Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 24 de junho de 2017

A declaração da Rockstar sobre proibição de mods

Desde o lançamento da versão para PC em 2015, GTA 5 teve tretas com o mundo dos mods, no entanto em 2017 a coisa explodiu quando a Take-Two, dona da Rockstar e distribuidora de Grand Theft Auto V, proibiu o uso da ferramenta OpenIV, uma das mais usadas e mais poderosas na criação de mods, muito usada em GTA 4, GTA 5 e até Max Payne 3.


Bom, o grande problema é que até GTA 4 o modo online era apenas um mata-mata, no entanto com GTA 5 a empresa começou a vender dinheiro dentro do jogo. Ou seja, isso passou a gerar bastante grana, pois não é como um DLC que você compra e fica, é algo que você compra e gasta no jogo. O resultado foi se tornar um jogo que gera bem mais grana.

É claro que essa fonte de dinheiro se tornou ameaçada por modders que usavam as modificações no modo online, mas não é interessante pra Rockstar ver pessoas destravando todas as roupas de uma vez enquanto as pessoas podem pagar por elas. O mesmo para veículos, apartamentos, negócios, comidas, etc...

E a Take-Two entrou em um processo contra modders, no fim das contas acabou ganhando e proibiu de vez o uso da OpenIV. O grande problema é que tem modders bem grandiosos que nada tem a ver com trapacear no modo online, muito pelo contrário, tem quem compra GTA só pra usar modificações offline como o mod que deixa o gráfico fotorealista, ou o mod que adiciona uma invasão alienígena.

Muitos mods em desenvolvimento e muito aguardados acabaram tendo que ser interrompidos. O resultado foram as notas de GTA caindo de "Muito Positivas" para "Extremamente Negativas", com a comunidade revoltada. Não demorou nada para a Rockstar lançar uma carta em resposta à forma que a comunidade reagiu com essa carta aberta:

"Rockstar Games acredita na criatividade razoável dos fãs e, em particular, quer que os criadores mostrem sua paixão por nossos jogos. Após as discussões com o Take-Two, a Take-Two concordou que geralmente não levará ações legais contra projetos de terceiros que envolvam jogos de PC da Rockstar que sejam de uso single-player, não comercial e respeitem os direitos de propriedade intelectual das hird parties. Isso não se aplica a (I) multiplayer ou serviços on-line; (II) ferramentas, arquivos, bibliotecas ou funções que podem ser usadas para impactar o multiplayer ou serviços on-line, ou (III) usar ou importar outro IP (incluindo outro IP da Rockstar) no projeto. Esta não é uma licença, e não constitui endossamento, aprovação ou autorização de qualquer projeto de terceiros. A Take-Two reserva-se o direito de se opor a qualquer projeto de terceiros, ou de revisar, revogar e / ou retirar este documento a qualquer momento, a seu critério. Esta declaração não constitui uma renúncia a quaisquer direitos que a Take-Two possa ter em relação a projetos de terceiros"

Que treta ein? E pensar que quando publiquei minha análise negativa sobre GTA 5 na steam em protesto ao banimento dos mods singleplayer na época, teve gente que ficou revoltada por eu ousar falar uma coisa dessas e que só pirateiro usa mod e mod não mantém jogo algum, tá aí a prova de que isso importa sim para a comunidade de PC.

Mas e você? O que achou? E em relação à carta da Rockstar? Se sentiu aliviado? Ou apenas te deixou mais preocupado em usar mods? GTA 5 roda em qualquer PC barato atual e conta também com versões para PS3, Xbox 360, PS4 e Xbox One.


Nenhum comentário: