The Boys | Série adulta com heróis muito mais realistas

Essa é uma das séries símbolo que tá servindo como um dos principais incentivos para muita gente assinar o Amazon Prime (Já que é exclusiva). Isso não é à toa, pois é uma daquelas obras que você rapidamente percebe o quanto a ideia é fantástica e diferenciada e que só podia ter saído do mundo dos quadrinhos adultos. Ela é inspirada na obra de Garth Ennis de mesmo nome, e ele também é o autor de Preacher.

A história mostra uma realidade alternativa à nossa em que heróis existem, porém eles não são seres cheios de bondade e pureza. Aqui eles entram nessa pela fama! Uma super agência procura pelos que se destacam e patrocina um grupo chamado "Os Sete". Cidades pagam caro para terem um herói famoso e eles participam de comerciais de TV, filmes, livros, tem brinquedos e tudo quanto é tipo de publicidade.

Já deu pra notar que a coisa segue um nível bem mais realista se você for parar pra pensar né? Quero dizer, imagina alguém com poderes. É possível sim que a pessoa vá salvar outros no início, mas por quanto tempo? As pessoas são preguiçosas e querem se dar bem, a minoria é de seres iluminados que se preocupam de verdade com os outros.

A possibilidade de uma pessoa se tornar um super vilão é muito maior, pois vemos diariamente pessoas quebrando as regras. Gatos de eletricidade, pessoas sentando no assento pra idosos, motoristas bêbados. A quantidade de coisinhas ilegais é imensa, então imagina alguém que possa realmente trapacear em coisas maiores sem sofrer as consequências?

Sendo assim, uma agência dando o incentivo de dinheiro e fama para pessoas com super poderes é algo muito mais pés no chão do que uma legião de pessoas boas que vão trabalhar grátis pro resto da vida para salvar pessoas que muitas vezes são totalmente ingratas. E obviamente isso não vai tornar esses heróis perfeitos.

E o que temos aqui é muita falsidade, portanto discursos prontos, operações contra bandidos onde uma equipe de filmagem está pronta para atuar na hora certa. Erros sendo ocultados com subornos e muito mais. É uma baita série que apresenta uma crítica social interessante e com uma liberdade incrível de escrachar o jeito humano de ser.

Como contraponto é mostrado um grupo que os odeia por motivos variados e a dificuldade que odiar figuras adoradas acaba gerando. É interessante também o ponto de vista, pois é mostrado o público como um monte de pessoas impressionadas que vão dizer "Ohhh" para qualquer coisa que eles fizerem, por mais falsas que sejam.

Acho bacana apresentar algo assim, pois por mais que nós vejamos frequentemente histórias sobre manipulação, é algo que talvez exista para sempre. As pessoas continuam, as tendências gerais são verdadeiros shows e as pessoas não querem saber se é certo ou errado, elas só querem ver o show continuar. Sejam fãs de atores, músicos, políticos, estúdios. O mundo é um show e as pessoas sempre querem olhar pro lado que consideram certo e se esse lado erra, ao invés dos fãs corrigirem, adicional um "Fez isso, mas..." e não se fala mais no assunto.

A série foi um estouro rapidamente por sua ousadia e definitivamente não é algo para o público infantojuvenil, pois apesar dos heróis, toda a linguagem e apresentação da coisa tem um toque um tanto pesado. Não chega a ser um Watchmen da vida, pois é mais descontraído com seu toque de humor negro, mas definitivamente também não é nada adequado para crianças, apresentando temas que vão desde heróis decepando corpos com muito sangue até estupro. 

Enfim, ótima série! Muito divertida e fantástica para passar o tempo. Cada episódio é super robusto, é notável que o orçamento foi pesado e sem medo de ambientes abertos lotados de figurantes. O tempo passa rápido, ótimo pra assistir com amigos, mas selecione bem, pois alguns podem ficar desconfortáveis em ver um homem andando pelado na maior naturalidade kkkkk. Você pode assistir de graça se pegar o período grátis do Prime Video e cancelar antes de terminar (E de quebra assistir as outras séries exclusivas hehe).

Comentários