Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 23 de junho de 2015

Conheça a maravilhosa retro-publicidade do jogo Strafe

Strafe é um jogo que eu conheci através de seu comercial e foi algo que gostei de imediato, no entanto foi além disso, pois quando fui dar uma pesquisada mais profunda, vi que toda a publicidade dos caras é baseada em um estilo retro. Como vocês já devem ter percebido no livro Folhas Secas Daquele Outono, eu tenho uma queda imensa por coisas que apresentam novamente a limitação tecnológica dos anos 90.

Bom, a começar pelo site oficial dos caras, que usa o nostálgico estilo Seapunk, ou seja, o site é toda aquela tosqueira que quem chegou a ver os sites dos anos 90 lembra muito bem. Para quem não sabe do que estou falando, os sites daquela época era a verdadeira encarnação do design trash! Dá uma entradinha e confira você mesmo.



Como você pode notar, o nome do site é Strafe1996, ou seja a coisa é personalizada, começando a tosqueira pelo título do site. Naquela época era muito comum o povo ser incompetente e tacar um número do ano no nome do site, mostrando claramente que ninguém pensava "Mas e ano que vem?". O que na real não importava muito, pois quase ninguém mantinha um site por muito tempo, era comum se abandonar a tranqueira.

Já de cara você vê também um vídeo usando quicktime, outra coisa que era muito comum, naquela época não tinha youtube, e assim você tinha que fazer players do próprio PC rodarem direto no navegador, um deles era o quicktime, que era bastante famoso.

Dê uma bela olhada em todo visual ao redor também, o fundo que é apenas um quadrado que se repete eternamente e cheio de estrelas, nossa esse tipo de fundo estrelado era comum demais, algo mega poluído mas que era puro estilo, praticamente um "Seja bem vindo ao universo do entretenimento!", e o gif animado com um "Welcome" piscando fervorosamente em cima?

Daí tem a fonte em vermelho, uma cor nada legal para os olhos, mas que naquele tempo quanto mais gritante, mais incrível a coisa se tornava, a logo do jogo visualmente com clima de coisa antiga e lá em baixo uma pergunta se você é maior de 18. Esse detalhe é engraçado, todo mundo era menor e criava um site com essa típica entrada de "Você é maior?" hahaha.

Quando você clica em "yes" é que a tranqueira rola solta! Olha o tanto de gif animado presente, esse tipo de coisa era simplesmente frequente demais. Inclusive esse gif do sangue caindo aí não é criação dos caras não, ele é um gif animado clássico da internet, até eu já criei um site usando esse gif. Nas áreas do site você vê a caveirinha repetida uma penca de vezes, o típico livro em 3D se mexendo, e em novidades fica piscando um "NEW" em várias cores.

O negócio é que hoje em dia nós vivemos em um mundo onde todo mundo pode fazer montagens, efeitos especiais, o que for, é algo comum. Tem tanta gente fazendo isso o tempo todo, que ninguém aguenta mais e quando as coisas saturam assim, o jeito é evoluir. Até o começo dos anos 2000 a coisa não era assim. Naquela época quase ninguém sabia mexer em editores, e então você via aqueles gifs lindos na internet e pensava:

"Uaaauu, uma caveira em 3D em visão raio-X, imagina isso no meu site? Ele deixaria de ser uma página com um monte de imagens paradas e teria uma imagem radical como essa, preciso por isso lá!"

Ou seja, o negócio não era apenas tosco, ele de fato conseguia impressionar quem entrava, a pessoa notava que aquele site tinha um gif animado diferente, era um toque todo especial a coisa. Sendo assim quando você mostrava para seus amigos o seu site todo psicodélico, a reação era "Nossa, que incrível" e não "Credo, é um mistureba sem fim isso".

Mas continuando, observe também o visual feito em tabelas, separado descaradamente por barras, um fundo preto e cores gritantes em cima, e no final a coisa mais inútil que todo mundo tinha que ter, um contador de página!

Outra coisa legal é que o site é todo personalizado como se realmente fosse de 1996, que inclusive é o ano em que o primeiro Quake foi lançado. E se você souber inglês, verá como é incrível a forma que os caras deixaram tudo na atuação, como a explicação sobre os gráficos fantásticos. Por exemplo o trailer:


No começo é explicado que muitos acreditavam que era impossível se fazer gráficos fotorealistas e que isso tudo que eles apresentariam não era gente de verdade, mas sim a potência do motor gráfico deles. É outra coisa que de imediato faz rir, mas se você parar para pensar em outras gerações, quem nunca viu um gráfico lindo e anos depois pensou "Que desgraça"? Pois é, em 1996 a coisa era bem pior, essa era a época de Star Wars Dark Forces, ou seja, os gráficos eram muito trash e uma evolução era realmente notada e deixava boquiaberto, de repente um mundo onde era comum os inimigos serem papéis animados, você via tudo em 3D.

O FAQ presente na página também é outra coisa bem personalizada e fantástica, sempre dando ênfase a como o jogo é brutal e sobre o realismo inacreditável do visual que eles fizeram. Além disso algumas respostas são hilárias, como "Strafe é um jogo segura para meus filhos jogarem?" e então a simpática resposta "Yeah! SE VOCÊ ODEIA SEUS FILHOS. STRAFE é ultra-violento e não é seguro para a maioria dos adultos (os mais velhos e aqueles com fraco sistema imunológico).

Eu amei a campanha que os caras bolaram, quando o espetacular Blood Dragon saiu, eu tinha me encantado demais com a forma que os caras usaram para apresentar tudo com uma retro-publicidade. E aqui esse estilo novamente foi apresentado, ficando simplesmente incrível. Ah sim, e voltando ao início da matéria, lembram que eu tinha falado que me encantei de primeira com um vídeo que vi do jogo? Pois é, os caras não poderiam ter deixado de se inspirar por aqueles bizarros comerciais toscos dos anos 90, e parece que usaram a mesma técnica que foi usada no vídeo que postei naquela matéria, pois a imagem está com tanta cara de ser algo realmente antigo, que ficou um espetáculo, confiram:

Observe a quantidade de detalhes dessa bagaceira! O vídeo já começa com o tradicional "Wooooww", tão comum em comerciais daquela época, e ainda com uma ventania na cara do garoto kkkkk. Os objetos ao redor também foram muito bem selecionados, o monitor de 15 polegadas de tubão e branco, o super nintendo atrás do Trevor quando ele olha para o PC livre do irmão, o boneco do Buzz Lightyear (Toy Story foi lançado no fim de 1995), entre vários outros detalhes do lugar que aparecem só de relance.

Observe também pequenos elementos que ficaram fantásticos, como quando o irmão mais velho olha pra trás, se você ver no monitor, os caras tiveram o cuidado de colocar realmente uma criatura se aproximando da tela antes dele tomar uma pancada na cara. E a tosqueira dos diálogos então? A mãe falando:

"Trevor! Você não está jogando aquele revolucionário simulador de combate extremo chamado Strafe, está?"

Kkkkkk, a mãe faz a maior propaganda forçada do quanto o jogo é radical ao falar dele, algo completamente típico de comerciais da época, observe que novamente os caras colocaram também o detalhe da tela, o monstro tá comendo sangue no chão, virado para a tela, e o corpo sem cabeça tá logo ali em baixo hahaha.

Enfim, por mais incrível que pareça, acredite, os caras conseguiram fazer o milagre de rodar esses gráficos surreais aí, até mesmo nos computadores mais baratos da atualidade! Eu sei, é difícil de crer para gráficos tão bons, não é? Uahahahaha, mas e aí, o que acharam da campanha?

Nenhum comentário: