Death Note Black Edition te deixará boquiaberto com tanto estilo concentrado

Apesar de existirem mangás gigantescos que viraram animes, como Dragon Ball Z, One Piece e  JoJo no Kimyo na Boken, de tempos em tempos surge um mangá menor que estoura e vira anime ainda nos primeiros volumes, obras como Spy x Family,  Kimetsu no Yaiba, Tokyo Revengers foram verdadeiros sucessos. Mas enquanto alguns são algo temporário e esquecido, tem outros que de fato deixam sua marca na cultura pop, e não é surpresa edições mais luxuosas surgirem. Esse foi o caso de Death Note!

Lançado inicialmente entre 2003 e 2006, Death Note foi escrito pelo mangaká Tsugumi Ohba e ilustrado por  Takeshi Obata, a dupla conseguiu fazer tanto sucesso que se tornou um verdadeiro símbolo. Eles até tentaram algo semelhante mais pra frente com o mangá Platinum End, mas não conseguiram chegar nem perto do sucesso.
 
Originalmente o mangá teve 12 edições até sua conclusão, mas como vendeu feito água, acabou tendo o destino de outros mangás com uma edição com volumes concentrados e mais elegantes. Rolou isso anteriormente com Neon Genesis Evangelion Collector's Edition, que até novos desenhos do autor original teve, One Piece 3 em 1, que foi um alívio para quem queria começar a colecionar, mas não tinha paciência, Bleach Remix, que organiza a obra o dividindo em arcos, e Soul Eater Perfect Edition, edição super luxuosa e com arcos reestruturados.
Em Death Note Black Edition, a coisa fica perfeita para quem gosta de coleções completas, mas não tem paciência para pra ficar comprando volumes. Isso porque ele une dois dos volumes originais, para formar um volume muito mais grosso, além de ter capas especiais que são padronizadas, deixando a coisa toda bem mais estilosa.

Além das seis edições, tem o "A capa conta com verniz localizado, dando um charme todo especial e acabamento diferenciado. ALém disso cada edição conta com oito páginas coloridas no começo. Death Note - Black Edition - How to read, que é um guia lotado de informações sobre a obra, indo desde fichas de personagens até entrevistas com os autores.

Death Note se impregnou na cultura popular e uma amostra do quanto isso foi forte, é o episódio "A Casa da Árvore dos Horrores. XXXIII" da 34º temporada de "Os Simpsons", que foi intitulado como "Death Tome" e que é uma homenagem à obra original japonesa. Isso prova que a franquia conseguiu estourar o seu nicho de otakus e fãs do Japão em geral e chegar a um outro público.
O anime foi especialmente responsável pela popularização para grandes públicos, o que não dá pra dizer que é incomum. É só ver como "Demon Slayer - Mugen Train: O Filme" atingiu uma marca histórica na bilheteria e fez a popularidade do personagem Tanjirō Kamado estourar. Não dá pra dizer que os filmes "Death Note Relight 1: Visions of a God" e "Death Note Relight 2: L's Successors", tiveram o mesmo impacto, por serem basicamente uma versão enxuta do anime e muito menos o live action Death Note da Netflix, mas o anime em si, esse deixou sua marca com força!

Caso você esteja beem por fora, a história é sobre Light Yagami, que pegou o caderno da morte do shinigami Ryuk e passou a usar seu poder para matar criminosos apenas escrevendo o nome no caderno. Isso faz com que as pessoas passem a chamá-lo de "Kira" e "Deus da Morte", e o maior detetive do mundo, conhecido apenas como "L", passa a investigar. Na medida em que os arcos vão passando, vários personagens interessantes vão surgindo, Misa Amane, Near, Mello e reviravoltas são garantidas.

Enfim, tá aí uma edição que deixou o povo louco. A editora JBC tinha lançado inicialmente ela por aqui, mas esgotou e passou um bom tempo sem novas unidades. Mas os fãs fizeram pressão e ela acabou resolvendo relançar no Brasil. E você? É fã? Chegou a ler o mangá? Ou preferiu só assistir o anime mesmo? Caso tenha interesse, o mangá está disponível a ótimo preço, confira:
 

OBS: Eu coloquei alguns links de afiliado da Amazon na matéria, então se vocês comprarem qualquer coisa após entrar por eles, eu ganho uma pequena comissão. Mas não se preocupem, que vocês não pagam nem um centavo a mais do que pagariam, ok galera? =)

Postar um comentário

0 Comentários