Galera! A Amazon tem uma página focada em promoções atualizadas diariamente! Vão desde celulares, videogames, notebooks e até pequenos itens baratinhos como pingentes para presente! E tem frete grátis ao comprar R$129 em itens com selo prime! Veja no link de afiliado Amazon!

Os 30 melhores jogos de 2023 da Paste Magazine causaram falatório e controvérsia

Seja donos de PS5, a galera que decidiu economizar e montar aquele PC Gamer baratinho, ou mesmo quem opta por uma experiência mobile com o GameSir X2 PRO, os gamers tiveram inúmeras opções em 2023, sendo um pouco difícil às vezes escolher o que jogar. E se você procura por algo desse ano, a Paste Magazine fez o seu Top  30 dos melhores jogos do ano! Mas pode causar uma certa estranheza.

Não faltaram polêmicas na The Game Awards de 2023, indo desde o jogo que enfureceu fãs por sua indicação a melhor indie do ano, até coisas relacionadas a games Triplo A, como os fãs irados de Starfield pelo jogo não concorrer a GOTY. Mas sem sombra de dúvidas a maior crítica foi a acusação de que é completamente injusto e somente jogos super populares eram escolhidos, não representando necessariamente a qualidade.

Porém a lista da Paste Magazine parece testar os gamers, pois é cheia de jogos indie e muitos deles bem desconhecidos. Isso fez com que alguns jogadores ficaram frustrados, falando que ela não tem o mínimo sentido por não ter tantos jogos populares. Confira:

    30. Goodbye Volcano High
    29. Chants of Sennaar
    28. Laika: Aged Through Blood
    27. Tchia
    26. Pikmin 4
    25. Super Mario RPG
    24. Oxenfree II: Lost Signals
    23. Baldur's Gate 3
    22. Jusant
    21. The Making of Karateka
    20. A Space for the Unbound
    19. Sea of Stars
    18. Final Fantasy 16
    17. Dredge
    16. Metroid Prime Remastered
    15. Marvel's Spider-Man 2
    14. Hi-Fi Rush
    13. Pizza Tower
    12. Super Mario Bros. Wonder
    11. Armored Core VI: Fires of Rubicon
    10. Saltsea Chronicles
    09. Resident Evil 4
    08. The Banished Vault
    07. Cocoon
    06. Venba
    05. Street Fighter 6
    04. Thirsty Suitors
    03. The Legend of Zelda: Tears of the Kingdom
    02. El Paso, Elsewhere
    01. Alan Wake II

E você? O que achou? Acredita que foi uma escolha justa? Ou acha que é completamente sem sentido? Quais games você colocaria em primeiro lugar? Não deixe de ver também também o Top 100 de itens gamers mais vendidos do momento! Confira:

O adblock bloqueia links de afiliados da Amazon como esse aí, então se não estiver aparecendo, é só desativar o adblock.

Imagem da promoção Galera! O Nerd Maldito tem um link de afiliado na Amazon atualizado todo dia com listas temáticas de itens que vocês vão amar! Já viram hoje? Confira no link de afiliado Amazon!
 

Sobre evolução dos games

Os videogames têm desempenhado um papel significativo na indústria do entretenimento, não apenas como uma forma de lazer, mas também como um catalisador de inovação. A cada ano, testemunhamos avanços notáveis e transformações na maneira como os jogos são criados, consumidos e apreciados. Enquanto as grandes empresas de jogos continuam a liderar o mercado, os desenvolvedores independentes (indies) emergiram como uma força dinâmica, desafiando convenções e até mesmo influenciando os gigantes do setor.

A Evolução Constante dos Videogames

Desde o seu início, os videogames têm passado por uma evolução contínua. Os avanços tecnológicos têm permitido a criação de experiências mais imersivas, gráficos mais realistas e histórias mais complexas. No entanto, a inovação na indústria de jogos vai além do aspecto técnico. A criatividade e a originalidade têm sido impulsionadas por uma diversidade de ideias e perspectivas trazidas por desenvolvedores independentes.

O Surgimento do Poder dos Indies

Os jogos independentes, muitas vezes produzidos por equipes menores e com orçamentos limitados em comparação com os títulos AAA, têm conquistado cada vez mais destaque. Com ideias frescas, mecânicas de jogo inovadoras e narrativas cativantes, os indies têm capturado a atenção dos jogadores e da mídia especializada. Títulos como "Celeste", "Hollow Knight", "Undertale" e "Among Us" são exemplos emblemáticos do sucesso alcançado pelos desenvolvedores independentes.

A Influência dos Indies sobre os Jogos AAA

Surpreendentemente, os jogos independentes têm deixado uma marca indelével nos títulos AAA. Muitas vezes, as mecânicas de jogo, narrativas não convencionais e elementos únicos introduzidos por indies são adotados e adaptados por grandes estúdios para os seus próprios projetos. A agilidade e a liberdade criativa dos indies permitem que experimentem ideias que, por sua vez, inspiram os jogos de grandes empresas.

Exemplo de Influência

Por exemplo, a popularidade e o sucesso repentino de jogos como "Among Us", desenvolvido pela pequena equipe da InnerSloth, levaram a uma onda de jogos multiplayer centrados na dedução e na traição. Títulos de grande orçamento, como "Fall Guys" e "Fortnite", introduziram modos de jogo similares, evidenciando como os indies são capazes de definir tendências na indústria.

O Papel da Diversidade e Criatividade

A ascensão dos jogos independentes também tem sido impulsionada pela diversidade de vozes na indústria. Desenvolvedores independentes muitas vezes têm a liberdade de explorar narrativas e temas que talvez não se encaixem nos moldes comerciais dos grandes estúdios. Isso resulta em jogos mais diversos e inclusivos, que por sua vez inspiram mudanças e reflexões nos jogos AAA.

Em um cenário em constante evolução, os videogames continuam a se reinventar ano após ano. A ascensão dos desenvolvedores independentes e sua influência sobre os jogos AAA ilustram como a criatividade e a inovação não são monopólios das grandes empresas. A diversidade de ideias e a liberdade criativa dos indies têm moldado não apenas o panorama dos jogos, mas também a forma como os jogadores interagem e se relacionam com as experiências virtuais. A indústria dos videogames, assim, prospera com a contribuição tanto dos gigantes estabelecidos quanto dos visionários independentes, impulsionando a inovação e a evolução contínua do meio.

Postar um comentário

0 Comentários