Ex-diretores da DICE não se seguraram em sentar o cacete em Battlefield 2042 também

Aparentemente na indústria gamer o povo não liga muito em sentar o pau em algo do local onde trabalhou não... É só ver o diretor de Dragon Age metendo o louco na política da Bioware, e no caso da DICE, a coisa foi um pouco pior, pois Battlefield 2042 entrou em várias polêmicas, criando uma revolta entre jogadores e não bastando isso, ainda chegaram dois ex-diretores pra tacar gasolina na fogueira.

Pra quem não sabe, Battlefield 2042 conseguiu a façanha de entrar na lista dos jogos mais quebrados de 2021, o que convenhamos... Tinha que tá muito no bagaço pra uma coisa dessas, né? A comunidade ficou tão selvagem, que a Steam decidiu abrir uma rara exceção, permitindo que quem comprou, mesmo depois de meses, pudesse pedir reembolso. Os fãs de console se revoltaram ao ver que o público do PC podia fazer isso e fizeram uma petição que rapidamente atingiu centenas de milhares de assinaturas exigindo devolução do dinheiro deles também.
A coisa ficou tão descontrolada, que a DICE teve que dar um ultimato de fechar o fórum e revoltou ainda mais a comunidade. E em meio à treta... Bom... Chegaram mais dois para reclamar, só que esses em especial com certeza causaram um impacto diferenciado. Isso porque se tratavam de nada menos do que ex-diretores dos jogos anteriores. Jaqub Ajmal, ex-diretor de produção da DICE, que participou desde Battlefield 1942 até Battlefield V, conhece muito bem tudo que tem por trás do desenvolvimento, e foi até o Twitter para comentar o seguinte:
 
"Eu não vou terminar a última missão semanal do Battlefield 2042, pela primeira vez desde o lançamento. Eles são muito longos para fazer quando eu jogo em tempos normais, e com esse problema eles me perderam. Acho muito importante projetar coisas de uma forma que os torne razoáveis ​​para aqueles que não têm muito tempo para jogar."

Já David Goldfarb, designer-chefe de Battlefield: Bad Company 2 e Battlefield 3, já foi muito mais rigoroso e não seria nem um pouco uma surpresa se parte da equipe de Battlefield 2042 ou da Electronic Arts ter ficado irritadíssima com a declaração. Isso porque ele fez um baita texto claramente indignado, fazendo as seguintes críticas:
 
"Acabei de assistir StodehTV detalhar os problemas de Battlefield 2042. Rapaz eu tenho algumas perguntas sobre esse produto"

"Realmente tentando entender por que algumas dessas chamadas de design foram feitas. Por que não há mapas de infantaria menores? Por que a contagem de 128 jogadores era uma coisa que aparentemente não tinha nenhuma acomodação para a infantaria? Por que os mapas inteiros são enviados sem nenhuma arte detalhada?"

"Não havia ninguém no controle de qualidade por lá? Quem pensou que essa experiência honrou a experiência do BF Sandbox e a levou adiante? Estou surpreso que tenha havido tantos erros, mesmo conhecendo os obstáculos de cima. E para todos os meus amigos e colegas de lá [na DICE], ugh."

"Pensando nisso agora: a melhor coisa para a DICE seria fazer Battlefield 2143 e avançar no tempo e recuperar seu manto de armas combinadas em que eles construíram seu legado ao lado de uma IP realmente único que eles criaram."

Que treta louca, ein? Fico imaginando os ex-colegas dele correndo desesperados nos escritórios da DICE, vendo tudo quanto é tipo de crítica e de repente veem os dois surgindo, e trazendo uma legião de fãs juntos, prontos para sentarem o pau.

Postar um comentário

0 Comentários