Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 16 de maio de 2017

American Gods | Os deuses nunca foram tão ousados

Em 2001 foi lançado o livro Deuses Americanos, de Neil Gaiman e foi um sucesso imenso. O tempo foi passando e começou a se falar em filme, série, mas parece que nada andava. A série ficou nas mãos da HBO, mas no fim das contas quem acabou pegando mesmo foi a STARZ. Com um preço extremamente caro o negócio chamou a atenção rapidamente.


A história acompanha os passos de um homem chamado Shadow Moon, que saiu da prisão e acaba sendo contratado por um homem misterioso. No entanto as coisas começam a ficar estranhas quando eventos aparentemente sobrenaturais passam a acontecer. Pessoas estranhas cruzam seu caminho, algumas querendo contratá-lo, outras aparentemente apenas machucá-lo ou pedir informação.

A ideia da série é interessante pra caramba, nela são apresentados deuses como personagens que precisam de adoradores e seu maior medo é o esquecimento. No entanto o tempo passa e as coisas mudam, deuses de religiões antigos passam a desaparecer. A fé e adoração das pessoas começa a se dirigir para outros tipos de adoração, celebridades, drogas, poder e mais. Novos deuses surgem ligados diretamente a essas coisas.

Essa é uma daquelas séries críticas e confusas, fala sobre inúmeras coisas, cultura, hipocrisia, religião, sociedade em geral. Algumas pessoas podem se sentir completamente confusas sobre o que exatamente está acontecendo, já que é notável que o começo é mais para preparar o cenário de algo maior que está por vir.

Acho que a experiência mais parecida com essa que já vi em uma série foi a polêmica Preacher, pra falar a verdade parecem até séries irmãs. No entanto não é à toa, já que Neil Gaiman é do mesmo grupo de quadrinistas sombrios que fazem histórias assim polêmicas. Aliás, Deuses Americanos poderia facilmente ter sido lançado como HQ, onde é mais fácil achar coisas parecidas, como a maravilhosa Chosen.

Uma coisa que passou a ser falada rapidamente com o lançamento foi o fato de aparecer muitos pintos (até duro) e sexo gay. Isso me faz pensar em como é engraçado a forma que os tempos mudaram. Antigamente se você pensasse em uma série medieval com magia e tudo mais, uma coisa que você jamais imaginaria é ter sexo gay, mas Game of Thrones chegou mostrando isso sem se importar com nada.

Mas não apenas GOT tem essas coisas, existem inúmeras séries com temáticas "descoladas" que apresentam isso sem se importar, True Blood, que é sobre o impacto de vampiros serem revelados ao mundo, Spartacus, que a violência é absurda mas nudismo masculino e homossexualidade está presente sempre, Penny Dreadful, que é uma série de horror, mas também há sexo gay, entre várias outras.

Então acho que é basicamente ficção para o público adulto. Sim, eu sei que não é porque algo é adulto que precisa ter sexo gay, mas uma coisa que essas séries tem em comum é que elas quebram tabus e não se importam em mostrar vários aspectos da humanidade como um todo. Então realmente creio que se não é isso que a pessoa quer ver, ela tem uma chuva de outras opções, Merlin por exemplo é algo pra família, e convenhamos, quase todo mês surgem séries de ficção novas que são discretas.

E pra quem quer seriados de ficção mais sérios, porém sem esse toque de sociedade nua e crua, existem também opções, The Strain, Stranger Things ou mesmo clássicos como Arquivo X. Então creio que existem opções para todo mundo e não é necessário uma polêmica tão forte, ainda mais em Deuses Americanos, se tem deuses ligados diretamente a sexo e é algo para o público adulto, os caras tem mesmo que censurar? Sendo que o objetivo é exatamente mostrar vários pontos da sociedade de forma natural?

A fotografia é simplesmente maravilhosa! Existe constantes cenas dos personagens na estrada, passando por áreas rurais. Tem aquele toque meio acinzentado, algo muito atmosférico, lembra um pouco o visual apresentado na primeira temporada de True Detective. Não sei bem explicar, mas isso me causa sensações bem incríveis, esse climinha de estarem viajando pelo país e fazendo pausas em áreas urbanas é muito bom.

Aliás, existem elementos usados que caem muito bem, pois ao mesmo tempo que lembram revistas em quadrinhos, também dão um toque de "delírio" na coisa. Sabem em Clube da Luta quando o protagonista tá se concentrando no pensamento de deslizar e se vê um pinguim mandando ele deslizar? Pois é, esse tipo de coisa estranha se vê aqui.

Enfim, Deuses Americanos é uma ótima série, atmosférica, com um clima intenso de mistério e episódios imensos de uma hora. Realmente uma maravilha para passar o tempo, recomendo demais essa maravilha! Quem se interessar em ler o livro, ele foi lançado no Brasil e está a venda nas seguintes lojas:


Nenhum comentário: