Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 18 de junho de 2016

A polêmica indústria de filmes pornô de Overwatch

Sabem, eu tinha visto por acaso uma notícia sobre a Blizzard ter ficado puta com pornografia relacionada ao jogo Overwatch. De início o que pensei foi "Frescura absurda ou marketing", isso porque vocês sabem né? Quando uma empresa manda as pessoas não fazerem uma coisa, adivinha o que muita gente que não queria fazer aquilo vai de repente ter vontade de fazer?

Sendo assim, de início eu pensei na possibilidade da Blizzard tá usando isso como forma de promover a coisa, até porque convenhamos né? As roupas de praticamente todas as garotas de Overwatch não são lá o que dá pra chamar de vestes de uma cristã clássica. Isso sem contar com as poses nas fotos, foco na pepeka, no pôpô e depois vem com esse papo de que não quer que os fãs façam artes safadas? A Regra 34 da internet tá aí pra mostrar que não importa o quanto ela chore, a putaria vai rolar solta!




O tempo passou, Overwatch foi lançado e vez ou outra eu via o papo da pornografia e até então eu estava pensando em imagens. Isso porque normalmente homenagens pornográficas de fãs são concentradas em desenhos. Sendo assim eu tava na ingenuidade de que eram imagens apenas, ainda mais porque hoje em dia tem até curso de hentai para amadores, ou seja a bagaceira rola solta da mão de quem quiser.

Até que decidi finalmente dar uma olhada e ver que diabos de frescura é essa da blizzard de querer proibir pornografia de algo que obviamente nunca vai acabar. E não é que a coisa realmente é muito mais underground do que eu pensava? Não eram meras imagens que estavam rolando por aí, mas uma verdadeira indústria pornô focada em Overwatch.

Sabem, eu sempre vi que vez ou outra achava rostos amadores conhecidos em sites pornográficos por aí. E tinha algumas hipóteses, a maior era da pessoa ser uma exibicionista e por isso ter vontade que tooodo mundo veja, criando assim contas em todos os site pornográficos e tal. A segunda possibilidade é da pessoa viver disso e usar vídeos como propaganda, tipo "pague pra ter ao vivo ou vídeos exclusivos". A terceira era de vídeos "roubados", alguém baixa e faz upload em sua própria conta.

Mas nunca parei pra pensar sobre o assunto nem nada, só que quando fui ver o lance da blizzard é que deu um estalo na minha cabeça sobre o tema. Bom, o que ela ficou puta que os vídeos estavam ficando numerosos demais e se tornando um imenso sucesso, realmente recebendo destaque pela qualidade impressionante da coisa.

A maioria dos filmes feitos no Source Filmmaker, que pra quem não sabe é uma ferramenta gratuita da valve com uma potência impressionante e que dá uma imensa liberdade de fazer curta metragens, por exemplo o fofíssimo Lil' Guardian Pyro foi feito nessa ferramenta. Então os fãs estavam extraindo os modelos de personagens da versão de PC de Overwatch, usando um programa de edição para adicionar pintos e chanas e depois já sabem né?

E aí é que vem o lance mais estrondoso da coisa, sabem aquilo que falei sobre rostos conhecidos em sites pornôs? Pois é, descobri que eles são monetizados igual ao youtube. Ou seja, o povo tava ganhando uma fortuna fazendo uploads em seus canais pornográficos de alguns desses sites e usando Overwatch pra isso. Isso resultou no fechamento de diversos canais de Redtubers! O que obviamente não fez esse povo desistir.

Claro, depois que a blizzard começou a falar sobre o tema aí sim foi que a coisa passou a acontecer sem parar né? kkkkk. Overwatch está disponível para PC e consoles, você pode achar a venda em versão física, mas também dá pra pegar por um belo desconto a versão digital no site da G2A, e aceitam boleto bancário lá. Dê uma conferida aqui.

5 comentários:

Lord Esqueleto disse...

acho q a blizzard so fez isso por marketing

Saitama - sama disse...

"... Eu to afim de relaxar"
Puta que pariu... Até você se utiliza desse mene, Sky!?

Tô com sede, acho que vou tomar um suquinho de laranja... -_-

Matt Kist disse...

Eu ainda não joguei, mas me chamou atenção de Overwatch é um jogo repleto de personagens femininas, o que não é comum para um jogo.
Vou dizer duas sinceridades:
1 - Fazem muito mimimi com a representação feminina nos jogos. Primeiro acharam errado colocar as mulheres como sendo sempre donzelas em apuros, depois quando tentaram reverter isso, colocando-as como protagonistas, acharam errado por elas estarem muito "sexualizadas". Adivinha uma coisa: mulheres não saem na porrada contra homens, é injusto por vários motivos. É preciso separar as coisas e voltar a representar as mulheres como figuras femininas;
2 - Colocar tanta mulher "fodona" em um universo novo, como no Overwatch, iria de qualquer maneira atiçar rapidamente a criatividade da galera;

Na busca de tentar melhor representar as mulheres no mundo dos games, a Blizzard deu uma mancada (aliás, "mancada" é o lema da Blizzard, que só não saiu de cena após Diablo 3 porque deu sorte de ter um desenhista esperto que inventou um joguinho de cartas e lançou moda)...

Quer saber como representar bem uma mulher e toda sua capacidade em um game?! Portal 1 e 2.
Em Portal você não tem uma mulher metendo bala ou porrada em monstros, alienígenas ou homens, você tem uma mulher sobrevivente e criativa, que precisa sobreviver de uma inteligência artificial assassina sem precisar usar a sua força bruta e nenhum tipo de arma letal para isso.
A Chell é um ótimo exemplo de protagonista feminina, ela faz um papel que só uma mulher poderia fazer em um videogame (já imaginou colocar um homem para substituir ela? O quão estranho seria? Não que seja algo ruim, mas realmente é difícil imaginar um homem no papel da Chell, o papel dela foi designado para uma mulher... ou talvez funcionaria também para um personagem criança).
A GlaDOS é também um ótimo exemplo de vilã feminina (embora não seja exatamente uma mulher), ela é a personificação daquela mulher psicótica, passiva-agressiva que agride com sarcasmo. E se a GlaDOS é poderosa e "fodona", não é porque é uma mulher "gostosuda", mas porque é uma máquina...
Se for fazer um jogo de pessoas com poderes especiais se matando, colocar mulher é algo que inevitavelmente vai ocorrer e inevitavelmente elas serão sexualizadas. A famosa "mulher fodona" que mata todo mundo é sempre sexualizada, é só pensar na Bayonetta.

Eu quero ver mais mulheres representando papeis femininos em jogos. Resolvendo os problemas com inteligência, senso de sobrevivência e "capacidades sociais"(como lábia, charme, etc...), não com pistolas, poderes especiais, magia e kung fu... (não que elas não possam casualmente usar uma pistola, ou ter poderes especiais, saber kung fu e existirem dentro de um universo mágico... mas mulher pode (E DEVE) fazer mais do que simplesmente reagir como um homem...)

YHVH disse...

Assisti e digo, a coisa é profissional.
Como já sabemos, os jogos moldam o corpo feminino sensualizando, e a Blizzard sempre esteve neste conceito. Mas não acredito que ela foi contra encenando uma divulgação.

alex5432 disse...

Nem fui lá no pornhub pesquisei por overwatch, e fui no vídeo da D.va... alias eu também nem dei uma conferida naquele vídeo da WindowsMaker...

~Cara, não importa o quanto você chore, esperneie ou tente, sempre vai ter porno sobre algo... é inevitável... quer um exemplo? Nem a Nintendo consegue parar esse povo, porque a Blizzard conseguiria?