Personagem de Doom é transformado em pessoa real por Inteligência Artificial

Doom é sem sombra de dúvidas uma das franquias mais inspiradores de todos os tempos, a princípio sendo algo apenas conhecido por PC Gamers, mas que não demorou muito ir para os consoles, sendo o jogo que popularizou jogos em primeira pessoa, tanto que na época, os jogos que vieram eram conhecidos como Doomlike ou "Tipo Doom" e "Estilo Doom", pois simplesmente não era popular a ideia de jogos vistos na visão do protagonista. E claro, ficou pra história, sendo usado e abusado de inúmeras maneiras, inclusive o próprio protagonista que você não via diretamente, que não foi esquecido com o passar das eras e em 2020 uma inteligência artificial o "refez" como humano de verdade.

Depois do lançamento em 1993, muita coisa aconteceu,o jogo foi inspirador até mesmo para Hall of Tortured Souls, aquele jogo do capeta escondido no Windows e teve gente que ficou tão obcecada que até histórias macabras surgiram na internet. As sequencias então, foram aos montes, incluindo jogos que nunca vieram, como a versão cancelada de Doom 4. E ainda assim o primeiro não ficou pra trás, usaram e abusaram, fizeram Doom 1 rodar em uma calculadora e em locais ainda mais inusitados como a versão para Piano.

E em meio a tanta mudança aqui e ali, é claro que não dava pra deixar de chegar no mundo dos mod's, que vão desde coisas como mudar completamente tudo, tipo a versão crossover entre Doom e Resident Evil, até aparições em outros jogos bem nada a ver, tipo Doom Souls, que leva o protagonista a Dark Souls.

Mas as principais modificações costumam ser em alterações de gráficos, como é o caso do belo upgrade em Doom 3, e é exatamente nesse ponto que chegamos ao assunto. Como vocês sabem, pessoas são apaixonadas por gráficos pixelizados e temos um maravilhoso mundo de demakes, transformando jogos 3D em 2D e vendo versões pixelizadas de coisas modernas. Remakes costumam ser feitos por empresas e vindos do zero. Mas o que acontece quando se pega algo direto da fonte original e atualiza para o fotorrealismo?

O "Doom Marine" também é conhecido como Doomguy e Doom Slayer, e é o personagem do Doom. Como o jogo foi feito para a pessoa se sentir no corpo do personagem, acabou sendo genérico desse jeito, mas apesar de tudo, tinha a carinha dele na parte de baixo, que ia se ferrando cada vez mais enquanto tomava dano.

Vocês já devem ter visto várias pessoas reais em versões 2D, seja arte de fãs em homenagens a artistas, seja obras como o jogo Stranger Things 3, que usou pessoas reais como base para criarem os personagens. Mas fazer o contrário é muito mais complicado, dá até pra imaginar e criar, mas não é algo que costuma convencer.

Porém com a evolução da tecnologia, novas ferramentas vieram e inteligências artificiais capazes de atualizar gráficos, como é o caso da ESRGAN, que pega gráficos pixelizados e os suaviza baseado em um gigantesco banco de dados, fazendo algo mais ou menos parecido com o que seria aquilo em alta resolução.

E também temos aquela assustadora tecnologia capaz de gerar faces. E foi exatamente isso que um fã fez, pegou aquele quadradinho pixelizado e usou uma Inteligência Artificial para pegar ele, dar uma tunada nos traços e então gerar à partir dali um rosto de uma pessoa que poderia ser real. Esse foi o resultado:

Postar um comentário

0 Comentários