O jovem que gastou U$20 mil em doações para streamers (com dinheiro dos pais)

Todo mundo sabe que o mundo mudou e muito provavelmente o primeiro tipo de emprego do estilo Home Office que pode dizer que se popularizou de verdade, são os de criadores de vídeos. De repente todo mundo tava comprando uma Webcam tunada e queria fazer vídeos para o youtube e ficar rico! À seguir veio a era do streaming e começou também a era das doações diretas. Mas... Em um mundo onde filhos têm o controle dos cartões de crédito dos pais, que estragos podem ser feitos?

Durante o mês de junho de 2020, um adolescente americano fã de Fortnite, resolveu impressionar seus streamers favoritos, e assim fez doações pesadas, que no fim do mês se mostraram nada menos do que $19,870.94 dólares! Em julho os pais do garoto tomaram um susto ao descobrir o valor exorbitante e logo descobriram que o filho fez a festa.

Infelizmente (e como era de se esperar), ao entrar em contato com a Twitch, não tinha muito o que fazer, já que a grana vai de quem assiste para quem recebeu a doação né? Então, ao entrar em contato com o banco, eles informaram que a única forma deles conseguirem algo, seria fazendo pressão, pois só reclamar de forma comum, seria considerado "fraude amigável", que é quando um conhecido usa o cartão para gastar.

E assim, a mãe foi ao Reddit procurar alguma orientação e recebeu a dica para entrar em contato com o Xsolla, que é uma parceira do Twitch responsável por pagamentos. Felizmente, a maior parte do dinheiro conseguiu ser restaurado. O filho foi colocado para acompanhamento psicológico e também teve o seu tempo de jogo limitado.

Hoje em dia é cada vez mais comum problemas assim, infelizmente. Algumas pessoas são simplesmente descontroladas. Isso não é algo que surgiu no meio digital, é apenas uma modernização. É como aqueles apostadores compulsivos, ou pessoas que que querem mostrar ter status e fazem isso comprando coisas que não podem pagar.

Em vários países a coisa é discutida, especialmente relacionada a jogos. Alguns locais são mais radicais que outros, na China, por exemplo, teve aquela lei que proibia jogos de jogar após as 22h, mas estudos são frequentes sobre o descontrole e com a quantidade cada vez mais presente de entretenimento virtual, a tendência é só a crescer. À propósito, me sigam no Twitch, vai! ;) !!!

Postar um comentário

0 Comentários