Hakoniwa Explorer Plus | Um jogo fofinho e pervertido ao mesmo tempo!

Normalmente coisas fofinhas tem uma tendência natural a irem para o lado infantil da coisa. No entanto Hakoniwa Explorer Plus acaba surpreendendo por ir para um lado completamente inusitado e não é o da violência, mas sim a apelação sexual. Algo que pode dar um belo de um susto nos que forem jogar desavisados.


A história é bastante simples, você é um aventureiro que acaba indo parar em uma cidade chamada Firsttown, logo descobre que monstros horrendos estão vagando ao redor do lugar e você como aventureiro que é, resolve enfrentar os seres que estão por ali. Para isso recebe a ajuda de Sukumizu, uma simpática garota que conhece bem essas terras.

Acho que a melhor definição desse jogo é como paródia do gênero JRPG como Final Fantasy e um toque de Action RPG's como Din's Curse. No entanto isso é feito de forma minimalista, fazendo algo semelhante ao que jogos como BOID e Gloom fizeram, que é pegar um tipo de experiência que já é conhecido e apresentar aquela fórmula em um formato compacto.

Sendo assim, aqui nós temos elementos em geral de RPG's, mas ao invés de focar na história, o foco é a ação. Portanto acaba sendo o tipo de jogo que é feito para todos aqueles que sempre quiseram jogar um RPG, mas nunca se animaram exatamente pelo estilo parado que pode não agradar tanto. Aqui a treta vai direto ao ponto.

Você começa em uma cidade e tem que se aproximar dos habitantes, ao chegar perto, o balão de fala é aberto e eles falam sobre coisas aleatórias como "Tem uma caverna nas redondezas" ou "Existe um farol perto do mar". Ao sair no mapa do mundo, você não acha nada apenas passeando, porém se antes alguém falou do lugar pra você, ao passar por lá, ele será desbloqueado.

Os lugares variam, alguns estão ali apenas para você atravessar de uma área do mundo para outra área, enquanto outros são áreas focadas em ter inimigos e com chefes em algum lugar delas. E há também locais pacíficos, como outras vilas, onde você achará lojas de armas e itens, estalagens para recuperar vida, e também NPC's com novas missões e informações.

A forma que você interagem com os NPC's é curiosa, não existe o botão de fala, o que pode ser bem frustrante às vezes quando você tá querendo passar e encosta neles. Mas existe algo peculiar, dependendo do ângulo em que você encosta neles, irão ter reações diferentes, de frente é sempre pra falar, mas de trás gera situações novas, um velhinho pode ficar revoltado e entrar em combate, uma garota pode mudar pro sprite da bunda dela, e assim vai.

O combate do jogo é frenético e direto ao ponto, você tem o botão de bater e usar habilidade especial. É necessário equipar itens e cada vez que o usa, mesmo que não acerte nada, ele se desgasta. Então os itens são trocados frequentemente e existe limite que você pode carregar, sendo possível deixar alguns com a garota que aparece no início de toda área nova.

O visual do jogo é fenomenal, ao invés de ser aberto, ele é dividido em pequenas áreas quadradinhas e ao se encostar na lateral, você vai para a próxima. Os itens caem e somem se você for pra outra tela. Isso pode ser frustrante muitas vezes porque basta chegar perto e você já tá em outra área, a parte boa é não ter loading.

Sem dúvidas o estilo de pixel art usado é fabuloso, com visão isométrica e personagens super detalhados com animações variadas. Aliás, a animação constante somada ao design meio arredondado me lembrou um pouco Cuphead, com alguns personagens tremendo sem parar, especialmente chefes.

O nível de safadeza pode causar estranheza em muitos, seja pelo vocabulário dos personagens que as vezes tá cheio de palavrões, mesmo super fofinhos, seja pelos sprites e animações com foco em bundas, peitos, ou posições eróticas, e às vezes até em situações como o clone maligno da menina que te segue e quer vender o corpo pra você, cobrando mil moedas pra você passar a mão na bunda dela, e se você não quiser ela te persegue até você passar e se você foge ela diz que "Tá marcado!".

Enfim, Hakoniwa Explorer Plus é um daqueles jogos um pouco estranhos, tem um visual lindão, uma jogabilidade bem tranquila e direto ao ponto, mas acredito que mesmo abrindo portas, é um jogo de nicho. Recomendo sempre dar uma olhadinha no preço dele na Greenman Gaming antes de comprar na steam, algumas vezes os preços deles estão bem abaixo do normal, e sempre lembre de olhar os cupons de desconto que eles espalham pelo site, que deixa a coisa mais barata ainda, dê uma conferida aqui.

Comentários