direitinho pois se abusar muito as peças vão quebrando e assim é preciso substituir peças, colocar algumas aperfeiçoadas, além de procurar gasolina. Sendo assim agora se tornou normal vasculhar outros veículos durante suas buscas, dando aquele climinha de Mad Max.

Diversas mecânicas novas foram adicionadas também, por exemplo agora existem as colônias de Voláteis, cavernas bem escuras onde aquelas criaturas noturnas nascem. Você tem que ir lá e destruí-las para que a quantidade deles diminua. O problema é que durante o dia a caverna enche e assim você tem que entrar nelas a noite pra fazer o serviço.

A experiência de jogo é realmente diferente, sem os prédios a coisa tá muito mais desafiadora. Andar durante a noite agora é realmente adrenalina pura. Se os Voláteis já te caçavam apenas por cair de um lugar e fazer barulho, imagina passar com um carro? E eles correm absurdamente. A sensação de estar um dirigindo e outro em cima atirando é bem fantástica também, mas cada um tem seu próprio carro para os que são mais individuais.

Enfim, Dying Light: The Following pode inicialmente assustar quando olham quanto custa, mas sinceramente é um preço que vale a pena. Não é uma simples DLC que adiciona armas ou duas missões, é uma expansão do jogo com um mapa novo, desafios novos, elementos únicos. Se você é apaixonado por Parkour, mas também curte alta velocidade em veículos, vai adorar. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.


3 comentários:

Super Suporte disse...

epa são um ou dois? kkkk

Skywalkerpg disse...

Não entendi a pergunta, mas se estiver perguntando se é um jogo ou são dois. Bom, existe o Dying Light, e existe o The Following que é a expansão dele (Precisa de Dying Light instalado pra instalar ele).

Super Suporte disse...

estou tirando com o titulo, foi mal '-'