Parasita | Um filme coreano que surpreendeu o mundo

Todo mundo sabe que no geral, filmes americanos dominam o mundo. Quase todos os lançamentos são de lá. Mas isso não significa que não exista uma quantidade monstruosa de filmes no resto do planeta e vez ou outra algo se destaca. Ringu, Rec, Oldboy entre outros, e inclusive a própria história do cinema não começou nos EUA, tendo vários clássicos como Nosferatu e Metropolis como exemplo. Parasita é um exemplo que surgiu de forma tímida e ganhou atenção mundial.

A história é sobre uma família extremamente pobre que vive em um porão e certo  dia um dos membros recebe a oportunidade única de se tornar um farsante e dar aulas a uma garota do ensino médio em uma família rica. No entanto  ele percebe que pode forjar situações que façam com que ele introduza novos membros de sua família como empregados da mansão, e assim um a um começa a fazer parte da família.

Esse é um dos filmes que explodiram seu eu perceber. Só fiquei sabendo porque um amigo meu me contou e quando fui dar uma olhada, estavam falando em tudo quanto era parte. Ele conseguiu destaque mundial por inicialmente ser apenas mais uma obra que surgiu na Coreia do Sul e de repente ganhar a Palma de Ouro em Cannes e bater recordes de bilheteria na América do Norte, ganhando destaque mundial automático.

Como fui assistir sem saber muito, observei o estilo e não demorou muito pra eu pensar que era um filme do Park Chan-wook, pois ele tem um formato semelhante demais com a Trilogia da Vingança, especialmente o Sr Vingança, que é um filme que achei ultra semelhante, também envolvendo uma família super pobre e outra super rica se envolvendo e não demorando pra coisa sair completamente fora do controle, inclusive o ator Song Kang-ho é um dos protagonistas em ambos os filmes.

Apesar de tudo, eu estava errado e o diretor é Bong Joon Ho, que não lembro de ter visto nada dele (o que não é tanta surpresa também, já que não consumo tantos filmes coreanos assim). Mas independente de quem fez, achei uma bela de uma obra, especialmente se você assistir sem muita expectativa (o que é meio complicado, mas vale tentar né? Haha).

A condução é de algo que na maioria do tempo tem um toque cômico, com uma família muito esbagaçada mesmo. É um bando de trambiqueiro que fica combinando como vão dar o golpe. Mas não são do tipo ultra malvados, apenas querem os empregos e por isso precisam combinar e forjar situações. Mas existem também o ponto dramático da coisa, que em certos pontos atinge ápices e o ponto gore, que não é surpresa em uma obra coreana.

É bem divertido ver a naturalidade, pois é uma família de pobretões, e é tudo mostrado de um jeito super esculhambado. Não é aquela coisa de só mostrar os personagens paradinhos falando o diálogo deles, é sempre fazendo algo do dia a dia e com um vocabulário bem desprezível sobre tudo e todos, do tipo "Eu só pesquisei no google o básico o que era isso, repeti pra ela e improvisei o resto, ela se identificou e começou a chorar... VACA MALUCA!".

A única coisa que eu realmente não gostei no filme, é que quando todos os membros da família finalmente chegam à casa, o ritmo acelera muito. É divertido ver como a farsa vai sendo criada pra eles ganharem os empregos, mas acho que depois disso, devia ter rolado um pouco mais de situações do dia a dia em que eles tem que se virar. Mas não, eles entram e já pula pro próximo estágio de uma vez. Seria bacana ter visto eles tendo que se virar e se ajudar.

Apesar de tudo, sendo um filme de 2 horas, ficava meio complicado adicionar mais né? Mas algo muito bacana é que aparentemente empresas sentiram a mesma coisa, pois segundo Bong Joon Ho, várias empresas tipo a Netflix entraram em contato pra transformar em série. Ele se interessou pela HBO e viu a coisa como uma versão estendida do filme e não um remake dele.

Enfim, é um filme realmente bacana, robusto e tal. No entanto, se você criar uma expectativa muito grande, especialmente por causa do destaque mundial, pode não gostar. Acredito que esse se ja um filme tipo Corra e A Visita, que em sua simplicidade se mostrou grande. Uma produção pequena que foi tão bem conduzida que recebeu o respeito do grande público, mas se fosse visto como blockbuster desde o começo poderia não ter recebido a mesma atenção.

Postar um comentário

0 Comentários