Galera! A Amazon tem uma página focada em promoções atualizadas diariamente! Vão desde celulares, videogames, notebooks e até pequenos itens baratinhos como pingentes para presente! E tem frete grátis ao comprar R$129 em itens com selo prime! Veja no link de afiliado Amazon!

Trailer de combate radical de Silent Hill 2 fez ações da Bloober Team desabarem

O gênero terror já se provou conseguir ser apresentado das mais variadas formas. Temos um estilo que desperta curiosidade imensa, como Carrie, o tradicional ultra grotesco como em Fragmentos do Horror, e também coisas realistas que incomodam exatamente por terem acontecido, como Exorcismo. E em meio a tantas fórmulas, algumas conseguem se destacar e apresentar um ambiente próprio. Assim foi com Silent Hill, que tem sua essência. E exatamente por isso, o segundo trailer do remake dividiu muitas opiniões.
 
O adblock bloqueia links de afiliados da Amazon como esse aí, então se não estiver aparecendo, é só desativar o adblock.

Se você não conhece, Silent Hill mostrou que o terror pode ser belo. Isso porque mistura uma atmosfera que pode ser maravilhosa, aconchegante e delicada, que atrai as pessoas, mas quando vai para o grotesco, é da forma mais intensa. Existe um destaque forte para a maravilhosa trilha sonora de Silent Hill, que tem músicas extremamente melódicas, mas também conta com algumas trilhas bizarras cheias de sons de metal batendo e gemidos.
Os fãs guardam um carinho especial por Silent Hill 2, e inclusive isso causou uma estranheza enorme em quem não é fã quando a Konami anunciou o remake dele, e não de SH1. Mas quem é fã, sabe que as histórias são independentes, e não sequências, e que esse acabou se tornando o mais popular exatamente por moldar boa parte desse nível de delicadeza que se tornou padrão quando se fala desse universo.

Obviamente isso fez também com que se tornasse uma obra que os fãs exigiam muito. E quando a Bloober Team apresentou de forma fechada o segundo trailer, em que ela foca em mostrar o combate, a recepção interna foi muito positiva e os acionistas ficaram felizes com o que viram. Porém, o negócio é que essas pessoas não são gamers, são investidores. E o que eles viram foi um jogo que parecia de qualidade no geral.

Porém, ao apresentar para o público, a coisa dividiu opiniões. Enquanto muitos fãs gostaram bastante do que viram, elogiando os gráficos atualizados, a atmosfera e como a coisa no geral lembrava o original, mas com uma jogabilidade sem a câmera fixa da versão de 2001, outros não viram dessa forma e reclamaram do quanto o jogo parecia muito frenético, lembrando mais um Resident Evil, e com monstros fazendo movimentos estilosos, como saltar um obstáculo usando uma só mão e lançando o corpo, tipo um personagem de filme de ação, ao invés de se jogar grotescamente e cair para então se levantar.

Como disse, os acionistas no fim das contas não ligam muito pras próprias opiniões. Afinal de contas o que eles querem mesmo é dinheiro! E eles sabem realmente se a coisa parece estar atraente ao consultar e ver o que o público consumidor está dizendo. O resultado foram os investidores desanimarem e as ações caírem bastante.
No fim das contas, a coisa dividiu a internet. E tiveram fãs que saíram em defesa do trailer apresentando, enquanto outros falaram que era provavelmente um teste da Bloober Team para ver qual a reação do público e saber o que deveriam modificar, além de saber se aceitariam bem colocar um pouco mais de ação ou não.

Obviamente o trailer original de Silent Hill 2 também acabou sendo lembrando, para verem qual a atmosfera. E enquanto alguns fãs apontaram que havia uma boa divisão entre o clima maravilhoso e o horror, outros apontaram para a parte de sequência de ação, em que mostram James Sunderland usando uma tonelada de ataques, mas não quer dizer que no jogo você tenha tanta munição. Confira:

Mas e você, o que sentiu quando viu esse trailer? Achou bacana? Ou não agradou muito a coisa? Deixa aí sua opinião. E se você estiver afim de ter algo que te aprofunde mais nesse universo, revelando detalhes gerais e segredos do jogo original, no Brasil a Old Gamer lançou uma edição completamente focada em SH2. Confira:

O adblock bloqueia links de afiliados da Amazon como esse aí, então se não estiver aparecendo, é só desativar o adblock.

Imagem da promoção Galera! O Nerd Maldito tem um link de afiliado na Amazon atualizado todo dia com listas temáticas de itens que vocês vão amar! Já viram hoje? Confira no link de afiliado Amazon!
 
Sobre Silent Hill 2

Silent Hill 2, lançado em 2001 pela Konami, é amplamente considerado uma obra-prima no gênero de survival horror. Desenvolvido por uma equipe liderada por Masashi Tsuboyama e dirigido por Masashi Tsuboyama e escrita por Hiroyuki Owaku, o jogo transcende as fronteiras convencionais do horror ao mergulhar profundamente na psique de seus personagens, criando uma narrativa intensa e atmosférica.

Ambientação: Silent Hill, uma Cidade em Conflito

Silent Hill, a cidade fictícia onde o jogo se passa, é um personagem por si só. O ambiente, envolto em uma densa neblina e pontuado por rádioestática, proporciona uma sensação de isolamento e suspense. A cidade é como um espelho dos tormentos internos dos personagens, manifestando-se em formas monstruosas e ambientes sinistros.

Protagonista: James Sunderland e Seu Conflito Interno

O protagonista, James Sunderland, viaja para Silent Hill após receber uma carta de sua falecida esposa, Mary, pedindo para encontrá-la lá. O jogo rapidamente mergulha na mente complexa de James, explorando seu sofrimento e culpa relacionados à doença terminal de Mary.

A dualidade de James é aprofundada pelos monstros que ele encontra. Cada criatura é uma representação simbólica de suas emoções reprimidas e de seus pecados passados. Essa abordagem psicológica distingue Silent Hill 2 de muitos outros jogos do gênero.

Narrativa Não-linear e Múltiplos Finais

A trama de Silent Hill 2 é habilmente construída com elementos não-lineares. A história se desdobra de maneira diferente dependendo das escolhas e ações do jogador. Essa abordagem não apenas aumenta a replayabilidade, mas também enfatiza a natureza subjetiva da narrativa.

Os múltiplos finais do jogo contribuem para a ambiguidade, deixando questões abertas à interpretação do jogador. A narrativa é cheia de simbolismos, metáforas e elementos surreais, desafiando os jogadores a decifrar os significados ocultos.

Design de Som e Atmosfera Única

A trilha sonora de Silent Hill 2, composta por Akira Yamaoka, é uma peça fundamental na construção da atmosfera assustadora e melancólica do jogo. Os sons distorcidos e a rádioestática acrescentam um toque perturbador à experiência, intensificando a imersão do jogador no universo do horror.

Impacto Cultural e Legado Duradouro

Silent Hill 2 é reverenciado como uma obra-prima não apenas por sua jogabilidade, mas também por sua narrativa envolvente e explorar temas profundos, como luto, culpa e insanidade. O jogo influenciou uma geração de desenvolvedores e continua a ser referência no gênero.

Infelizmente, o futuro da franquia Silent Hill permanece incerto, com cancelamentos e mudanças na equipe de desenvolvimento. No entanto, Silent Hill 2 permanece como um marco na história dos videogames, sendo lembrado não apenas como um excelente jogo de terror, mas como uma experiência narrativa rica e complexa que transcende os limites do meio.

Postar um comentário

0 Comentários