Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 6 de dezembro de 2017

Diferenças entre a HQ e a série The Walking Dead 8x07

Esse é um especial onde faço uma comparação entre as diferenças entre os episódios da série The Walking Dead e as edições da revista em quadrinhos The Walking Dead. Caso você queira ver a lista de episódios de todas as temporadas, pode conferir aqui: 


Se o que você está procurando é onde conseguir ler The Walking Dead, saiba que a revista em quadrinhos foi lançada no Brasil e pode ser encontrada por preços bem bacanas com vários outros conteúdos da franquia. Quando foi lançada por aqui a franquia não era conhecida, então o nome ficou como "Os Mortos Vivos". Se você ainda não assistiu, saiba que obviamente eu vou comentar sobre quem morreu. Mas chega de papo e agora vamos para a comparação!

Esse episódio começa com Rick preso e o lance da foto, mais uma vez é de se lembrar que esses personagens não existem na HQ. Existem um grupo que é excêntrico de forma semelhante, mas muito mais lógica, tendo ligação com o horror da morte e a aceitação do destino, não um bando de artistas que decidiram se vestir de preto usando chapinha, fazer esculturas e executar performances no lixão.

Aliás, baita cena não convincente a da líder aceitando o acordo ein? "Oh, você me venceu e tacou no chão ao lado de uma cabeça de zumbi prestes a me morder, eu aceito o acordo e quero que você pose nu pra mim!". Fala sério... Mas que tosqueira louca ein?

Mas quem rouba a cena nesse episódio é Eugene. Então é preciso relembrar que,1 apesar de ele ter sido capturado por Negan, nunca se rendeu na HQ, talvez ele tivesse se rendido quando surgiu na história, porém nesse momento já era casca grossa o suficiente pra não estar ligando nem um pouco para as ameaças.

Dwight trai de verdade Negan, mas não tem Eugene lá para oferecer o acordo, para falar a verdade a maioria das cenas do Dwight não são dentro da base, mas sim fora, quando ele sai para passar alguma informação a um dos três grupos (Rick, Maggie e Ezekiel), mas naturalmente existem algumas cenas internas, porém sem tanta pressão. Fizeram isso muito bem na série, esse desafio a mais.

Padre Gabriel não é capturado, no entanto ele é bem imbecil nos quadrinhos e se fizessem isso lá, não seria surpresa se se reunisse a Negan e desse várias dicas sobre como matar Rick. Em seu diálogo com Eugene, é mostrado mais uma vez algo que a série tanto se esforça pra por, o quanto Eugene é nerdão e parece um robô falando.

A versão da HQ não parece um robô, inicialmente só é um cara medroso, depois passa a ser meio confuso, mas você nunca tem a impressão de que ele vai falar a qualquer momento "níveis de bateria em 5%, por favor me recarreguem". É um personagem que acho extremamente mal trabalhado na série.

Ele é um gênio, mas não é mostrada de uma forma convincente, quero dizer, tem várias séries com personagens inteligentes e que você se surpreende com o que ele faz. O Eugene parece mais o MacGyver, não precisa de explicação, então não tem surpresa alguma e quem assiste não tem aquela surpresa de como ele fez, é só "Ele foi lá e fez! PRONTO", a versão da HQ é mais convincente.

A cena do caminhão é muito mais emocionante na HQ, na série é mostrado tudo preparado e tal, nos quadrinhos a coisa é feita de forma repentina. Sabem o lance da Sasha que pirou depois que o Abraham morreu? Pois bem, na HQ isso é equivalente a uma personagem chamada Holly, ela que vive boa parte das cenas da Sasha.

Só que algo fantástico é que naquele primeiro ataque de Rick ao Santuário, Holly está irada e quer muito matar Negan, tanto que não quer obedecer ordens do Rick, vai junto, mas quando todo mundo menos espera ela pega um carro e vai de forma suicida pra dentro do lugar, fazendo um imenso rombo, isso na edição 116.

Por sinal, acho que é isso que está faltando em The Walking Dead, lembram quando tínhamos surpresas? Quando personagens importantes morriam do nada e era estilo Game of Thrones, ou quando coisas cabulosas demais do nada rolavam? Como o muro de Alexandria desabando ou Carl tomando um tiro no olho. Sinto falta daquilo.

Basicamente essas são as diferenças. Mas e aí, o que acharam do episódio? O que acharam da ideia do Reino? Se empolgaram com algo tão diferente? Ou acharam uma tosqueira louca? E se você estiver afim de ler as HQ's de The Walking Dead, pode dar uma conferida aqui.

Um comentário:

Jhonatan #ConTV disse...

A série à cada episódio está se afundando em decadência