Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 24 de maio de 2015

Você sabe o que é um downgrade em jogos? Descubra!

Essa é uma das palavras que muita gente vê por aí, boa parte sabe, mas algumas pessoas simplesmente se sentem perdidas, ou veem alguém falando mas não dão bola, ficam sem saber mesmo, já outros até mesmo sabem o que é, mas não entendem o motivo, e como ninguém nasce sabendo, resolvi criar uma postagem informativa só para deixar as coisas claras.

Por muito tempo fomos acostumados meramente com a palavra upgrade para atualização das coisas, uma palavra sempre relacionada a deixar algo melhor, tanto fisicamente quanto virtualmente. Em especial o PC com tantas peças evoluindo, sempre foi um bom exemplo de algo que recebe upgrades direto. E quanto a coisas virtuais, diversos programas gratuitos sempre foram recebendo atualizações e sendo aprimorados, a era do MSN por exemplo era cheia de upgrades.

E isso também é algo presente no mundo dos jogos, até mesmo na época em que as demos dominavam o mundo a já tinham upgrades, patchs de atualizações para serem baixados e fazer a performance do jogo melhorar. É claro que naquela época as coisas eram um pouco diferente, com a internet sendo terrível e as pessoas tendo uma mentalidade um pouco diferente, os patchs não recebiam tanta bola assim. As pessoas viam erros em jogos e só ignoravam, não eram tão exigentes quanto hoje em dia que um errinho é o suficiente para o jogo ser considerado a pior aberração do universo inteiro.

Antigamente também era bem mais comum se ter CG's em jogos, aquelas apresentações maravilhosas entre as fases, que mostravam gráficos que até então eram impossíveis para qualquer máquina rodar. Mas a evolução gráfica foi ficando cada vez maior e maior, em cada título o visual era tão bonito, que passaram a abandonar CG's, até porque os visuais padrões dos jogos passaram a bater os visuais de muitos CG's antigos. Por um tempo empresas até chegaram a gravar o próprio jogo em alta definição e usar como CG, mas essa onda durou pouco, pois em alguns casos os drivers lançados e atualização do directx melhorava tanto os gráficos, que a apresentação em um vídeo gravado anteriormente a esse upgrade fazia era piorar os gráficos.

E com essa grande quantidade de gráficos fabulosos, as empresas começaram a ficar cada vez mais ousadas e mostrar gráficos espetaculares que pareciam impossíveis. Com eventos de grande importância para o mundo dos jogos, tipo a E3, sempre é importante apresentar algo que surpreenda o público, então é um momento perfeito para mostrar gráficos surpreendentes, e aí é que chega o tal do downgrade.

Quando se mostra um jogo, ele não está pronto, apenas aquela área apresentada está pronta, e o que normalmente a empresa espera é apresentar aquilo na versão final. Porém quando se tem todo o universo pronto, fica impossível rodar algo tão bonito. As vezes até roda, mas como quase nenhuma máquina vai fazer funcionar aquilo, decidem que é melhor baixar os gráficos, ou seja, fazer o contrário de um UPgrade, um DOWNgrade.

Mas nem sempre tem a ver com os gráficos pesados em si, muitas vezes pode ser que o próprio jogo tenha ficado bugado, e pra aliviar a tensão, a empresa decide dar uma diminuída na coisa e assim fazendo com que alivie um pouco o produto final, com patchs futuros corrigindo os erros até ficar liso.

Datas também são coisas que são levadas em consideração, portanto a empresa pode ver que até dá pra lançar algo que rode com aquele visual incrível, mas pra se fazer modelos 3D, texturas, programar, som e tudo mais, requer dinheiro e TEMPO, existem datas determinadas para que os jogos não façam igual ao que Duke Nukem fez, e leve mais de uma década pra lançar um jogo. E assim um downgrade para a coisa acelerar as vezes é usado.
Também pode existir aquele problema das empresas limitarem os gráficos de PC, e fazerem isso para que o visual fique o mais parecido possível dos consoles, essa medida de downgrade é tomada para aumentar as vendas nos video games, pois assim não deixa esse público consumidor com um pé atrás em comprar a "versão feia" da coisa. Nesse caso algumas empresas até tentam se adaptar, como por exemplo Crysis 2, que procurou tentar um espaço entre os consoles, mas acabou não dando tão certo quanto esperado, pois era só mais um jogo de tiro pra console e não se tornou o clássico que o primeiro virou para PC, e assim alguns meses depois a empresa lançou um patch pra PC que faz o jogo ficar como deveria ser de verdade, a comparação da versão lançada e versão com patch é gritante.

Na hora de fazerem ports de jogos, também pode acontecer downgrades, um belo exemplo disso é  Resident Evil 4, que tinha gráficos maravilhosos no Game Cube, e piorou quando foi pra Playstation 2, mas quando foi pra computador pela primeira vez (antes da versão HD eu digo) ficou uma verdadeira desgraça. O negócio é que as vezes as empresas só querem lançar pra ganhar uma grana extra e fica difícil trabalhar em cima, adaptar um monte de efeitos, pode sair mais barato só emular mesmo.

A maioria dos downgrades não ganham aviso, as empresas preferem ficar caladas sobre o assunto, pois não é nada legal dizer "Gente, aqueles gráficos lindos vão ficar piores!". Normalmente elas só se manifestam se as pessoas começarem a falar sobre o assunto mesmo. Mas é uma coisa que existe há muito tempo, por exemplo o próprio protótipo de Resident Evil 4 tem uns efeitos que são lindos demais, e olha que você só acha o vídeo em baixa resolução e ainda assim é lindo.

Com a vinda dos gráficos fantásticos os downgrades começaram a receber destaques, pois com a tecnologia a coisa começou a ficar impossível de não se notar. Mesmo assim a polêmica sempre modesta, com a gritaria fechada ao público fã do jogo, como por exemplo Dark Souls 2, que teve downgrade, o povo falou sobre, mas não é algo que abalou todo mundo e virou falatório.

A popularização real desse termo aconteceu com o jogo Watch_Dogs, isso porque o jogo gerou uma expectativa imensa, foi um título AAA que todo mundo não cansava de falar, e também era comparado constantemente a GTA 5, colocado como o rival a altura. Então a jogabilidade inovadora apresentada junto com gráficos fantásticos fez com que esse jogo PRECISASSE sair impecável, e lógico, despertou a ira incontrolável dos fanboys, e mesmo antes de ser lançado, os olhos de todos estavam em cima dele, e logo as pessoas começaram a notar os gráficos mudados, quando o jogo foi lançado cheio de bugs aí a internet se encheu de piadinhas em sites e redes sociais de jogos, sempre usando Watch_Dogs e "downgrade" em diversos memes, se você ver comparação a comparação dos gráficos antes e depois do downgrade, percebe bem a diferença.

Enfim, essa é uma realidade que antigamente atingia pouco o público gamer, mas hoje em dia é algo que se tornou comum já, para os amantes de gráficos impecáveis é uma verdadeira tortura ver o que algo poderia ser, para outros um verdadeiro alívio. E você? O que acha? Ou simplesmente tanto faz?

Nenhum comentário: