Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 6 de agosto de 2016

Vamos descer o cacete em Pokemon GO

Bom, essa postagem é especificamente para falar sobre algo que sei que ao menos no fundo todo mundo pensou, mas que a maioria só engoliu e ficou calada. O fato de que na versão de lançamento, Pokemon GO se mostrou um jogo bem fraquinho e não digo que não tenha sido divertido, mas ao menos um pouco decepcionante.

O negócio é, o que esse jogo tem que outros já não apresentaram antes? Eu sei que muitos vão pensar na questão da realidade aumentada, sair pela cidade e ir a pokestops. Ir a ginásios e marcar território, é algo nunca visto antes, certo? Errado! O jogo de 2013 Ingress também é gratuito e usa essa mecânica de forma bem intensa, e adivinha? É da mesma desenvolvedora! Pra quem conhecia a sensação foi meio de "ÉÉÉ VAI SAIR ALGO FODÃO DAÍ E JAMAIS VISTO ANTES!" aí quando foi ver, a coisa era bem simplória.

Um dos elementos mais marcantes e que todo mundo esperava que tivesse, simplesmente não saiu com a versão inicial do jogo. As pokebatalhas! Quem é que não pensou nisso quando teve o primeiro contato com a versão de lançamento? Poder se divertir por horas usando seu Pokemon para lutar com os amigos relembrando os tempos do jogo Pokemon Stadium?

Mas tudo bem, sem batalhas contra pessoas reais, mas e as batalhas contra os próprios pokemon? Vai dizer que não sentiu uma pontadinha de decepção ao ver que era só jogar a pokebola e acertar ele pra capturar? O próprio sistema de combate de Pokemon Original é em turnos, então não seria como fazer um super combate em que você tem que controlar o pokemon, seria escolha de ataques.


Essa opção dos combates que parecia tão básica faz pensar em uma outra coisa. NPC's, se colocaram ginásios e pokestops por aí, poderiam ter colocado treinadores também. Imagina que emocionante saber que um treinador fica parado em um lugar da cidade e você pode ir lá desafiá-lo?

Sendo assim, a impressão de Pokemon GO não foi a de um jogo único e inovador, mas sim que a coisa mais inovadora que teve foi um ripoff do jogo Ingress, porém sem passar a sensação de jogo completo, mas algo que faltou ser finalizado. O que aliás, é outro detalhe que acho que ninguém notou, Pokemon GO foi lançado em beta, talvez até mesmo alpha pois nem a versão 1.0 do jogo era. No Brasil por exemplo a versão lançada foi a 0.31, se não me engano a primeira (que saiu na Austrália) era 0.28.

Eu acho que a própria Nintendo tomou um susto ao ver o estouro que foi, não acredito que a empresa esperava por essa. Acho que somente os verdadeiros pokemaníacos achavam que o jogo ia ser um estouro do jeito que foi, causando loucuras pelo mundo como aqueles 10 casos bizarros envolvendo pokemon GO. Quero dizer, que ia ter um sucesso eu sei que ia, mas isso foi uma loucura, levou a marca a outro nível.

Adoro Pokemon, fiz aquela matéria nostálgica sobre a febre, e desde o lançamento dou um baita suporte a Pokemon GO com tutoriais para o pessoal, mas apenas queria comentar sobre esse tema porque fiquei meio abismado em ver como as pessoas agiram como se as mecânicas fossem algo realmente inovador.

É engraçado que o que vi o povo descendo o pau foi exatamente o fato de não rodar em versões do Android abaixo da 4.4, foi a maior crítica que vi hahaha. Só que acho que esse limite foi mais como uma base da potência dos celulares. Creio que a Nintendo pensou "Se é capaz de ter Android 4.4 a potência do celular deve ser boa o suficiente pra rodar". Não queria exatamente dizer que um com celular quadcore 4.2 não rodasse. Pra quem não viu eu fiz um tutorial ensinando a rodar na 4.0 até a 4.3.

Enfim,  acho que o que tornou Pokemon GO uma febre inicialmente não tem nada a ver com a jogabilidade tão simplória apresentada inicialmente, mas sim a própria popularidade, a parte boa é que sendo um jogo gratuito e atualizável de smartphone, então a coisa pode ir muito além. Fico surpreso da Nintendo não ter tacado um BETA em cima do GO pra deixar claro, será que não foi rpa criar expectativa de que ia melhorar? Vão dizer que quando vocês viram a versão de lançamento não sentiram ao menos um pouquinho de decepção?

Nenhum comentário: