Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 15 de setembro de 2014

Time Mysteries: The Final Enigma

Bom pessoal, hoje farei uma análise sobre a sequencia do jogo Time Mysteries: The Ancient Spectres, mas que funciona perfeitamente como jogo único e que pode ser jogado sem que haja aquela preocupação forte com os acontecimentos anteriores da trama, isso porque existe uma apresentação clara sobre o que veio antes, e em determinados momentos são apresentados pontos essenciais da trama, dando uma ideia clara dos ocorridos, isso pode dar inclusive um certo toque de mistérios em alguns momentos, mas claro, vale a pena jogar os jogos anteriores da franquia se você quiser ver os mistérios e surpresas sem imaginar o que está para vir.

Você assume o controle de Ester Ambrose, uma cidadã de Londres no século XXVII que tem estranhos sonhos com a cidade em chamas e uma mulher pedindo ajuda, para logo uma entidade maléfica assumir seu corpo. O sonho persiste por várias noites até que Ester percebe que uma figura sombria a observa, além dos jornais da cidade começarem a falar sobre estranhas aparições presenciadas por diversos habitantes.

Mais uma vez, como na maioria das obras feitas pela Artifex Mundi, há aquele toque lovecraftiano que tanto amamos. Esse também é um jogo onde a jogabilidade vai direto ao ponto com as viagens no tempo, você precisa vagar por épocas diferentes para que assim possa alterar o curso do tempo e evitar certas catástrofes, mas para muitas coisas você terá que ir e voltar no tempo para poder resolver, existem certos elementos do futuro que poderão ser usados no passado e vice versa.

Quanto a mecânica de jogo, é a tão conhecida usada por essa empresa, portanto é um point and click em primeira pessoa, onde as coisas são muito interativas, existe um toque bem robusto no cenário em geral, que se mexe e sempre que você clica em coisas, abre um novo quadro representando aquilo em uma visão mais próxima, ou muda completamente de tela, como por exemplo nos momentos onde os personagens conversam com você. E claro, existe uma enorme quantidade de quebra cabeças para serem resolvidos, mas o jogo é relativamente fácil, então não é bem o tipo que te deixará travado por muito tempo nos lugares.

Graficamente, pela primeira vez eu vi um jogo dessa empresa não se limitar a apenas um estilo, existem apresentações que são completamente em 2D, outras em 3D e outras onde há uma mistura, ela usa todas as técnicas já usadas em jogos anteriores. No entanto tenho que assumir que não me agradou muito, a arte continua maravilhosa e tudo mais, porém esse mistureba todo me deu uma sensação de feito sem tanto carinho como costumo ver.

Enfim, esse é um jogo realmente gostoso de ser jogado, uma historinha sombria, um climinha bem especial, e ainda já vem em português brasileiros, inclusive escritas nos gráficos do próprio jogo são em nosso idioma, ficou uma adaptação incrível. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: