O Youtuber que tomou mais de 3500 strikes da Nintendo

Todos sabem muito bem o quanto a Nintendo consegue ser barra pesada e ao mesmo tempo estranha. Enquanto de vez em quando parece ter algum padrão no que ela vai atrás, como manter online o demake de Super Mario Odyssey 64, porém agir imediatamente assim que apareceu o sanguinário Pokémon With Guns na internet. No entanto às vezes a surpresa vem em peso e um yutuber tomou mais de 3500 strikes no youtube.
 
No youtube em especial, a Nintendo já teve uma treta louca. Inicialmente ela espantou quase todos os youtubers quando proibiu monetização de seus jogos com gameplay. Depois ela gerou um sistema próprio em que só youtubers convidados podiam fazer isso, mas depois que o mundo mudou e a publicidade tava rolando solta graças a youtubers, ela voltou atrás e liberou. Muitos não quiseram, pois juraram jamais jogar outra coisa da empresa em vídeos, mas como é muito amada, canais continuaram.
 
Porém alguns youtubers focam em coisas da empresa que não são exatamente gameplay de algum jogo. Esse é o caso de GilvaSunner, que em 2011 começou com um canal focado em músicas de jogos antigos. Meio que aqueles canais de nostalgia, onde gamers podem ir quando lembram da trilha sonora de algo e ficam cantarolando.
Mas a festa acabou no começo de 2022, quando a Nintendo começou mandando 1300 strikes em vídeos do cara, e alguns dias depois ela voltou com mais pedidos de direitos autorais, mandando 2300 novos strikes. O resultado é que ele foi até a internet comentar sobre o que acontecer e também anunciar o final de seu canal.

As opiniões em relação à coisa foram variadas, indo desde aqueles que desceram o pau na empresa, já que no geral muitas músicas nem tem pra vender, pois são basicamente um monte de batidinhas de console antigo, e acabava mantendo vivo a coisa. Mas também teve quem protegeu a empresa, afirmando que não é porque é difícil de encontrar que signifique que ela vai deixar qualquer um usar, além de que quem entra nessa, sabe do histórico da Nintendo em ir atrás.

Essa é uma questão que costuma ser bastante delicada na indústria e a Nintendo é provavelmente a que mais é barra pesada em ir atrás pra tirar qualquer coisa do ar. Existe até uma certa resposta de algumas empresas para tentar fazer o contrário e encantar o público, como é o caso da Capcom, que lançou Street Fighter X Mega Man oficialmente, e foi um fã que fez.

Postar um comentário

0 Comentários