Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 9 de abril de 2016

Caveblazers | É difícil mas é feito para você amar muito

Hoje vou falar sobre um daqueles joguinhos simpáticos com visuais pixelizados e uma jogabilidade cheia de elementos clássicos, mas que tem um nível de dificuldade altíssimo, porém que acaba ficando oculto graças a diversão que o jogo é capaz de causar, deixando assim aquela sensação imensa de "Quero mais! Preciso de mais!".

A história do jogo é completamente básica, e o foco é mesmo a jogabilidade da coisa. Aqui é apresentada uma caverna misteriosa que foi descoberta recentemente, mas que os boatos logo começaram a correr e as pessoas passaram a falar sobre um poder inimaginável que se encontra dentro dela. Naturalmente aventureiros começaram a surgir para tentar conseguir pegar esse poder.


Bom, a jogabilidade da coisa é aquela da masmorra que tem que ser explorada, lotada de inimigos para todos os lados e armadilhas só esperando o momento de você chegar e bater as botas. Isso apresentado em um ângulo lateral como outros jogos do gênero já apresentaram tipo Cavern Kings ou o épico Unepic.

Caveblazers também é classificado como roguelike, então além da típica masmorra, aqui temos dois elementos especiais que são o ambiente aleatório, gerando assim uma partida única toda vez que você for começar a jogar e a morte permanente, fazendo com que você realmente tenha que se preocupar muito com a barra de vida do seu personagem.

Alguns elementos de RPG também estão presentes como o saque de itens e sistema de inventário, nele. Então você acha muitos baús do tesouro, potes para serem quebrados e outras coisas, além de ter os inimigos que depois de morrerem podem deixar uma verdadeira fortuninha caída no chão e é só saquear!

Existem muitos modificadores presentes no jogo, você vai achando eles e vão sendo adicionados a sua lista de vantagens. Desse jeito seu personagem super normalzinho no começo apenas com um arco e uma espadinha básica, passa a ficar cada vez mais poderoso e temer perder tudo, pois as vezes a coisa fica realmente muito boa pro seu lado.

Os controles sem dúvidas são algo que merecem um destaque nessa análise, jogar no teclado não foi dos melhores que já vi, mas depois que se adapta fica bem tranquilo. Mas jogar no controle realmente é daqueles jogos tão sólidos que te fazem sentir que tá na pele do personagem, é simplesmente muito fácil, algo que não se vê em qualquer jogo, apenas alguns surpreendem como o brasileiríssimo Holodrive.

O nível de dificuldade é altíssimo, lembra de Red Goblin Cursed Forest? É bem naquele estilo, você simplesmente morre muito rápido. Mas é daquele tipo de jogo que não te faz querer parar de jogar pois simplesmente é fantástico demais, aquela sensação de "Da próxima irei conseguir ir além" está constantemente presente aqui.

Um dos elementos mais interessantes é a presença de NPC's que simulam outros jogadores, assim como tudo no jogo a personalidade deles também é aleatória. Inclusive na primeira vez que joguei e achei um deles, me senti confuso, pensei mesmo que era uma pessoa. As reações são te acompanhar, fugir de você, te atacar, entre outras coisas peculiares como serem bandidinhos e roubarem o item que você acabou de fazer sair de um baú.

Os gráficos pixelizados são mais do que simpáticos, um personagem bem pequeno e o ambiente é cheio de efeitos. Uma coisa que achei muito legal é que é possível destruir o cenário com bombas. Sendo assim mesmo ele sendo gerado aleatoriamente a coisa ainda pode se modificar durante a partida graças a explosões.

Enfim, Caveblazers é um fantástico joguinho e extremamente gostoso de passar o tempo, recomendo demais que jogue com o controle do Xbox (Se não tem, dá pra achar ele bem barato hoje em dia, clique aqui para ver alguns preços), se você estiver procurando por algo pra passar o tempo sem compromisso mas com imensa sensação de satisfação, esse é o jogo! Vale a pena dar uma conferida no site da G2A, pois lá eles costumam vender keys da steam por um valor bem mais barato que na própria steam e ainda aceitam boleto bancário. Dê uma conferida aqui.


2 comentários:

Saitama - sama disse...

Sky, você já jogou Saya no Uta? É uma visual novel do mesmo escritor de Fate/Zero bem perturbadora e, de certa forma, lovecraftiana. Inclusive, uma piada que costumam fazer com a vn é: "Ela é um Shoggoth, não sua waifu"

Quando jogar vai entender... hehehe

Skywalkerpg disse...

Conhecia não cara, eu imaginava que o criador de Fate/Zero fosse fã mas nem sabia do jogo aí, vou deixar anotado, valeu! =D