Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 1 de janeiro de 2016

Guardians of Orion - Jogo coop para amantes de tiroteio

Tem vezes que você só quer meter bala em um monte de inimigos e passar o tempo jogando algo que vai bem direto ao ponto, e nesses momentos é que você vai atrás de jogos como Tango Fiesta, o fantástico A fistful of Gun e coisas ainda mais sutis como ZombieRun. E hoje vou falar sobre um desses jogos onde a bala rola para todo lado e ainda com cooperativo online para quem gosta de jogar com os amigos.

Por mais estranho que pareça, a primeira coisa que me atraiu no jogo foram as notas dele, estavam como "Muito Positivas" no steam e obviamente quando um jogo chega a esse nível a coisa realmente acaba por chamar a atenção. Então depois de olhar as notas vi que era cooperativo e que colocava uma equipe em um ambiente com dinossauros onde você controla um personagem com armadura futurística, quis testar na hora.


Quando fui jogar fiquei um pouco surpreso porque não era bem o que eu estava esperando e me surpreendi do jogo ter notas Muito Positivas, porém logo percebi que é porque estava em acesso antecipado, era a explicação mais plausível, ou poderia ser porque é um jogo destinado muito diretamente a um público, o de andar e matar.

Aqui você tem classes, o que é um ponto muito positivo, já que dá uma boa de uma variada na gameplay. Em especial quando se está jogando o multiplayer, que aliás acho que é essencial, pois o jogo tem a opção de se jogar sozinho, mas é aquele tipo de obra que não parece nada adequado. Um jogo que você enjoa rápido demais se jogar sozinho, mas se tiver outros presentes pode gerar um bom momento para bater papo.

O multiplayer é bastante sólido, quando fui me conectar com um amigo meu não tivemos grandes problemas, rapidamente já estávamos na mesma sala e entramos no jogo, tudo sem frescura, sem aquelas dores de cabeça infernais que alguns jogos conseguem gerar na hora de se conectar aos seus amigos.

A jogabilidade te coloca como um dos personagens de um esquadrão que deve acompanhar um veículo de extração de recursos. A coisa se passa durante a época jurássica e dinossauros vagam por todo lado, assim como em certos momentos também surgem robôs, esses atacam o veículo e você deve protegê-lo. Tudo se passa em ondas.

Uma variação interessante na jogabilidade é que embora em geral os ataques sejam feitos com os inimigos se aproximando, há momentos em que você é que tem que caçá-los, e assim a direção é indicada e você tem que ir com o grupo até um certo ponto do mapa para exterminar qualquer criatura que estiver por lá.
Graficamente o jogo é bem feito, muito bem detalhado e tal, mas é tudo meio brilhante demais com cores bem fortes. Eu sou mais um fã de jogos com um toque um pouco mais sombrio, especialmente os que tem elementos futurísticos, esse brilho todo acaba me cegando com a quantidade de efeitos na tela. Mas se você não liga certamente vai gostar.

Depois fiz uma pesquisinha e descobri que esse jogo é nada menos do que um sucessor espiritual para o jogo ORION: Prelude, porém ao invés de ser em primeira pessoa, é com uma visão isométrica, e ao ler os vários comentários positivos, vi que boa parte são de fãs de Orion, sendo assim se você já jogou esse e gostou, certamente terá uma empolgação a mais.

Mas agora sobre o jogo em si, tenho que dizer com pesar que infelizmente não consegui me divertir, é claro que é preciso levar em consideração que o joguei em acesso antecipado, sendo assim é muito importante colocar essa ênfase, a coisa pode melhorar, mas é basicamente andar e matar e isso acaba cansando muito rapidamente. Mas lembrando, está em acesso antecipado, sendo assim não dá pra se por uma nota final no jogo!

Enfim, Guardians of Orion é um daqueles jogos para quem quer passar o tempo metendo bala em tudo que se mexe. Se você tem um grupo de amigos e quer bater um papo enquanto vagam em uma aventura, pode até gerar um bom tempo de diversão. Quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.


2 comentários:

Bruno Arce disse...

Cara você já ouviu falar do Undertale? Esse é um jogo que eu tava crente que você ia fazer uma análise nesses dias apenas porque esse é um jogo indie bem conhecido e eu imaginava que já estava até na tua lista de jogos pra jogar no futuro. Enfim escrevi isso so por acaso você ainda não o conheça mas eu acredito que uma hora ou outra você ia conhecer esse jogo sem a minha intervenção afinal ele é bem famoso e tem uma fanbase foda que de alguma te atingiria

Skywalkerpg disse...

Eu tinha visto ele por alto, tinha adicionado na minha lista de desejos da steam, faço isso e de tempos em tempos dou uma olhada lá pra escolher uns jogos pra pegar e jogar. Ninguém tinha me falado bem não e eu nem lembrava que tava na lista, pois lá eu vou olhando jogos e adiciono se achar atraente de alguma maneira e assim posso ver depois, mas agora que falou bem dele certamente é um a mais pra eu depois ver. Valeu. *-*