The Purge | Série baseada nos filmes de "Uma Noite de Crime"

O filme Uma Noite de Crime é uma das obras da Blumhouse Productions que mais se popularizou rapidamente, apresentando uma ideia muito adequada para o tempo do nascimento da moda do Battle Royale. além de fazer uma crítica social interessante ao ódio na política. Logo vieram sequencias e então a surpresa com a série de TV.



A história é a mesma do universo dos filmes, mas não é a adaptação de nenhum deles, podendo facilmente se encaixar como complemento, adaptando uma das noites do expurgo. Pra quem não conhece, a trama se passa em um futuro bem próximo em que os Estados Unidos tiram uma noite por ano para que todas as leis passem a não valer, permitindo que a população se mate à vontade, se livrando dos pobres e do estresse e melhorando a economia e segurança do país nos outros dias do ano.

Sem sombra de dúvidas eu considero o primeiro filme da franquia uma bela de uma amostra de como é se ter uma ideia grandiosa e fazê-la em baixo orçamento. No caso, se passando completamento dentro da casa de uma das famílias. Quando veio a sequencia Anarquia, deu pra ver que eles faturaram e apresentaram algo ousado, que é mostrar o lado de fora. Já o Dia da Eleição deixou mais escrachado a crítica política da coisa.

A série é mais um fruto desse universo e também mais um passo ousado, pois a criadora decidiu apresentar algo maior e também atingir um público maior. Esse novo formato também deixou abriu espaço para desenvolver melhor os personagens e apresentar tudo em clima de jornada, com cada episódio apresentando as coisas complicando cada vez mais.

Apesar de tudo, esse é o tipo de obra que você naturalmente já espera que seja a bagaceira, afinal de contas é algo sobre chacina e um monte de gente se matando né? Já pudemos ver isso em diversos lugares e no geral os roteiristas não tem muita criatividade e é fácil perceber que tudo acaba indo pro lado da correria e gritaria, procurando surpreender mais com as situações com gente estranha.

Apesar de isso já ser esperado, tenho que assumir que foi meio frustrante às vezes, especialmente pelas atitudes idiotas dos personagens. "Olha eu estou salva finalmente, passei por um monte de horror, agora eu... Ai eu acho que eu vou lá fora passear...". Esse tipo de atitude retardada é de tirar qualquer um do sério e faz ficar pensando qual é a dos roteiristas.

É só ver a série No-End House, que tinha TUDO pra ser só o bagaço e acabou sendo absurdamente estilosa e sombria, com um roteiro robusto e um clima super pesado. Mas em The Purge é fácil achar que os roteiristas não sabiam o que fazer então decidiam colocar uns diálogos e atitudes sem muito sentido pra encher linguiça.

Outra coisa é que enquanto nos filmes vemos ambientes super robustos e completamente destruídos com coisas bizarras acontecendo o tempo todo, na série é bem normal termos ambientes vazios sem nada acontecendo em que aparece um personagem maluquinho sacaneando com outro e então acaba. Isso faz pensar se o orçamento foi bom.

A série até tem umas ideias boas, mas elas não são tão trabalhadas, tipo o culto de suicidas que surge, com pessoas que se reúnem para no dia do expurgo irem de boa vontade para se entregarem em certos pontos da cidade. Esse toque de religiosidade em meio ao caos é muito bacana, mas infelizmente para por aí mesmo a coisa.

Então acho que o maior problema da série é que ela parece não se decidir, não acontece tanta coisa quanto nos filmes, o que acho que todo mundo estava querendo ver, e enquanto poderiam cobrir essa falta de acontecimentos com uma história boa, simplesmente os personagens continuam fazendo coisas tão retardadas quanto em filmes do tipo.

Em relação à fotografia, ela é bastante semelhante ao que temos nos filmes, ou seja... Parece uma série de TV mesmo, pois vamos falar a verdade né? Os filmes nunca pareceram ser obras de super qualidade, sempre tiveram um visual meio tosqueira, por mais que o estilo dos personagens chamasse a atenção. Já aqui é realmente um seriado, então nada fora do normal kkkk.

Enfim, é uma daquelas obras que são ruins, mas que você acaba assistindo com os amigos. Pode ser um bom tapa buraco pra quando você não ter nada pra fazer. Com certeza é capaz de gerar uns comentários sobre a bagaceira que rola, mas poderia ser um pouco mais extravagante pra coisa realmente ficar mais próxima do universo dos filmes.

Comentários