Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Gantz: O - Dessa vez a matança é em um 3D maravilhoso

Vocês sabem bem o quanto eu sou maravilhado com o universo de Gantz, de longe meu mangá favorito (embora eu odeie o final) e é lógico que eu não poderia deixar de dar uma conferida no filme Gantz: O, que nem procurei muitas informações sobre, dei uma olhada em um vídeo ou outro, mas não queria ir muito a fundo, e agora chegou o momento de falar sobre essa obra que tem um toque próprio bem peculiar.


O filme conta a história de Masaru Kato, um garoto de 17 anos que morre assassinado brutalmente no metrô, porém acorda em uma sala misteriosa com pessoas vestidas em roupas esquisitas. Elas se apressam em contar pra ele que terão que matar uma criatura em um determinado tempo ou morrerão. Ele fica atordoado, mas antes que possa pensar direito, recebe armas e é mandado para um lugar cheio de seres estranhos.

A primeira vez que fiquei sabendo algo sobre Gantz: O foi no mangá Gantz: G, eu tenho que assumir que iria ficar mais maravilhado se fosse um novo live action, porém o fato de ser um filme 3D também tem seu toque próprio que deixa a coisa especial, por mais que animes e live actions me sejam mais atraentes.

Sendo assim de certa forma a sensação foi meio semelhante ao que senti quando assisti ao primeiro Gantz em live action, algo novo. Aquela vontade de ver certos personagens e eles em ação de uma forma diferente. Além de naturalmente esse estilo acabar gerando uma atmosfera bastante própria na coisa.

Bom, achei impressionante o quanto esse filme pode ser visto por todo tipo de pessoa, sejam fãs do mangá, anime, filmes ou mesmo alguém que não tem a mínima ideia do que diabos é Gantz, ele se encaixa perfeitamente como um ponto de início da coisa. Mas acho que a melhor forma de ver é logo depois de assistir Gantz: Perfect Answer, pois acho que os eventos se encaixam bem.

Esse "O" do título é referente a Osaka, isso porque se passa durante o arco de Osaka no mangá, então quem lê o mangá pode também se sentir bem a vontade em chegar nesse arco e decidir dar uma conferida no filme, mas recomendo demais que veja depois de ler, até porque o foco do filme é a pancadaria mesmo.

Eu adorei o fato do protagonista não ser o Kurono Kei, mas sim o Masaru Kato, não que ele seja meu personagem favorito ou algo assim, mas acho que colocar o ponto de vista de outra pessoa como principal é incrível pra caramba, é algo meio semelhante à fórmula apresentada em Another Gantz, que o protagonista também não é o Kei.

Bom, mas esse é um filme que também é voltado para dois públicos apenas, os fãs de ação e os fãs de Gantz. Sinceramente eu gostei mesmo por ser fã de Gantz, mas a sensação dele é meio que "uma amostra do que essa franquia é". Isso porque, diferente de outras da franquia, nesse é mostrado apenas uma missão. Então não há aquele momento em que eles param, voltam pra casa e então depois tem que voltar pra Gantz, que aliás são os momentos que mais gosto nas histórias apresentadas, mas não tem aqui.

Sendo assim a sensação é de como estar vendo um CG em um video game, aquele videozinho que é colocado para empolgar mesmo e não para mostrar momentos mais parados. Pode ser um ótimo passa tempo para aqueles momentos em que você só quer ficar quietinho e assistir alguma coisa sem muito compromisso.

O visual é fenomenal demais! Esse é daqueles filme em CG fotorealistas em que em diversos momentos você olha pro cenário e pensa "Caramba, isso parece até que foi gravado, tá simplesmente lindo demais!". Para fãs de visuais belos gerados por computador sem dúvidas esse aqui vai deixar de queixo caído.

Uma coisa esquisita, é que eu não parava de pensar no quanto deve ser fantástico jogar algo assim em uma experiência VR. É bem estranho porque eu não sou lá o que pode se chamar de amante de jogos VR, mas o visual é tão fenomenal e os personagens correndo pela cidade passa uma sensação tão empolgante de "O que vem depois?". Isso me fez querer demais poder experimentar uma maravilha assim hehehe.

Enfim, Gantz: O é um filme legal, mas pra alguém que não gosta de ação e não é fã de Gantz, pode ser visto como apenas um monte de matança louca que não explora a coisa mais interessante de todas que é o mistério da sala onde o protagonista foi parar. Sendo assim recomendo, mas se quer profundidade na história é bom começar pelo mangá, live action ou anime. Apesar dos vários mangás disponíveis atualmente no Brasil, infelizmente Gantz parou de ser publicado por aqui. O filme tá disponível na Netflix.


Nenhum comentário: