Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 20 de maio de 2016

Você sabe o que é um jogo do gênero Metroidvania?

E mais uma vez um termo que uso constantemente aqui no blog, mas no fim das contas acabei nunca dedicando uma matéria para ele. Porém como sempre acontece, chegou a hora desse infeliz aqui também! Então se você não sabe o que diabos define um Metroidvania e apenas acha o nome esquisito pra cacete, chegou a hora de sacar qual é a desse gênero tão amado!



Indo direto ao ponto, Metroidvanias são jogos que envolvem exploração de um lugar e é possível ver várias portas e passagens para certos pontos, mas que você não pode ter acesso de imediato. O jeito é ter que explorar o lugar e conseguir uma forma de acesso que pode ser por um item, uma habilidade ou mesmo uma passagem que leva até aquele ponto e permite deixá-lo desbloqueado.

Ou seja, em um Metroidvania as vezes você não pode chegar em uma parte porque é alta demais, porém ganhando a habilidade de salto duplo, você tem acesso, pode ser que tenha uma porta fechada por uma alavanca e você tenha que chegar ao outro lado e puxá-la, pode ser que seja preciso de um tipo especial de habilidade que abra determinadas portas ou mesmo uma chave comum.

A emoção de um Metroidvania é o fato de que trata-se de um ambiente onde o jogador é livre pra explorar e em diversos pontos vê áreas que ele não consegue entrar. Os mapas tem tendência a serem imensos e assim quando você pega determinada habilidade já vem aquela sensação de "Caramba agora eu posso entrar nos lugares X, Y e Z!". E assim uma nova parte imensa é liberada quando você tem acesso a uma nova passagem.

A origem do termo é a mistura de Metroid e Castlevania, mas também existem as variações desse nome, por exemplo alguns fãs se referem ao estilo como Castletroid. Há também uma denominação específica do Koji Igarashi, que é uma das mentes mais influentes no universo de Castlevania, esse termo é Igavania, mas é bem menos usado, realmente é algo que costuma se concentrar nos fãs da franquia gótica.

Uma curiosidade é que por mais irônico que pareça, esses não foram os dois primeiros jogos a apresentar elementos de um Metroidvania, mas sim um jogo de Atari de 1979 chamado Adventure, aqui o gameplay dele:

Como podem ver, tem toda essa coisa de poder explorar o lugar, mas não ter acesso a certas áreas a não ser que você tenha o item correto. Eu sei, hoje em dia qualquer smartphone de menos de R$ 250 consegue rodar jogos 3D com gráficos infinitamente melhores. Porém estamos falando do fim dos anos 70! Então se você ignorar os gráficos, é uma jogabilidade bem bacana!

Também teve um jogo de 1985 chamado Xanadu que era muito mais parecido com a fórmula que conhecemos hoje em dia e que definimos como Metroidvania. Tinha todo aquele estilinho devagar por um ambiente e ter um certo climinha de RPG, além de um gráfico muito mais atraente e agradável aos olhos, aqui o gameplay:

Como podem ver, o negócio parece um rpgzinho bem dedicado, com castelos, uma fichinha super bacana indicando ouro, comida, experiência e equipamentos. E claro, vários elementos de um Metroidvania, mas ainda assim esse não é um jogo que não conseguiu ser inspirador o suficiente para ser considerado o dono do termo.

Pra falar a verdade os próprios Metroid e Castlevania não tiveram essa atenção de imediato com seus lançamentos em agosto e setembro de 1986. Foi uma bela coincidência ambos terem saído em datas tão próximas, mas na hora não foi um termo que foi bolado. Ninguém sabe como ele surgiu, porém sua popularização só veio na década seguinte.

Nos anos 90 com o extremamente popular Symphony of the Night e o épico Super Metroid somado a popularidade que os dois jogos já tinham, esse foi o empurrão que precisava e nas revistas de video games começava a aparecer o termo, assim como em eventos e claro os próprios fãs passaram a falar sobre os Metroidvanias.

É preciso tomar um pouco de cuidado para não confundir com jogos Dungeon Crawlers, embora os dois estejam bem próximos. Mas uma coisa que normalmente define mais visualmente um Metroidvania é a câmera de lado podendo ser 2D ou estilo 2.5D, mas nada impede de ser 3D. Já os Dungeon Crawlers também podem ter vários ângulos, mas um clássico é a visão de cima podendo ser ou não um jogo isométrico.

Outra coisa que diferencia os dois é que os Dungeon Crawlers você tem foco em explorar ambientes e pegar o tesouro, mas a próxima ala costuma tá aberta já, basta você alcançá-la, enquanto em um Metroidvania você precisa ganhar habilidades pra chegar em certos pontos e em boa parte das vezes tem que enfrentar chefes para isso. 

Porém são dois gêneros com elementos parecidos e que pode rolar híbridos.Há casos em que a câmera é realmente vai dizer o que parece, por exemplo pode ter um jogo em 2D com visão lateral com tudo aberto, muita pancadaria e todos os elementos de um Dungeon Crawler, mas você acaba enxergando um Metroidvania exatamente pelo visual da coisa, e pode acontecer o contrário um jogo com visão de cima em que você tem que ir enfrentando monstros e precisando ter acesso a áreas fechadas, tem uma carinha de Dungeon Crawler mas a essência é de um Metroidvania.

Enfim, é isso, tá aí um gênero viciante pra caramba daqueles que dão uma sensação de satisfação e vontade de continuar em frente por se sentir cada vez mais poderoso. Você se atrai por esse tipo de jogo? Quais os melhores Metroidvanias que você já jogou?

3 comentários:

alex5432 disse...

Sky favor informar o nome dos jogos nas fotos...

alex5432 disse...

Só falta do primeiro jogo, achei o nome do segundo e do primeiro que são Chasm e The Iconoclasts respectivamente...

Skywalkerpg disse...

É uma arte conceitual de Metroidvania apenas, não é um jogo.