Castlevania 64 - Um jogo que descem o cacete! Ò_Ò

Após zerar o Symphony of the Night que tinha CG's e alguns elementos 2.5D no cenário do jogo, parti para o próximo da lista, só que não posso dizer que foi exatamente uma experiência das mais agradáveis que eu já tive na vida ao tentar jogar o terceiro jogo lançado para Game Boy, que foi o Castlevania Legends, e então fui para o próximo, que apesar de não ter CG', foi o primeiro jogo da série a ser lançado completamente em 3D, ele é o Castlevania 64.

História

Carrie Fernandez e Reinhart Schneide, são dois jovens que investigam o desaparecimento de todas as crianças da vila local e descobrem que o motivo está no castelo lotado de criaturas que está ali perto.

Sobre o jogo

Eu aprendi uma lição inesquecível ao jogar esse jogo, ela é "Nunca tente sacanear um jogo que é mal falado pra cacete, pois ele te sacaneia primeiro! Ò_Ò". O que aconteceu foi o seguinte, eu já tinha jogado esse jogo mas só o começo, eu tinha lembranças boas do meu amigo jogando ele então tempos atrás resolvi jogar e parei, porém quando eu começo um jogo e páro, ele fica marcado na lista negra, não porque seja ruim mas porque dá preguiça só de imaginar que vou ter que passar por algo de novo até chegar à parte onde eu estava. Apesar de eu ter boas lembranças, sempre via o jogo ser muito mal falado, todo mundo esculachando a bagaça! Mas como eu resolvi zerar todos, chegou a hora desse, porém ele estando na minha "lista negra" e com todo mundo falando mal o que pensei na hora de começar o jogo foi "Eu nem vou me esforçar, vou jogar é no easy! HEHEHEHE vou me dar bem zerando numa boa Ò_Ò" daí beleza né, começo o jogo vou lá todo feliz e fica tudo ok, então chego a maios ou menos 70% do jogo e aí quando entro em um elevador aparece a mensagem


"PARABÉNS! VOCÊ ZEROU! AGORA SE QUISER JOGAR MAIS NÍVEIS EXPERIMENTE COMEÇAR TUDO DE NOVO NO MODO NORMAL!(OTÁRIO)"

Vocês tinham que ver minha cara na hora, fiquei todo nervozinho aqui, queria dar uma surra na mãe do criador dessa bagaça e tals... Mas beleza isso me ensinou a nunca mais tentar radicalizar em um jogo mal falado. Caracas meu, sério, que tosqueira! E quem quiser jogar no easy porque acha muito difícil? E as pessoas que estavam jogando no normal e pensaram "Ah não consigo passar dessa parte, vou recomeçar no easy" aí salva por cima do jogo anterior e quando chega em uma parte acabou? Nossa, simplesmente frustrante a bagaça! Ò_Ò
Mas bom, nesse jogo você pode escolher entre dois personagens, Reinhart Schneider que usa o lendário chicote Vampire Killer, e uma adolescente chamada Carrie Fernandez, que tem poderes. Eu escolhi ir com Carrie porque lembro ter jogado com ela na outra vez, porém quando tive que começar do zero, resolvi ir com Reinhart e sério, é outro jogo... Totalmente horrível! Enquanto Carrie é rápida, e pode atacar enquanto corre, Reinhart é lento pra cacete e pra atacar ele tem que parar e atacar, agora usando um chicote, imagina que desgraça? Muito chato mesmo, não demorei muito jogando com ele não, recomecei de novo o jogo pra jogar com a Carrie mesmo, tem que ter muita coragem pra ir com ele até  o final.
Eu tenho que assumir que eu gostei muito do jogo! Apesar da frustração com o personagem principal e em ter que reiniciar o jogo, de resto eu achei ele muito bom, não sei o motivo dele ser tão mal falado. Uma das coisas que sempre ouvi muito foi "Castlevania tem que ser em 2D" e eu imaginava que era por causa de alguns elementos como por exemplo a água benta que você jogava no chão e se tivesse um inimigo ali na frente, ele iria pisar e tomar dano, ou a cruz que você lançava e voltava pra você, mas os caras souberam aproveitar muito bem esses elementos, por exemplo a água benta agora não forma só um foguinho, mas sim ocupa uma grande área como se o líquido tivesse mesmo se espalhado, a cruz agora persegue o inimigo e depois volta pra sua mão, há alguns inimigos, como o tradicional crânio de vaca que cospe fogo, que agora mexe a cabela e ataca em sua direção, eu pensava que eles iam deixar um crânio imóvel como nas versões em 2D, mas fazer um que se movimenta realmente foi uma boa adaptação desse inimigo e há várias outras, acho que a única coisa que os caras vacilaram foi o chicote do Reinhart mesmo porque o cara ataca na vertical, sendo que os inimigos podem vir de qualquer lado, então o correto seria ele atacar ou na diagonal ou na horizontal pra pegar uma área maior no ambiente 3D.
O jogo recupera um elemento de Castlevania II, que é a mudança entre dia e noite, isso ficou realmente legal pois há inimigos que aparecem apenas em certos horários e também há eventos e portas que só podem ser acessados em certos momentos, isso ficou bem legal em alguns enigmas, apesar de não terem usado tanto.
Algo que eu gostei muito, pois achei que combinou com a série, foi o fato dos caras terem adicionado o elemento "terror" no jogo, apesar de não ser um jogo assustador, eles colocam aquela tensão, aquelas aparições repentinas de uma criatura na tela com um som alto e estridente bem na hora. Esse jogo me lembrou bastante Alone in the Dark, em certos momentos eu senti um clima muito parecido com a mansão que Edward Carnby explora, você não simplesmente sai passando de fase em fase, você precisa ler o que dizem, buscar informações e assim ir liberando acesso a lugares diferentes, pegando chaves, puxando alavancas, apertando botões, etc...
Há muitos inimigos de jogos anteriores que foram refeitos em 3D, mas também há vários inimigos novos, inclusive alguns que te fazem achar que está no terceiro filme da Trilogia Evil Dead, pois há coisas que simplesmente surgem do nada, um inimigo em especial que me chamou muito a atenção, foi uma janela com o desenho de um cavaleiro que quando bate a luz, faz o formato dele no chão, só que quando você se aproxima, esse formato se levanta do chão e sai correndo atrás de você, uahahaha isso me lembra muito a cena, do filme, em que o Ash se olha no espelho e fica com medo imediatamente porque sabe que tudo é vivo naquela bagaça e então estraçalha o espelho, hehehhe. Apesar de ter uns legais, tem umas coisas realmente toscas, como os esqueletos em motocicletas(PELAMORDEDEUSNÉ?). Há também NPC's pelo caminho, como o caçador de vampiros Vincent, ou o espírito que aparece no jardim para regas as rosas apenas em um certo horário.
Há também umas cenas com NPC bem fodonas, como uma em que um aldeão entra apavorado e começa a conversar com você, mas então se transforma em um vampiro e a pancadaria começa com a sala se despedaçando, espelho, candelabros, mesa, vai tudo pro ar na porrada uahahaha, ou então uma cena em que você entra em um labirinto e acha uma criança e ela fala a história dela, mas nesse momento surge um cara com uma motosserra e dois cachorros e a criança sai correndo e você tem que ir atrás, só que ela é muito rápida e você só houve o "Help!" e às vezes você se perde, enquanto isso a tensão de fugir do monte de inimigos, detalhe que eles são imortais, mesmo que você mate, eles irão voltar à vida em poucos segundos, o que te faz não querer parar de correr.
Você tem um inventário no jogo onde carrega alguns acessórios, como cartas para controlar o dia e noite, itens de cura, chaves e etc... E também há um negociante que me chamou muito a atenção, enquanto no Symphony of the night o negociante é um homem que fica no meio do castelo, nesse é um demônio, você acha o "contrato" em vários lugares do castelo e o uso pra invocar ele, daí ele te vende o que você quiser, uahahaha é bem massa.

Enfim

Eu achei esse jogo muito mais do que eu esperava, realmente me diverti, jogar com a Carrie valeu a pena e foi um jogo que não irei esquecer da diversão que me proporcionou, apesar de ter que jogar quase tudo de novo, foi muito tranquilo, coisa que não seria normal em jogos que eu tivesse achado ruim portanto pra quem estiver afim de jogar algo antigo envolvendo plataforma e enigmas, talvez seja uma boa opção.

Comentários

Etinex'Nay disse…
Deboa mano esse jogo é muito chato IARIAIRAIR Eu nem lembro por que... Lembro que baixei joguei 10m e falei "NOSSA MUITO CHATO VSF." e deletei Ò_Ó HUAUHAUHAUHAHUAUH mas cada um com seu gosto né
rorschach90 disse…
ele e legal...as vezes ele e criticado pois castlevania se indentificou como 2d mesmo e sempre no jogo ao estilo 3d acaba deixando a desejar....e tambem por comparar com o symphony...mais ele e bom...otima materia!!!!
ygor disse…
em q época o jogo aconteceu?
Diego Assef disse…
Realmente o jogo é muito legal!! Eu lembro da minha época de N64. Vários jogos me davam muitas horas de diversão e esse, particularmente, eu gostei muito. Realmente jogar com o Reinhart é tenso!! O chicote e a lentidão complicam, mas se me lembro bem, na época eu percebi que o chicote dele era mais forte que a esfera de luz da Carrie. Enquanto alguns inimigos a esfera de luz matava só no segundo ataque, o chicote matava de primeira, principalmente porque não precisava ficar concentrando. Então, compensava de alguma forma. Talvez você não tenha reparado porque jogou pouco com ele. Eu era tão viciado nesse game que zerei primeiro com a Carrie e depois ralei, mas consegui zerar com o Reinhart. Particularmente falando, enfrentar o Dráculo com a Carrie é milhões de vezes mais fácil que com o Reinhart. Hahaha! Ahhh, você esqueceu de comentar uma parte muito maneira. Aquela parte do nitro, onde para explodir uma parede vc tem que montar uma fóruma explosiva que é dividida em duas partes. Daí pra fazer a tal "bomba" você tem que atravessar uma parte da fase carregando o tal "líquido" mas sem poder pular, porque se pular, fudeu, você morre (!!!!) porque o tal líquido nitro é instável e explode. Hahahahah. Eu ficava muito puto quando eu esquecia e pulava, principalmente quando tinha que lutar com as criaturas. Realmente as pessoas falam mal, mas é porque não conseguem admirar um outro lado desse game, que claramente é mais do que matar monstros e gráficos de qualidade. Esse game é uma mistura de diversão em doses modestas, que certamente me farão nunca esquecer dele quando se trata de N64. Valew!!!
Maniezi disse…
Com a Carrie rolava mesmo, com certeza^^
Eu ainda tenho meu N64 e jogo todos os dias sem parar
Tbm achei o jogo ótimo, foi o primeiro castelvania que zerei. Nao me esqueço dos momentos tensos como:
Nao pular com a nitro, Enfrentar os cerberus e Correr dos pitbulls e o cara da motossera
Tbm achei o jogo ótimo, foi o primeiro castelvania que zerei. Nao me esqueço dos momentos tensos como:
Nao pular com a nitro, Enfrentar os cerberus e Correr dos pitbulls e o cara da motossera