The Callisto Protocol foi um caos para as ações da Krafton e fez elas desabarem!

Os Jogos de Terror tiveram um estouro monstro em 2022, foi como um renascer... Literlamente, porque hajam remakes, viu? Resident Evil 4 Remake, Dead Space Remake, Alone in the Dark Remake, Silent Hill 2 Remake... Mas em meio a tantos games de terror refeitos, um dos jogos de medo que chamaram a atenção, foi The Callisto Protocol, que criou um hype enorme na indústria gamer. A presença de atores famosos, e se do mesmo criador de Dead Space, Glen Schofield, somado a uma tonelada de dinheiro, o povo foi à loucura. O que poderia dar errado?

Quando eu postei os Requerimentos mínimos do sistema de The Callisto Protocol aqui no blog, a princípio a desenvolvedora tinha lançado parte deles, depois sumiu. E, enrolou tanto, que faltando poucos dias para o jogo de horror da Striking Distance Studios sair, ela simplesmente não atualizava, deixando para a última hora. Isso começou a fazer o povo se questionar sobre problemas de performance ruim no PC.
 
Infelizmente foi dito e feito... O que era para ser um jogo assustador, acabou mais sendo um jogo que assusta... Apesar de ter alguns relatos de performance para quem jogou no console, o pessoal do PC Gamer em especial é que comeu o pão que o Diabo amassou. Não é que seja incomum jogadores de PC terem que lidar com isso, visto que muitas empresas focam em desenvolver jogos para videogames, só então fazem um port e lançam os games para PC.
O grande problema, é que nem todas as empresas tem experiência na área e às vezes só contratam um estúdio pra fazer o trabalho. Isso foi algo que diminuiu bastante com o passar dos anos com a popularização dos jogos de computador e o imenso custo/benefício que a plataforma começou a ter. A popularidade de placas de vídeo como a Nvidia Geforce RTX e processadores como os AMD Ryzen 5600X que o digam.

Mas desenvolvedoras que lançam jogos para computador defeituosos, não importa se tem os gráficos de um jogo indie como Five Nights at Freddy's ou de um jogo Triplo A como Call of Duty: Modern Warfare II, os problemas no PC conseguem superar qualquer configuração de PC gamer tunado e obviamente isso gera uma ira danada. E obviamente isso tem consequências, enquanto um game indie só cai no esquecimento, empresas grandes podem se lascar com tudo. É só ver o rombo que Cyberpunk 2077 fez na CD Projekt Red em apenas um ano.

Embora tenham empresas que não sofram nada e apenas ignorem o lançamento caótico de um jogo de PC, como é o caso do primeiro Watch_Dogs, que a Ubisoft simplesmente seguiu em frente e lançou uma franquia. Tem outros que são o caos... Como foi o jogo que ajudou a Square Enix a decidir vender sua divisão ocidental. E, para o azar da publisher do game The Callisto Protocol, a KRAFTON, Inc., os acionistas não gostaram nem um pouco de um jogo caro assim ter sido recebido com vaias.
De quebra, no Brasil os jogadores de PS4 e PS5 ainda tiveram uma surpresinha extra! Enquanto a mídia física se manteve no mesmo preço de The Callisto Protocol na Amazon. Os jogadores de mídia digital já não tiveram a mesma sorte. No dia do lançamento, as versões digitais de ambos os consoles da Sony receberam aumento na Playstation Store. No PS4 mudou de R$ 299,90 para R$ 319,90 e no PS5 de R$ 349,90 para R$ 374,90. O aumento de 25 pegou o povo que não faz pré-compra, mas compra no lançamento, de surpresa.
 
Mas naturalmente, o preço acabou sendo apenas uma questão local, sendo a maior causa da revolta, o estado. E assim a desenvolvedora desse game de horror acabou se manifestando, dizendo o seguinte em seu lançamento: "Estamos cientes de que alguns usuários estão enfrentando problemas de travamento no PC. Temos um patch que estará disponível em algumas horas para melhorar o desempenho, com várias atualizações adicionais a caminho.". Muita gente revoltada com o estado que alguns jogos para computador saem, acabou derramando fúria em fóruns como o Reddit.
 
Como os investidores são quem injetam dinheiro, e resultados negativos assustam muitos, fazendo com que vendam suas ações, a coisa não foi diferente com esse, só que acabou indo a um nível um tanto caótico e o analista Dr. Serkan Toto comentou: "As ações da Krafton, a empresa por trás do estúdio The Callisto Protocol, Striking Distance, fecharam em queda de -8,41% hoje em Seoul. A pontuação baixa do jogo não foi bem vista pelos investidores da Krafton, que esperavam que a nova IP pudesse se tornar um novo pilar para a empresa, conhecida pelo PUBG.".
E o game assustador acabou dando um susto mesmo foi na gigante dos games. Especialmente porque a coisa é uma bola de neve. E logo chegaram críticas para os mais variados tipo de coisas. Reclamações sobre ser um game de história rasa em uma simplicidade gritante, reclamações sobre a jogabilidade ser frustrante, entre outras coisas. Foi um verdadeiro estouro!

Em outros tempos, os jogadores de PC sofriam muito, pois era uma plataforma colocada de lado, onde só eram famosos jogos bem específicos, tipo Counter-Strike: Global Offensive, e inclusive essa era acabou deixando uma certa herança e até hoje muita gente acaba olhando jogos para PC e pensando em um lugar apenas como o foco é jogar Fortnite e Valorant, porém o mundo mudou muito e essa foi uma das plataformas que ajudou a moldar a indústria, popularizando games indie e moldando padrões.

Mas o que realmente aumentou o respeito, foi a máquina de fazer dinheiro que provou ser, com muita gente buscando por peças como placas-mães melhores, SSD M.2, além do surgimento dos Notebooks Gamers de ótimo custo benefício, tipo alguns dos laptopos gamer IdeaPad focado para o público de jogadores, ou o maravilhoso custo/benefício dos notebooks gamers Acer Nitro. Entramos em uma era de ouro da plataforma e de repente PC Gamer de bom custo/benefício não era apenas coisa de quem tinha um Gabinete Gamer brilhante.
Isso fez com que jogos para PC deixassem de ser apenas mais um jogo eletrônico aleatório, e embora jogos com um brilho maior no console como God of War Ragnarok continuassem a surgir, muitos jogos desejados como Hogwarts Legacy, Scorn, Forspokene outros, passassem a ser vistos com o mesmo nível de dignidade que jogos de videogames, não sendo apenas mais uma gambiarra.

The Callisto Protocol pode não ter tido a popularidade de um Grand Theft Auto 5, mas foi uma super produção realmente aguardada e com um investimento monstro, contendo um elenco cheio de atores famosos Josh Duhamel (Transformers) , Karen Fukuhara (The Boys), Sam Witwer (O Novoeiro, mas também é o Starkiller de Star Wars: The Force Unleashed) e um investimento monstruoso em marketing.

O jogo foi lançado para várias plataformas, sendo elas o Sony PlayStation 5, Sony PlayStation 4, Microsoft Xbox One, Microsoft Xbox Series X e Microsoft Xbox Series S e Microsoft Windows (Via Epic Games Store e Steam). E os requerimentos mínimos do sistema para rodar em um computador são esses aqui:
    Requisitos Mínimos do Sistema:

    • Requer um processador e sistema operacional de 64 bits
    • SO: Windows 10/11
    • Processador: Intel® Core™ i5-8400 or AMD Ryzen™ 5 2600
    • Memória Ram: 8 GB de RAM
    • Placa de vídeo: NVIDIA® GeForce GTX 1060 ou AMD Radeon™ RX 580
    • DirectX: Versão 11
    • Armazenamento: 75 GB de espaço disponível
 
          Requisitos Recomendado do PC:
    • Requer um processador e sistema operacional de 64 bits
    • SO: Windows 10/11
    • Processador: Intel® Core™ i7-8700 ou AMD Ryzen™ 5 3600
    • Memória Ram: 16 GB de RAM
    • Placa de vídeo: NVIDIA GeForce GTX 1070 ou AMD Radeon™ RX 5700
    • DirectX: Versão 12
    • Armazenamento: 75 GB de espaço disponível
    • Outras observações: SSD recomendado

Apesar de ter a recomendação de usar um SSD, que normalmente indica "Olha meu filho, esse jogo é tão pesado, que você vai precisar de um carregamento veloz pra não ficar o dia inteiro na tela de loading", até que são requisitos adequados, não parecendo um jogo que só se encostou na potência dos computadores e deixou que o usuário se virasse.

Seria um jogo perfeito para ter sido lançado no Xbox Game Pass Ultimate para aproveitar o Xbox Cloud Gaming e assim ser possível jogar em nuvem, dependendo apenas da velocidade de internet da pessoa. Mas infelizmente não saiu por lá e nem ao menos no Geforce Now, tornando realmente só um sonho para algumas pessoas a ideia de jogar lisinho.

Mas e você? Curte um game de medo? Chegou a testar The Callisto Protocol? Eu cheguei a criar uma matéria há um tempo atrás com 17 dicas pra rodar jogos pesados em PCs fracos, mas na medida em que as empresas passaram a se encostar na potência de computadores, ficou cada vez mais difícil usar gambiarras, hahaha. Enfim... Não deixe de conferir outras coisas que postei no blog hoje.

Caso queira comprar keys baratinhas de jogos de PC, recomendo sempre dar uma olhadinha no preços das keys da Steam (e outras lojas) à venda na GMG, muitas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e comprando keys lá, você acumula XP, que gera várias vantagens como descontos extras nas próximas compras e até jogos grátis! Dê uma conferida aqui.

(DICA: Fica de olho nos CUPONS DE DESCONTO que costumam aparecer na página inicial da GMG frequentemente! O preço cai muito!) 

Postar um comentário

0 Comentários