Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

domingo, 8 de novembro de 2015

Life is Hard - Um simpático jogo de estratégia pixelizado

Depois que eu joguei o viciante Kingdom, fiquei eufórico, toda aquela ideia era espetacular demais para não me encantar. Mas ok, dando uma olhada nos títulos da steam acabei por encontrar Life is Hard, que também é um simulador medieval 2D pixelizado, no entanto foi um engano pensar que era semelhante a Kingdom, as jogabilidades são bem diferentes, mas não significa que esse também não tenha o seu encanto próprio.


Esse não é um jogo com história, isso porque é um jogo focado no sandbox, ou seja é algo do tipo que você é jogado no universo apresentado e a partir de então é só fazer o que bem entender. Não há bem uma meta ou algo assim, é mais para ver o quanto consegue evoluir na coisa e até onde consegue levar ela.

Então aqui você tem uma vila e precisa administrar ela da melhor maneira, mas é um daqueles híbridos que adicionam diversos elementos conhecidos e acabam formando uma baita de uma quantidade de possibilidades. Ele me lembrou o simpático Queen Under the Mountain, também com a simulação de população.
Aqui você tem uma visão lateral das coisas, então pode ir pra esquerda e direita, assim como há também o subsolo. É possível escolher diversas construções que fornecem recursos diferentes e assim cada vez mais você vai expandindo os seus domínios, no entanto naturalmente quanto maior o domínio, mais áreas para ser atacado.

Há elementos de crafting, então se você coletar recursos além de poder usá-los para fazer as estruturas, ainda pode criar novas ferramentas para que os seus cidadãos possam usar. O jogo é lotado de vários pequenos elementos pra expandir a experiência.

Também existe um ciclo de dia e noite e a possibilidade de invasão, assim como a possibilidade de fazer contato com outras vilas e negociar com elas, se tornar um aliado. É preciso sempre proteger a vila e se preparar para o próximo ataque.

Enfim, esse é um jogo bem simpático, o tutorial é chato pra caramba e acaba não empolgando muito, no entanto quando você começa a mexer logo percebe que é capaz de gerar uma boa diversão. Por outro lado acho que depende bastante da pessoa, pois a falta de um objetivo certo pode não ser algo que todos vejam com bons olhos. Quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.
 

Um comentário:

Matt Kist disse...

Mas Pai, a vida não é fácil, a vida é difícil...