A diferença entre desenvolvedora e editora de jogos

Na indústria cada vez maior dos video games, uma das coisas que muitas vezes pode soar confusa pra caramba é a diferença entre desenvolvedora e editora (ou distribuidora) e às vezes pode rachar o crânio ver coisas como a Turtle Rock Studios ter desenvolvido Left 4 Dead ou a Nintendo não ser a desenvolvedora de Pokemon.


Falando de uma forma direta ao ponto, desenvolvedora é a empresa que programa, faz os gráficos, sons, etc, ou seja a que realmente põe a mão na massa e faz a mágica acontecer. Já a distribuidora é a que fica responsável em espalhar a coisa pelo resto do mundo, no entanto a coisa não é tão simplória assim e por isso que muitas vezes a distribuidora que tem a fama.

As próprias desenvolvedoras e distribuidoras podem ser uma só, além do mais antes de tudo é preciso olhar para ambas apenas como "Empresa de Video Game", por isso quando você fala de um estúdio de jogos, ele pode ou não estar atuando como uma desenvolvedora e distribuidora. Alguns estúdios são tão poderosos que eles sempre colocam sua marca, mas não precisam desenvolver.

A Ubisoft mesmo, ela é dona de Assassin's Creed, Watch_Dogs, a franquia Ghost Recon, no entanto quem faz esses jogos não é exatamente ela, mas sim seus vários estúdios. Existe um destaque para o Ubisoft Montreal, que é seu maior estúdio, mas existe uma penca de outros, o Far Cry 5 Hours of Darkness por exemplo foi feito pela Ubisoft Shanghai.

Nesse caso que citei, cada um desses estúdios, age como desenvolvedora, sendo que pode ser um desenvolvimento em conjunto, o que não é raro de acontecer. Um estúdio pode focar em uma certa área do jogo e o outro em outra parte e assim eles vão trabalhando juntos para aumentar a equipe e agilizar a produção. 

Como vocês já podem imaginar, a desenvolvedora não precisa ter inventado o conceito do jogo, muitas vezes alguém pode contratar um estúdio para fazer aquele jogo. Eu dei o exemplo da Ubisoft, mas muitas desenvolvedoras estão apenas lá esperando serem bancadas. Jogos como The Amazing Spider Man 2 e Mad Max são bons exemplos, pois foram encomendados para aproveitar o sucesso de lançamentos de filmes e não porque alguma desenvolvedora tinha os direitos e resolveu fazer.

Isso não quer dizer é claro, que desenvolvedoras que aceitam pedidos são de segunda classe, existem muitas desenvolvedoras de alto nível que trabalham assim. Temos por exemplo a FromSoftware, que lançou Demon's Souls e Bloodborne exclusivamente para consoles da SONY, enquanto Dark Souls saiu para vários consoles. O motivo é simples, esses exclusivos foram bancados pela própria SONY e por isso ela que tem os direitos, afinal pagou por isso.

Algumas distribuidoras são fechadas e só fazem o que estão afim, acompanham tendências e veem o que podem vender, mas existem outras que são especializadas em levar jogos indie para o mundo, por isso estão lá esperando coisas novas que pareçam boas e assim distribuem. Os contatos dessas empresas facilitam seu jogo chegar a qualquer lugar do mundo e ter um marketing bom.

Distribuidoras tem contatos e parcerias com sites de jogos, youtubers e em alguns casos até mesmo marketing na TV e outdoors. Elas sabem com quem falar, onde divulgar, conhecem o público, conhecem os lugares que mais vai dar certo apresentar um jogo e assim vai. Portanto estão preparadas para fazer o trabalho.

Obviamente elas pegam parte dos lucros se alguém resolver fazer um acordo com uma delas. Apesar de parecer que basta lançar um jogo na steam e vai vender feito água, a coisa não é assim e pode ser realmente complicado não ter um marketing em cima. Muitos jogos são lançados e automaticamente esquecidos, ainda mais com a quantidade de lançamentos. Sendo assim, é fácil existir a ilusão de que basta programar um jogo fantástico naquele PC velho que todo mundo vai ficar sabendo sobre porque saiu na steam.

Existem ainda algumas empresas que não são responsáveis nem por desenvolver, nem por distribuir, mas por adaptar, que são as especializadas em ports, que estão lá pra fazer um jogo de uma plataforma funcionar em outra, e é por isso que na página de Dark Souls Remastered na steam não tá a FromSoftware, mas a   QLOC, que pegou o jogo dos consoles e fez ele rodar em um PC.

Então é por isso que na ficha de jogos na steam tem áreas diferentes para desenvolvedoras e distribuidoras, sendo que podem estar sempre juntas ou cada uma pode ter jogos completamente diferentes da outra. São coisas que podem se misturar, ser a mesma ou atuarem de maneiras completamente diferentes.

Comentários