Hellraiser é um reboot que veio 35 anos depois com a bênção do autor original

Em 1987 foi lançado o clássico do terror, Hellraiser, filme de baixíssimo orçamento que custou apenas 1 milhão de dólares e notavelmente era um projeto feito à partir do sonho do seu criador, Clive Barker. E com o passar dos anos, várias sequências vieram. Mas a maioria são histórias próprias, independentes umas das outras. Porém parece que em 2022 o autor deu um basta na coisa e quis revitalizar.

Apesar de boa parte das pessoas conhecerem apenas o filme, em 1986 o autor Clive Barker, lançou o livro Hellraiser: Renascido do Inferno, que inclusive foi lançado em português aqui no Brasil. E no ano seguinte saiu o filme, dirigido por ele mesmo. Isso mostra o quanto foi um projeto dos sonhos, já que é normal autores quererem ver adaptações de suas obras (Menos o Alan Moore e o Tolkien, eles odeiam adaptações!).
Apesar dos filmes serem criticados, eu acho que a maioria deles é bem decente, Hellraiser Hellseeker, por exemplo, eu acho uma bela de uma obra prima com carinha de Silent Hill 2. E o universo tem uma personalidade própria com essência fantástica, mas que o povo costuma nem parar pra olhar direito, só querem ver o gore. E pelo jeito isso desgastou a franquia mesmo tendo algumas sequências boas.

Um reboot caiu bem pra não existir que as pessoas assistissem tudo (Apesar de não ser necessário, mas quem é que vai saber disso, né?). E assim a Hulu decidiu tornar a obra como um original, tendo produção do próprio Barker! O vilão Pinhead se tornou impregnado na cultura pop por ter sido interpretado incansavelmente pelo ator Doug Bradley. Mas dessa vez optaram por colocar a atriz Jamie Clayton no papel do cenobita. Confira o trailer:
E aí, o que acharam? Empolgou vocês? Ou preferiam que fosse uma sequência mantendo o estilo anterior?

Postar um comentário

0 Comentários