Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 29 de outubro de 2015

Os escândalos dos torneios de Starcraft 2 de 2015

Lembram daquele apresentador que zuou youtubers e a coisa ficou feia pra ele? Eu acho que o cara ficaria impressionado se descobrisse que esse negócio de video game ser coisa de criança e algo bobinho que não dá em nada passou muito da época em que era um mero entretenimento com foco especial no público infantil. E os escândalos relacionados a torneios de StarCraft 2 em 2015 mostram claramente isso.

Estamos muito acostumados com esportes e achamos isso bem normal, algo que envolve dinheiro, envolve campeonatos onde chove dinheiro, apostas, investimento, marketing. A indústria do esporte é um ambiente onde a grana vai pra todo lado e as coisas são levadas muito a sério. Todo mundo sabe que no fundo esportes são uma brincadeira feita também por adultos, mas é algo que se esquece e parece ser outra coisa devido a seriedade em cima disso.


Sendo assim quando os esportes virtuais apareceram, a coisa foi ridicularizada, afinal de contas muita gente acha que a brincadeira deles é melhor do que a dos outros. Um esporte onde a pessoa não tem que usar o corpo para fazer esforços, mas sim agilidade com as mãos, raciocínio rápido e etc parecia uma coisa bobinha demais.

E é aí que muita gente que pensa assim pode tomar um susto ao ver o investimento em cima disso e que o povo viaja pra participar de torneios, entre outras coisas. Na Coreia do Sul por exemplo o jogo Starcraft sempre foi aclamado, eu cheguei até a mostrar aqui um dos comerciais para a TV chamando para participar da liga.

E em 2015 o escândalo rolou solto com fraude envolvendo os torneios! Mas se estão pensando que foi coisa bobinha de joguinho, nem pensar! Estou falando de algo que levou doze pessoas para a cadeia! Então já dá para sacar que a seriedade envolvendo E-Sports é realmente algo para se pensar e não uma brincadeirinha boba.

Os envolvidos de maior destaque foram o treinador da  PRIME, Gerrard (Park Wae-Sik), e dois jogadores profissionais dos torneios YoDa (Choi Byeong-Heon), BBoongBBoong (Choi Jong-Hyuk), todos da mesma equipe e o jornalista e ex e-esportista Enough (Seong Jun-mo) que também entrou em cana. Fora eles tiveram alguns apostadores e corretores de aposta que foram junto ver o sol nascer quadrado.

O que aconteeu foi o seguinte, teve uma investigação nas partidas, algo estava errado e concluíram que cinco delas foram combinadas para que as altas apostas fossem para as pessoas certas. Ou seja, já sabiam quem iria ser o perdedor, o jogador BBoongBBoong assumiu que perdeu de propósito no início de janeiro.

Yoda ganhou o equivalente a 25 milhões de dólares para perder as duas primeiras partidas, no entanto quando foi pedir a parte dele para os dois outros jogos que perdeu, teve uma surpresinha... Ele foi chantageado e teve que perder de graça mesmo sem dizer nada! O negócio é de mafioso mesmo, barra pesada!

Tanto Gerrard quanto YoDa foram banidos permanentemente de participar de eSports em torneios oficiais na Coreia do Sul.

2 comentários:

samuel de jesus brasil pereira Pereira disse...

Parece que não é só a FIFA que é corrompida kkkkk, mas caramba 25 milhões isso é que é suborno. Boa matéria Sky.

Super Suporte disse...

Isso que dizem que o crime não compensa! Eita pega, ganhar 25kk para perder!? PERDER?!