Meadow | Um MMO que te trará paz de espírito

Sempre achei que o maior problema dos MMO's são a mesmice, no entanto vez ou outra aparece algum que surpreende, e Meadow é definitivamente algo que varia e pode encantar aqueles que gostam de uma experiência simples envolvendo paz e sensação de amizade em um mundo natural tranquilo em que todos são animais e devem se comunicar apenas com sons e expressões.




O jogo não tem história, ele apenas te coloca em um imenso mundo aberto cheio de florestas, rios, geleiras, quedas d'água, montanhas e muito mais. Você é um animal filhote que surgiu ali e não sabe nada sobre esse mundo misterioso, portanto deve explorá-lo e descobrir não apenas o que existe no lugar, mas o que você mesmo pode fazer.

Esse é daqueles jogos que não te dão informação alguma, você mesmo deve descobrir sozinho tudo, portanto até mesmo comandos não são explicados, você é que deve descobrir o que fazer, para onde ir e todo o resto. No entanto não é algo com uma mecânica cabulosa com a complexidade do primeiro Fallout, que faz isso, mas assusta muita gente. Aqui é tudo bem simples e as descobertas podem demorar, mas você consegue sobreviver sem elas.

Esse jogo se passa no mesmo universo de Shelter, no entanto sem o toque perturbador de perda. Ao invés de você se apegar a filhotes, acaba se apegando a outros jogadores. Os próprios desenvolvedores declararam que o foco é a interação entre a comunidade e não a sobrevivência, portanto predadores não podem atacar presas e não existe morte, sede ou fome. É pra ser uma experiência tranquila.

Mas preciso dizer logo que é um jogo que divide opiniões, mas isso foi uma surpresa pra mim, porém ao jogar ao vivo na Twitch do Nerd Maldito, vi algumas opiniões negativas sobre algo que particularmente acho extremamente charmoso, o gráfico do jogo. E também algumas opiniões de repulsa à jogabilidade simplória.

Mas acho que realmente é o tipo de jogo feito para as pessoas certas ou o momento certo. Ou seja, gente que gosta de jogos tranquilos, ou que queiram apenas uma experiência tranquila, inocente, e que ao mesmo tempo consigam criar uma estranha sensação de amizade por desconhecidos, mas sem haver comunicação por texto ou áudio.

A princípio você está só em um imenso mundo, até que finalmente acha alguém, e existem algumas expressões na tela que você pode usar. Algumas com sorrisos, carinhas tristes, etc, e outras com indicadores como uma seta pra cima, um símbolo de uma montanha, um símbolo de positivo e outro de negativo e assim vai.

Você pode selecionar até duas expressões para aparecerem na tela ao mesmo tempo, e assim fazer combinações dos elementos para indicar o que quer dizer. Tudo também vai depender da interpretação dos outros, às vezes é difícil selecionar algo que pareça claro, ou a própria pessoa não consiga entender. Por exemplo selecionar o símbolo de quatro animais juntos e uma ampulheta, é algo que vejo como "Vamos esperar pelos outros" ou "Vamos nos reagrupar!".

É engraçado também ver a reação de alguns jogadores em relação a outros. Quando joguei em live achei alguém que só queria andar comigo, apareciam vários outros animais, mas ele não estava nem aí. E era um jogador experiente, pois sabia onde estavam as coisas, então me guiou, mandava indicadores pra eu ver onde ele estava, enquanto outros ele só ignorava, e quando apareciam bandos em um lugar ele mandava um X.

No entanto jogando de novo, achei grupos, viajei com um sapo e uma raposa por um bom tempo, os dois me esperando e vice versa, todos se ajudando a encontrar o caminho. Também já andei com um grupo grande com vários animais como texugos, aves, bodes, etc... Aquela bagunça, todo mundo pulando hahaha.

O mundo esconde alguns mistérios e a forma de apresentação disso em um mundo aberto que você não sabe nada acabou me lembrando Absolver e Blade & Bones. Você de repente vai vendo que em certos lugares do mundo existem itens e passa a vagar por ele tentando encontrá-los e coletá-las para liberar novas coisas.

Existem plantas e monolitos com algo chamado essência, dependendo da quantidade de essência que você coletar, vai liberando novas coisas como expressões, raças de animais e cores novas para personalizar seus bichinhos e dar um toque especial. Isso acaba sendo um incentivo a jogar de novo para testar uma nova raça.

Visualmente acho o jogo bem bacana por parecer que tudo é feito de papel, me agrada esse toque peculiar. É verdade que ao mesmo tempo que apresenta um visual limpo por essa simplicidade, também apresenta algo que parece extremamente poluído. Mas acho que faz parte do charme. Por exemplo a água não é transparente, apenas é azul, como se tivesse sido pintada. Então esse estilo divide o público.

Enfim, é um jogo perfeito para aquele momento em que você está quietinho e quer fazer algo, mas não algo muito complexo, apenas passar o tempo. Ou aquele momento em que você quer se sentir próximo de alguém, mas apenas sentir a essência disso. Eu o comparei na live a simuladores de andar como Everybody's Gone to the Rapture e Dear Esther, porém com uma perspectiva nova. Acho que vale demais a pena pelo baixíssimo preço de 6 reais.

Comentários