Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Blood C - Começa uma bosta mas termina frenético

Bom, hoje vou falar sobre um anime que eu estava há séculos pra assistir, mas esperava o momento certo. O começo foi completamente decepcionante e eu já tava me preparando pra descer o cacete nele quando escrevesse sobre, mas ao chegar no meio deu uma melhoradinha e o fim é fenomenal. Porém o início pesou muito, sendo assim eu diria que o anime é meio que mediano pra cima, mas poderia ser uma verdadeira obra prima.


Na história é mostrado a jovem Saya, uma garota que vive sozinha com seu pai em um templo. Apesar de sua vida tranquila como colegial, ela tem um segredo. Saya é a nova sacerdotisa que deve proteger as pessoas contra criaturas bizarras chamadas Furukimono que surgem em locais aleatórios de sua pequena cidade. Esses seres monstruosos tem fome por carne humana.

A primeira vez que ouvi falar de Blood C, eu fiz cara feia imediatamente, pois na hora só lembrei de uma obra que eu odeio com força, Blood+, mas depois fui vendo imagens bem bizarras dignas de Wicked City, e pensei "Bom, ao menos visualmente é grotesco". Somando isso com o fato de ter apenas 12 episódios e eu ver pessoas que odiaram Blood+ falando bem de Blood C, entrou pra minha lista de espera.

Quando fui assisti, estava na expectativa, imaginei que a história era maravilhosa e o começo foi um banho de água fria. Simplesmente horroroso! Não era apenas um anime colegial, era um anime colegial bobinho. A personagem ia além do boazinha, uma daquelas coisas forçadas que não torna ela fofinha, torna ridícula.

Por exemplo, Saya chega atrasada todo dia porque tem que fazer boas ações. No primeiro episódio as amigas ficam perguntando o que foi dessa vez "Uma criança perdida? Uma velhinha precisando de ajuda?" e ela fala que não, achou lixo no chão e precisava limpar e saiu correndo atrás do caminhão, mas não consegui, porém felizmente achou uma lixeira.

Sério, eu fiquei meio "Que porra é essa meu?", quero dizer, tudo bem a personagem é boazinha, mas nesse nível foi uma coisa que não ficou legal, ficou simplesmente grotesca. E eu sei que muitos animes forçam misturar o fofinho com o perturbador pra dar mais impacto, mas quando é forçado desse jeito a coisa fica mais pra ridícula.

O anime é um cocô até a metade dele, uma perda de tempo. Basicamente ela indo pra escola cantando uma musiquinha e no final do episódio enfrentando um inimigo. Eu sei que essa primeira parte é essencial para o desenvolvimento da história, mas nossa, daria pra ser legal, não precisava ser seco desse jeito.

Você não cria afeição pelos personagens, eles não são marcantes pra se sentir a perda, são todos forçados pra caramba. O namoradinho de Saya, por mais que tenha explicação, vai tão direto ao ponto no "Oh, estou apaixonado por você!", que é algo que não dá pra sentir, parece até um maluco que viu ela na rua e pensou "Vou dizer pra aquela ali que não consigo viver sem ela". Mais uma vez, sim eu sei que tem explicação, mas daria pra fazer algo que prende mais.

É só ver animes como Denpa Teki na Kanojo, que em seus dois episódios de 44 minutos consegue transmitir uma essência super própria, ou mesmo Sci-Fi Harry, que nem anime colegial é, mas no pouco que mostra consegue criar uma atmosfera em cima da coisa. Sendo assim não existe desculpa de que é muito pouco tempo, são seis episódios essa budega.

Ao invés disso, cada episódio parece ser apenas para mostrar uma única informação no fim de cada luta e deixar a protagonista intrigada com aquilo. É um baita de um negócio vazio e desnecessário, só a partir do meio do anime é que as coisas começam a realmente acontecer e aquelas imagens gore que eu tanto vi por aí passam a acontecer.

Ainda assim, eu já tava tão de saco cheio de gastarem metade do anime com nada, que fiquei olhando torto. Passaram a acontecer coisas interessantes e tal, mas o fim estava ficando tão apertado e com uma história tão fraquinha que simplesmente não via saída mais pra uma bagaceira daquela. Tipo, tava legal e tal, mas eu já tava imaginando "Nossa, e aí, vai acabar nisso?", porque a chacina bizarra é maneira, mas não basta isso se não tiver uma história boa.

Bom, mas aí chega o final e "BUM!", tudo muda! Essa é uma daquelas obras salvas pelo fim, uma reviravolta cabulosa que te deixa intrigado. Me lembrou demais um certo episódio de Black Mirror, mas me lembrou diversas outras séries que infelizmente não vou citar aqui porque seria spoiler e estragaria o final, mas é algo lindo de se ver.

Os episódios 11 e 12 são simplesmente incríveis, reveladores e aquele tipo de coisa que estraçalha sua mente com uma grande revelação. Aliás, e por falar em coisa boa no anime, algo que só descobri depois é que os Furukimono são inspirados nos Mitos de Cthulhu, eles também são seres antigos que há muito tempo tem uma ligação com a humanidade.

O traço do anime eu acho horroroso, mas é por questão de gosto mesmo. Esse tipo de traço de personagens magrelos altões, todo mundo bonito é sei lá... Meio forçado, nunca gostei desse estilo, parece até uma versão inversa do traço de Ninja Scroll, em que todo mundo é feio pra cacete. Por outro lado a chacina é muito boa, as matanças são simplesmente muito bem feitas e isso por si só acaba valendo.

Esse anime também é um derivado de Blood The Last Vampire, mas com uma mitologia própria, é um tipo de Reboot, tem quem diz que são ligados, mas se você colocar juntos fica com uma penca de furos, não achei nenhuma informação oficial que confirme, então prefiro pensar como reboot mesmo já que as atmosferas são bem diferentes. Outra coisa é que se você é fã de histórias de vampiros e tá achando que esse anime é sobre isso, a coisa é realmente muuuuito suave em relação ao tema aqui, tem sangue, tem quem beba, mas não tem muito a ver com vampiros mesmo.

Enfim, esse é um bom anime, eu acho que ele poderia ser perfeito se o início fosse melhor trabalhado, porque a emoção que conseguiram passar no último episódio é demais. Uma cena de perseguição que tem te faz sentir o ódio presente ali, é frenético o negócio, então até me assusta o começo ser tão tosco. Recomendo, mas é preciso ser paciente pra ver o momento que as coisas esquentam.


Um comentário:

Matheus Mendes disse...

Eu particularmente achei o anime bem legal, já o filme que seria uma 2° temporada teve o final meio forçado, uma renca de coisa acontecendo e acabam do nada...