Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 19 de abril de 2015

Daredevil - Isso sim é uma série adulta de Super Herói

Quando vi essa série, nossa eu não posso nem descrever como olhei feio pra ela, quando eu penso em "Série de Super Herói", pronto... É como definir o quanto algo é tosco. Não é que eu não goste de Super Heróis, acreditem, eu adoro! Podem ver que há várias postagens aqui no blog que tem heróis como tema, porém na hora que vejo uma série, já imagino o padrão da tosqueira aplicado a cada episódio. Sendo assim, eu já vi claramente como seria cada episódio, um vilão iria aparecer, o Demolidor iria investigar, no final ele lutava estilosamente, prendia o vilão e o episódio acabava com ele e seus amigos rindo em uma sala, daí iria ter seis temporadas no mínimo onde TODO SANTO EPISÓDIO seria essa desgraça de trama. Pois bem... Eu estava completamente errado. '-'

Tenho que assumir que não sou fã de Demolidor, eu lembro vagamente do filme, sei que o povo desce o cacete, diz que é um lixo, mas eu não acho lá tão cocô assim quanto falam não, posso estar errado mas lembro ele bem no mesmo nível de filmes aclamados como Homem de Ferro, um vilão, o cara vai lá e pega o vilão. Lembro até mesmo que tinha uns efeitos especiais bem bonitos, como o personagem estalar os dedos para gerar ondas e o ambiente ir se moldando ao redor dele. Então não tenho um preconceito com o filme como a maioria, não que eu o ache bom também, tenho uma visão de tão sem sal quanto a maioria dos filmes de heróis, ou seja, nada demais.

Então quando fui assistir, eu só tinha três coisas em mente "Um herói que não to nem aí", "Deve ser tão inovador quanto Agents of Shield" e "Se o filme já é considerado bom, imagina a série que não tem orçamento?". Daí assisti o primeiro episódio, e ok... Não dava pra julgar muito, mas era basicamente o que imaginei, ele acha um caso, resolve o caso, não termina com todos rindo, mas foi algo bem "Aham... Legal, ele é foda, ele resolveu o caso...". Mas então veio o segundo episódio...

Caramba, realmente aquilo foi uma coisa empolgante demais! Foi praticamente um "Você tá achando que essa série é adequada pra crianças meu querido? Só se for pra deixar elas traumatizadas!". Simplesmente fantástico, e o episódio termina de uma maneira que é arte pura, aliás, os episódios em geral são arte pura, intensos, bem trabalhados, surpreendentes.

Eu adoro a série Gotham, quando a vi, notei que conseguiu fazer algo muito fantástico que foi por o vilão da semana, mas ao mesmo tempo ter o foco bem grande na trama principal, gerando assim algo charmoso demais. Já em Demolidor, a série é da netflix e foi lançada inteira de uma vez, não tendo assim o "episódio da semana" e dessa maneira mostrando algo contínuo e muito sofisticado. De certa forma também lembra Gotham, tudo isso de submundo do crime e um vigilante vagando dá um clima noir maravilhoso e essa atmosfera encanta facilmente.
Aqui você vê um super herói diferente, ele não fica naquela choradeira de "Aiiii eu não posso ferir os meus inimiguinhus porque eu sou tão bonzinhu...", sem frescura! Ao invés disso ele mostra sim um certo remorso vez ou outra, mas em geral tem um objetivo e pega pesado com isso, então as vezes mesmo com o cara desmaiado, ele continua espancando, e são coisas violentas pra cacete. Um detalhe que amei nos combates, é que ele se ferra demais. Em geral quando vemos um filme de herói, é um monte de coadjuvante que não conseguem acertar sequer um golpe no infeliz, enquanto o herói fica lá "Olha como sou gostoso!" e dando um milhão de golpes bonitos de se ver, é legal sim, mas é algo meio... bobo... Agora em Demolidor, a coisa parece briga de rua, ele toma muita porrada, apesar de espancar múltiplos inimigos, dar ataques muito estilosos, é possível ver coisas como ele dando alguns passes a mais pro lado, levando pancadas e acabando dando golpes fodões de mal jeito, caindo, levantando, batendo de novo. Tem episódios que ele acaba todo ferrado e sem conseguir andar, as vezes desmaia, os ferimentos que fazem nele são absurdos demais, tem um episódio que o cara é tão fatiado por navalhas que eu fiquei chocado e isso dá um toque tão mais fantástico a coisa.

Mas a pancadaria do herói definitivamente não é a única violência da série, tem coisas que definitivamente podem ser chocantes para alguns, como um cara que comete suicídio enfiando a cabeça com força em uma ponta que entra no olho e vai fundo, atingindo o cérebro, ou uma parte onde um personagem está sendo espancado, depois o pegam, colocam do lado de uma porta de carro e começam a bater, bater, bater... Até a cabeça dele ficar tão esmagada, que o corpo cai sem nada, entre outras cenas um tanto forte e que eu JAMAIS esperaria nessa série se apenas olhasse sem assistir, como por exemplo uma criança cometendo um assassinato brutal.

Tem uma cena que é feita em uns 5-7 minutos de duração, e ela é simplesmente arte pura, pois se passa inteiramente em um corredor de um lugar com portas, mostra o Demolidor chegando para salvar uma pessoa, mas é algo tão tenso, tão fantástico, a quantidade de porrada que ele toma, e a dificuldade que tem em fazer aquilo é contagiante, você realmente consegue sentir o esforço que o personagem está fazendo e como está difícil chegar ao objetivo, e o final, nossa... Maravilhoso! É algo que dá arrepios e te faz ficar pensando em como os caras queriam que a série fosse artística. Acredito também que tenha sido uma parte baseada na cena do corredor de Oldboy.

Um outro detalhe fantástico é que personagens chaves da trama morrem, o que é surreal em uma série de super heróis, você sabe muito bem quem nunca vai morrer, e existem alguns personagens do lado do bem e do lado do mal que são identificados de imediato, o que acontece normalmente é que os atores saem da série, mas morrer, JAMAIS, aqui a coisa é diferente e já na primeira temporada você tem algumas surpresas, simplesmente fantástico demais!

Mas a série não se resume puramente em pancadaria, também existe toda uma parte voltada para a parte judicial da coisa, como o personagem é um advogado, há também o seu companheiro e uma secretária que ocupam boa parte da trama e de forma muito agradável, tranquila, casos vão aparecendo e eles resolvendo, eu adorei esse contraste, ficou realmente muito charmoso e não uma coisa chata.

Enfim, Gotham mostrou que tava na hora de evoluir série de super heróis e colocar algo melhor trabalhado, mas Demolidor... Essa série fez uma mudança brutal na coisa, parece que a Marvel falou "É galera... Não ta dando mais essa formula manjada não" e decidiu fazer um seriado voltado para o público adulto, robusto, estiloso, cheio de referências ocultas aos quadrinhos, realmente surpreendente e olha que como falei, eu nem gosto desse herói, mas aqui está uma obra fantástica que dá pra aplaudir e te faz lamentar em como outros heróis poderiam muito bem apresentar algo com uma história bem elaborada, mas preferem a mesma besteira de sempre. Vale a pena, recomendo!


Nenhum comentário: