Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 19 de agosto de 2017

Brawlout - Uma belíssima alternativa a Super Smash Bros

Todo mundo conhece ao menos de vista o jogo Super Smash Bros, no entanto nem todo mundo tem consoles da Nintendo, e esse estilo de jogabildiade é fantástico demais para não ter sido inspirador para outras obras. E hoje vou falar sobre Brawlout, que é uma ótima opção bastante semelhante não apenas na jogabilidade, como também no visual.




Quando Super Smash Bros foi lançado em 1999, se tornou imediatamente uma obra extremamente inspiradora. É só ver a franquia Power Stone, que até então fazia parte da lista de jogos exclusivos para dreamcast. O primeiro jogo era o típico 1x1, mas na sequencia que veio no ano seguinte já adicionava a opção de quatro jogadores.

Mas com o passar dos anos, SSB continuava como jogo símbolo desse estilo tão peculiar, até outras empresas começarem a lançar suas próprias versões de personagens de obras diversas caindo na porrada, como o ousado Jump Ultimate Stars, que usava dezenas de universos de mangás como base para tirar seus lutadores.

Obviamente fãs não podiam ficar de fora, e assim surgiam obras como o simpático Super Smash Bros NES e claro, aquele que não tem medo de ser processado, o belo, o fofinho, o mais do que gostoso Super Smash Flash 2, que parece uma fusão de SSB e Jump Ultimate Stars, usando aquele gráfico da era 16bits.

E é então que entramos na era de ouro dos desenvolvedores indie, que nos apresentaram uma quantidade imensa de obras maravilhosas como o belíssimo Rivals of Aether e alguns que tentaram fazer diferente, inovando na jogabilidade, como Towerfall Ascension. Sem contas opções gratuitas é claro, como Brawlhalla.

Já Brawlout é uma obra que faz algo que chega a ser um pouco irônico, enquanto todos os citados tentaram não parecer clones de Super Smash Bros (mesmo sendo óbvio), esse usou o mesmo estilo visual da coisa e tem um destaque pela enorme polidez gráfica apresentada, com um design que realmente ficou bonito.

Aliás, acho que facilmente um desinformado poderia confundir uma screenshot desse jogo com algum Super Smash Bros, pois é tudo tão bem detalhadinho. Existem vários jogos 2.5D que acabam simplesmente sendo sem graça, não tem um toque legal, você vê que tem potencial, mas existe um vazio, e isso não acontece com Brawlout.

O jogo teve um lançamento inicial com acesso antecipado na steam, sendo assim naturalmente com muitos elementos faltando. Mas já com uma certa polidez em certos aspectos. Exemplo são os suportes de modos de jogos local, online e ainda com torneios semanais, sendo assim uma daquelas obras que se esforça pra unir a comunidade.

A jogabilidade é realmente semelhante a jogos desse gênero em geral, cada personagens com habilidades próprias, porém com a mesma maneira de invocar elas. Ou seja, não é como um jogo tradicional de luta em que cada personagem tem os botões certos e é preciso se aprender a jogar. Isso pode não ser visto com bons olhos por alguns.

Os controles tem seus altos e baixos, se por um lado a coisa é fluída, com suporte inclusive a controle de Playstation 4 com os botões mudando na tela (Pra quem não sabe é normal aparecer os controles de Xbox 360), a coisa tem suas falhas, como a falta de suporte a controle pelo D-Pad. Pode não ser nada para alguns, mas me dá agonia a falta de suporte a controle pelo digital.

O modo online é bastante fluído, testei com um amigo meu e a conexão foi bem rápida, o convite por controle foi tranquilo, sem precisar ficar abrindo o menu da steam, e a entrada dele no lobby foi muito rápida mesmo. Por outro lado para jogar online com outros jogadores, foi meio árduo de achar partidas.

A parte boa é que eles colocaram a opção de ficar jogando contra a CPU enquanto o jogo tenta achar uma partida. Ou seja, você não precisa ficar olhando pra tela e esperando entrar gente, pode ficar treinando. Não lembro de já ter visto um jogo com essa opção, isso me agradou muito e seria legal ver coisas.

Uma outra coisa muito maneira é o "Brawlout TV", que te permite assistir partidas, elas podem ser vistas desde o início ou podem ser assistidas ao vivo. Além disso também é possível salvar elas como seus "replays" para assistir depois. Para aqueles que gostam de aprender com outros a coisa é bem fantástica.

Enfim, Brawlout é uma obra muito bonita visualmente, mas é daqueles jogos que é divertido, mas que precisa muito do suporte da comunidade. Então pode sim gerar um bom divertimento, porém é extremamente recomendável que você chame um amigo para comprar junto, pois pode não achar uma partida com tanta facilidade. Vale a pena dar uma conferida no site da G2A pra ver o preço que está lá, pois muitas vezes eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida no preço que tá lá, clicando aqui.


Nenhum comentário: