Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Party Hard Tycoon | Crie suas próprias festas malucas

Você é do tipo que tem uma daquelas caixinhas de som poderosas no PC? Adora ouvir música, adora a essência de festa transmitida em filmes como Projeto X, mas não é de sair pra fazer ao vivo, gostando mais de coisas caseiras como jogar? Pois talvez esse jogo seja pra você, aqui temos uma obra do gênero CMS, que te coloca como criador de festas, escolhendo tudo, desde o lugar e tipo de pessoas alvo, até os equipamentos e pessoal contratado.

No jogo você assume o papel de um produtor de eventos em início de carreira, porém para uma passagem mais rápida, nada melhor do que pegar uma carona. Assim você decide que é melhor pedir ajuda para veteranos na área, e logo parte em busca de novos contatos para te ajudarem a realizar o sonho de se tornar um produtor de sucesso.

O nome e visual semelhante ao do jogo Party Hard não são coincidência, ele é um jogo que também foi criado pela Pinokl Games, e trata-se de um spin-off. Ou seja, esse é um daqueles jogos que mostram o outro lado da moeda. No caso, dessa vez ao invés de você ser um Serial Killer que estraga festas, você é o criador de festas que estraga o sono de muita gente.

O jogo tem um baita de um climinha noturno ligado a tecnologia, então o menu tem certos elementos que te mostram como você está sendo visto nas redes sociais. Quantos fãs suas festas geraram, mensagens para você se comunicar e pedir ajuda de veteranos, seu dinheiro, um calendário mostrando a data, um mapa mostrando presença das pessoas em certos lugares e ambientes pra alugar, além de outras coisinhas mais.

Você deve antes de tudo escolher o lugar, dependendo da data vai ter mais ou menos pessoas em certos lugares, os tipos de pessoas são simbolizados por cores. Vão desde fãs pobres até os fãs que são VIP e cheios da grana, além de muito mais influentes. Pequenos pontos simbolizam eles no mapa e você pode ver em que área se concentram mais e onde é melhor alugar um ponto pra festa.

Depois você deve escolher o tema, esses temas funcionam mais em uns lugares que em outros, por exemplo uma festa nerd não é tão eficiente quando você a faz em um lugar que parece um lixão. Existem vários temas disponíveis para você ir liberando e testando para ver onde funcionam melhor e aos poucos começa a acertar.

É preciso também contratar pessoas para trabalhar na festa, algumas delas dão realmente muito certo, pode ser alguém vestindo uma fantasia bizarra para dançar e animar o povo, mas pode ser também um policial para colocar os haters pra correr ou mesmo coisas mais bizarras, como um valentão para roubar os clientes e assim você lucrar um extra na festa. Tem vários tipos de pessoas pra destravar.

Com o orçamento que tem você precisa preparar os ambientes, dependendo do tipo de festa você vai precisar de equipamentos diferentes. Por exemplo uma "Festa da Cerveja" já diz claramente que é ótimo por uns barris de cerveja no lugar, já uma "Carnaval do Rio" você precisa se concentrar na qualidade da música.

Os equipamentos que você compra ficam no lugar, mas vão envelhecendo com o tempo, sendo assim sempre que você voltar vão ter coisas que você já tinha comprado naquele lugar, no entanto com o tempo é preciso se livrar delas, ou mesmo substituí-las por algo mais moderno para o lugar, e assim aos poucos os ambientes vão mudando.

Dependendo do resultado da sua festa você pode ganhar ou perder popularidade, além disso existe uma barra de experiência que é onde você destrava vários tipos de coisas novas que vão deixando o jogo cada vez mais robusto. É preciso se preocupar com o orçamento também, ele pode ir às alturas com vendas de ingressos e comida, mas pode desabar com gastos que não compensaram.

Acho que o maior problema do jogo é que ele te joga pra se virar e tem um tutorial chatíssimo que no fim das contas não explica coisas realmente úteis. Na primeira missão é basicamente um "Se vira aí", você coloca um monte de coisas, se dá mal e bate aquela sensação de "Nossa, eu gastei todo meu dinheiro...". 

A verdade é que não é preciso se preocupar com essa missão, mas isso me fez recomeçar porque gastei demais a só me dei mal. Agora imagino perfeccionistas, como devem reiniciar inúmeras vezes pra tentar fazer perfeito de primeira. Mas o problema é que o tutorial é bem "Pô é legal né? Fazemos festa, faz uma festa aí cara!", aí começam a reclamar e você fica sem saber o que tá fazendo de errado.

O negócio é que esse é daqueles jogos que o tutorial não é apresentado só no começo, mas sim aos poucos vão sendo adicionados novos elementos. De repente a personagem inicial que conversa com você entra em contato de novo dizendo sobre algo novo que irão tentar, além de missões alternativas que vão te dar um bônus.

Enfim, assumo que não achei tão divertido quanto gostaria de ter achado, por outro lado a mecânica é interessante sim, imagino que muita gente pode acabar se divertindo bastante com as possibilidades e aos poucos vai conseguir se tornar bem popular.


Nenhum comentário: