Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 2 de maio de 2016

A bagaceira dos programas infantis dos anos 80 e 90

Hoje em dia nós vivemos em um mundo "certinho", é preciso tomar cuidado com tudo o que se fala e faz. Existe um pensamento coletivo bem forte sobre os pequenos detalhes. A internet é uma das coisas que ajudou a moldar isso, pois antigamente as pessoas só podiam gritar sozinhas em frente a TV, mas hoje ela fala e o mundo ouve. Com o tempo essas opiniões ganharam força e passamos a ver melhor. Mas nos anos 80 e 90... A bagaceira rolava solta!

Até no começo da popularização da internet tem umas coisas que são bem absurdas, mas hoje em dia é preciso tomar muito cuidado com o que se faz. Basicamente qualquer vídeo, foto ou mesmo texto que você lança na internet, pessoas irão brotar de todas as partes para analisar detalhadamente e ver a melhor forma de te julgar.


Não é que eu ache isso de todo ruim, é claro que a coisa pode ser meio sufocante, e que tem pessoas que enchem demais o saco demais, passando dos limites. Mas acho que tem muita coisa que precisamos ouvir para perceber que há um problema. Mas antigamente não existia o politicamente correto, as coisas eram mais "ingênuas".

Então vou postar aqui exatamente alguns detalhes que mostravam que naquele tempo a coisa era mais "Ah, vamos colocar, é engraçado!" ou então "Ah, não precisa de preparação não, só taca isso lá e tá ok!". As coisas eram feitas de forma desajeitada, sem planejamento ou pensamentos muito profundos sobre aquilo.

Em 1983 surgia o "Clube da Criança" em uma das emissoras mais populares da época, a Rede Manchete, que inclusive foi a emissora que abriu portas pra popularização da cultura pop japonesa aqui no Brasil, trazendo animes e séries em live action de super heróis. Confiram uma pequena nota de um jornal da época sobre o programa infantil:

Uahahaha, como podem ver, o erotismo talvez seja mais educativo para a garotada do que os desenhos. A nota é bem zuada, mas eram os anos 80 né? Quem é que ia reclamar? Eram só crianças, tanto faz, eles não sabiam de nada mesmo! Então todo mundo via programas infantis também como só a bagaceira.

Um detalhe desse programa é que embora esteja escrito errado aí no jornal, a apresentadora era a Xuxa, que estava iniciando sua carreira nesse ramo. Naquela época ela era namorada do Pelé, por isso o jornal coloca isso como uma das funções dela hahaha, sim! Isso é tratado como uma das funções da rainha dos baixinhos, já pensou hoje em dia uma nota zuada que nem essa aí? kkkk.

E por falar em zuado, a Manchete sempre foi bem aberta em colocar coisas de forma escrachada, por isso apresentava novelas com nudismo mesmo e não tava nem aí, a rede parecia uma versão brasileira da HBO, sempre tendo que ter peitinhos. E ela abusava das vestes da apresentadora, coloque "Xuxa clube da criança" no google e vá em imagens pra você entender o nível da bagaceira.

Outra coisa é que parece que a emissora falou "Ah, é só ir lá apresentar, então se vira aí" e tacou a Xuxa junto com umas quarenta crianças pra fazer tudo SOZINHA, é isso aí! Sabem as Paquitas? Elas não existiam na época e nem ajudante de palco, nem nada! Era Xuxa e o povo que filmava com um cenário lotado de crianças que ficavam andando no meio das brincadeirinhas. Confiram:


Notaram algo de familiar? É isso mesmo! Foi daí que surgiu a tão falada frase de internet "Aham, Cláudia! Senta lá!". Isso mesmo, foi daí que surgiu essa forma de dizer que algo é papo furado e tanto faz, caso você não tenha notado é aos 0:43 segundos que acontece a pronuncia da épica frase que ficou marcada através dos milênios!

Em 1994 chegaram os Cavaleiros do Zodíaco ao Brasil, esse anime foi o grande empurrão que nosso país teve para a moda anime pegar e vermos maravilhas como Yuyu Hakusho por terras nacionais. Mas uma coisa que nem todo mundo sabe, é que aquela versão era diferente das que vieram depois, isso porque as cenas não eram censuradas!

O mesmo acontecia com a dublagem, era só a bagaceira, coisas do tipo "Eu irei te matar! E os vermes irão comer o seu cadáver no inferno!!!". Lembro de uma fala mais ou menos assim que ouvi na época e minha tia estava por perto, aquilo me matou de vergonha hahaha, porque eu assistia sim, não ligava, mas com um adulto por perto me deixava meio encabulado, confiram:


Um ano depois dessa vez na Globo, passava o programa Xuxa Park, também para crianças e com todo aquele formatinho que vocês certamente devem conhecer. As músicas internacionais naturalmente bombavam aqui no Brasil e o povo gostava bastante de ouvir nas rádios, comprar fitas (é, usavam fitas hahaha) e os mais riquinhos tinham CD's.

Uma das coisas que empolgavam muito as pessoas eram as trilhas sonoras que passavam nas novelas, que naturalmente eram muito mais populares que hoje. É preciso lembrar que era uma época sem internet e tal, então a TV era muito mais atraente. Uma das novelas da época era a "Quatro por Quatro", e uma das cantoras internacionais era a Gillette, confira a ida dela ao Xuxa Park:


"Que porra é essa aqui? Você usa uma pinça para colocar essa coisinha pra fora? Esse deve ser o menor pinto que já vi em toda a minha vida! Cai fora daqui porra!"

Dançante a música né? Uahahaha, pois era um baita hit na época, um detalhe é que essa música foi censurada em diversos países, mas no Brasil não até porque o povo nem falava inglês então eles não tinham ideia do que diabos estava sendo falado, o povo gostava apenas do ritmo. A versão censurada não se chama "Short Dick Man" (Homem de Pinto Pequeno) mas sim "Short Short Man" (Algo do tipo Pequeno Pequeno Homem).

E se você tá pensando "Ah isso é porque era em inglês, nunca passariam isso aí em um programa infantil se fosse em português" vamos voltar um pouquinho no tempo, novamente para o Clube da Criança, Xuxa continuou no programa até 1986 quando finalmente saiu da emissora porque a Globo a contratou, nessa época o programa foi cancelado e desapareceu por uns tempos, sendo substituído por outro, no entanto isso foi apenas algo temporário, pois em 1988 ele voltou! E dessa vez trazendo outra estrela do mundo infantil brasileiro, a Angélica!

Além das atividades com as crianças e dos desenhos apresentados, também apareciam algumas ótimas atrações muitíssimo apropriadas para o público infantil, como por exemplo a banda Cascavelletes, observe que maravilha:


-E agora música nova! Né?
-É, "Eu quis comer você' o nome da música".
-Olha só, que barato! =)

Uahahaha, caramba ein? É aquele negócio que falei no começo da matéria, as coisas eram vistas de uma forma mais ingênuas, parece que nada era pensado direito, tudo era mais "Ah, tá fazendo sucesso, vamos por lá?". Nada de coisas mais adequadas para determinados públicos e tudo mais, o resultado é isso aí.

Sei muito bem que um bocado de gente fica chocado com isso, mas é só parar pra pensar em algo semelhante que muitos tem um "ponto cego" em relação a esse filtro de bons costumes. Estou falando dos "Mamonas Assassinas". Esses vocês conhecem né? Mas ninguém fala nada da putaria que eram as letras dos caras, só que todo mundo vê que uma penca de gente que era criança na época deles, tem uma paixão imensa.

Vocês já viram a capa do CD dos caras? Agora pensa, hoje em dia a mídia daria o mesmo destaque e os Mamonas fariam esse sucesso com a criançada? Improvável, ein? Esse mundo da putaria musical foi reprimido para os funkeiros, e lá sim se formou um ambiente underground com letras escrachadas pra cacete, mas que não é algo que sai em rede nacional como as músicas de antigamente.

E basicamente é isso! Uahahaha, essas são apenas algumas das aventuras pelos anos 80 e 90, mas obviamente o bagulho era muito mais esculachado e tinha bem mais conteúdo para oferecer hehehe. Chega a ser meio surreal né?

7 comentários:

Saitama - sama disse...

CDZ alem de ter cenas tão ou mais violentas que os animes de hoje em dia (só não vence Gantz ou Kara no Kyoukai), ainda tinha essa dublagem da Manchete. Com coisas como:
"-... Armadura de OURO de Pégaso!"
"-... Malégno..."
"-... Célebro..."
"-... Shina, a MULHER CAVALEIRO..."
e etc, etc, etc...
Acho que foi daí que saiu a inspiração para o "people die if they are killed".
Realmente, os anos 90 eram só bagaceira...

Gabriel Villar disse...

O que marca mesmo os anos 90 é a Banheira do Gugu todas as tardes de domingo para deleite da família brasileira O_O.

Com menção especial para as mulheres que ficavam dançando em um chuveiro com blusa branca.kkkkkkkk

Os anos 90 eram demais. Até a globeleza era toda peladinha rsrsrsrs.

Matt Kist disse...

Falando nisso, Gabriel, a Globeleza é uma herança desta época.

Vale ressaltar também que o "politicamente correto", mesmo sendo mais evidente hoje, varia de cultura à cultura.
Por exemplo, aqui no Brasil ninguém reclama da objetificação da mulher com concursos como a "miss bumbum", nem elas próprias, mas "DEUS U LIVRE" uma mulher com os seios de fora em público amamentando uma criança. Experimente fazer esse concurso na Europa.
A nudez aqui no Brasil, por exemplo, é tratada quase como crime hediondo, enquanto é muito mais comum em outros países, como é o natural a se esperar, afinal, todos nascemos nus, e não existe nada de criminoso em seios.
Brasileiro é um povo estranho, mulher não pode mostrar os seios em público para amamentar; policiais, em pleno expediente e fardados, atacados à tiros por bandidos não têm o direito de matá-los ao se defender; o bandido que te rouba tem mais direitos do que você.... porém se você já completou 16 anos e já está devidamente doutrinado pela escola, já pode votar e colocar o seu BBB favorito no legislativo, e UMA VEZ POR ANO, todo mundo pode tirar a roupa, pintar os pintos e xerecas e sair desfilando em rede nacional, fora desse período seria crime...

Ah, e sua sexualidade te dá ORGULHO e vira bandeira política.

Super Suporte disse...

Nunca entendi essa parada do orgulho... parece muito coisa de ego, e bem ego não leva a nada de bom não é mesmo?

SKYZIN CONTINUEI COM ESSA SERIE!!!!!

O proximo poderia ser
"A bagaceira dos brinquedos infantis dos anos 80 e 90" e
"A bagaceira das bandas dos anos 80 e 90"

Marcos Rodrigues disse...

Huahuahuahuahuahauha

Seu blog é o melhor Tédio Killer que existe nessa bagaça de internet!

Parabéns!!!

Leon Cotocso disse...

Heheheh essse negocio de bagaceir aé bem verdade mesmo,tipo quando as emissoras nao tinha muita bufunfa ficava fazendo esses programas com cenario a base de cola quente era bem esquisito,chegava a assustar,principalmente quando involvia algum fantoche(esse palhaço da primeira foto me da pesadelos,onde foi que voce conseguio isso ai?)

Skywalkerpg disse...

Marcos

Obrigado! *-*

Leon

É de um disco de vinil do bozo que tem vários personagens e esse palhaço é um deles, na foto completa dá pra ver a perna dele e tem um isqueiro na meia dele kkkk.