O dia em que a Steam xingou a Epic usando o Google

Todo mundo sabe que empresas tem grande rivalidades, no entanto algumas simplesmente são bastante quietas. Barracos são mais facilmente vistos por empresas pequenas, desenvolvedores indie que tem uma jornada bem árdua ou empresas grandes que têm tretas que já existem há alguns séculos e continuam se cutucando. Porém algumas vezes as empresas de menos tretas surgem em barracos, e isso aconteceu com a Valve no início de 2020.

Bom, vocês já viram algumas tretas variadas por aí, indo desde coisas amigáveis como a batalha de rap entre o Itau e Santander até coisas completamente fora de classe (que é as que eu sei que vocês gostam de verdade) como o barraco entre a Sega e a Gametrailers ou as trocas de ofensas entre os criadores de Diablo. E naturalmente a comunidade fica louca quando vê essas tretas rolando soltas.

Na steam não podia ser diferente, especialmente sendo o maior espaço de desenvolvedores de jogos e com a maior comunidade para PC. E com tanto indie não poderia dar outra, portanto vimos o desenvolvedor brasileiro que disse que ia fazer... Hum... COISAS com a mulher de um jogador e o estressado criador de jogos que xingou a comunidade steam inteira.

Mas a Valve em si sempre foi uma empresa meio calada, a comunidade tenta se comunicar com ela e ela fica ali parada, só olhando. Uma boa forma de ver isso sempre foi a espera por Half Life 3 e o seu silêncio. Com a ascensão da Epic Games, esperava-se que a Steam fizesse algo, mas não... Nós vimos barracos muito mais nada a ver, como o ator de Um Maluco no Pedaço que processou a Epic, e a Steam mesmo, nem aí.

As tretas que apareciam, eram como resíduos das ações da Epic, como a logo da steam escondida embaixo da caixa de Metro Exodus, que despertou a fúria de algumas pessoas. E enquanto a treta rolava solta, a steam nem aí. E naturalmente veio a época dos jogos grátis da Epic Games Store, que atraiu muita gente e fez pessoas digerirem melhor a ideia. A resposta da steam... Bom... Nada! Só ficou quieta.

No entanto, um dia antes da Epic dar Assassin's Creed Syndicate, em 18 de fevereiro de 2020, aconteceu algo inusitado pra caramba. Quem faz buscas no Google, sabe que aparece o título da página e embaixo alguma mensagem de algum conteúdo interno. E se você procurasse por steam, aparecia "Welcome to Steam" (Bem vindo à steam) como título do link e embaixo o texto em caixa alta FUCK EPIC GAMES STORE (FODA-SE A EPIC GAMES STORE). A coisa foi mudada quando notaram. Há quem diga que veio de uma review de usuário, mas é estranho porque o link era pra página principal, onde não há reviews e o Google captura os elementos que estão na página inicial, o que não teria sentido ou foi um bug bem conveniente.


Postar um comentário

0 Comentários