Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 24 de junho de 2014

Heileen 2 The Hands Of Fate - Um visual novel em uma ilha paradisíaca Ò_Ò!

Bom, como o título já deixa um bocado claro, esse jogo é a continuação de Heileen 1 Sail Away, e a história tem mesmo uma ligação direta, por outro lado eu não diria que é assim tão necessário saber o que aconteceu no primeiro jogo para entender essa sequencia, então é daquelas obras que seria bom jogar a anterior, mas não completamente necessário, o que é algo bom. Não que os dois jogos tenham uma ligação fraca, mas no segundo tudo fica bastante óbvio e você consegue se localizar rapidamente e saber o que ocorreu.

A história continua sendo algo um tanto voltado para o público feminino (rááá, sim as garotas também merecem uma análises de vez em quando), e aqui você novamente assume o papel de Heileen, porém não mais no cenário do jogo anterior, e sim como náufraga em uma ilha paradisíaca do Caribe, onde outros personagens acabaram indo parar também. Mas as coisas logo se mostram bem estranhas quando ela acha um baralho de tarô que tem verdadeiros poderes mágicos e passa a influenciar em sua vida.

Como já deve ter dado para perceber, desde o início você tem um toque um tanto mágico na história, e a jogabilidade realmente usa bastante do baralho para guiar como as coisas acontecem, mas isso acaba sendo também parte da jogabilidade padrão de visual novels, ou seja o baralho está presente, mas ele serve mais como um item da atmosfera e que tem uma bela ligação na trama, e não como um elemento com algo inovador em cima do gênero.

Assim como visual novels em geral, esse tem o foco de entreter, de ver um jogo mais voltado para a história, onde você tem que conversar com outros personagens, ganhar a confiança ou irritá-los, e assim guiar a trama para até vinte finais diferentes. Naturalmente é o estilo que exige que a pessoa tenha no mínimo um nível intermediário de inglês. Apesar do foco ser a história, também é algo que acaba sendo suave, portanto não é exatamente para aqueles jogadores que querem um jogo profundo, psicológico, ou algo assim, mas sim para aqueles que querem puramente se entreter enquanto guiam a personagem por uma história suave com algumas intrigas e reviravoltas, mas tudo realmente calmo.

Uma coisa que esse jogo se diferenciou de outros Visual Novels da desenvolvedora, foi na dublagem, ele realmente se mostra diferente nesse quesito, sendo que desde o início você já vê os personagens falarem, algo que achei muito bom, não é uma dublagem das falas inteiras, mas apenas do início delas, o resto é em texto, porém acontece constantemente, sempre que um personagem vai iniciar uma fala, ele começa com dublagem, isso deu uma ótima variada.

Graficamente, o jogo usa o mesmo padrão de anime que já tanto conhecemos, e embora continue bastante estático, notei um esforço maior da desenvolvedora para se colocar alguns movimentos em certas cenas dando aquela sensação de motion comic, por exemplo quando Heileen pega o baralho e as cartas aparecem sendo movimentadas em suas mãos.

Enfim, esse é um jogo que naturalmente eu não recomendo para jogadores hardcore, no entanto para aqueles que gostam de visual novels e são acostumados com algo com um toque de romance e intriga, ou apenas querem passar o tempo vendo uma trama tranquila de se absorver, certamente podem gostar bastante. Para quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: