Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

Blade Runner 2049 quase teve outro título!

O lançamento de Blade Runner 2049 deu uma levantada na popularidade desse universo, incluindo investimentos pesados em marketing como o anime Black Out 2022 e os curta metragens 2048: Nowhere To Run e 2036: Nexus Dawn. Observe que todos carregam números, mas a coisa poderia ter sido bem diferente, pois o título inicial não teria o 2049.



Relembrando a origem de Blade Runner

Pra quem não sabe, Blade Runner é baseado no livro "Androides Sonham com Ovelhas Elétricas?", publicado em 1968 pelo autor americano Philip K. Dick. Naturalmente não é um nome nada legal pra um filme, sinceramente nem sei como a editora permitiu um título desse tamanho no livro. Sendo assim não foi surpresa a adaptação de 1982 ter outro nome.

O filme apresenta um futurístico ano de 2019, em um mundo com super população, cheio de arranha-céus, neon, carros voadores e tecnologias avançadíssimas. Isso faz bater aquele impacto, afinal de contas mostrava o que imaginavam para 37 anos no futuro, ou seja, é tempo pra caramba né? Beirando meio século.

Nossa realidade também tem um brilho próprio

Podemos achar isso meio engraçado hoje em dia, mas se você parar para pensar, apesar do mundo não ter ficado daquele jeito, também atingimos um mundo futurístico e cheio de coisas inacreditáveis para alguém dos anos 80. Quem imaginaria na época, coisas como redes sociais, celulares ou mesmo os jogos de bingo betmotion? São coisas que tornam nosso mundo tão diferente e mais avançado que surpreenderia qualquer um.

E para o segundo filme decidiram colocar um espaço menor de tempo, sendo 32 anos no futuro (Em relação à data de lançamento). Isso fez com que ficasse Blade Runner 2049. Também foi a base para colocar anos nos títulos de todos os curta metragens promocionais. Isso com certeza acabou ajudando a localizar bem a ordem das coisas e deixando fácil para entender a sequencia que deve ser assistida.

Mas assumo teve algo que me incomodou, não sei bem dizer o que, talvez seja o fato de que fica escrachado o ano em que tudo acontece e aí bateu aquele pensamento "E quando atingirmos 2049? Não vai ficar disfarçadinho dentro da obra igual Blade Runner original, vai estar lá pra todo mundo ver!". Por outro lado é mais charmoso do que um mero "2" na frente.

O título original de  Blade Runner 2049

Em uma entrevista, o produtor Andrew Kosove acabou revelando que inicialmente chamavam o filme de Blade Runner – Androids Dream ( que em tradução literal fica Blade Runner – Androides Sonham). Outro título que tem algo que me incomoda, talvez pela secura da coisa. Mas é bacana a referência ao nome do livro, não acham? Bem charmoso.

Enfim, isso não é algo inédito. É bem comum na indústria do entretenimento colocarem um nome temporário em um projeto ou mesmo ele ser obrigado a mudar, seja por exigência da produtora, seja por alguma tendência que gere uma imagem negativa. Mas e vocês, preferem o nome final ou gostariam que fosse o temporário?


Nenhum comentário: