Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 22 de agosto de 2015

Willow Creek - Um filme tão ruim quanto parece ser

Existem aqueles momentos em que todo mundo se sente meio sem vontade de fazer qualquer coisa, uma lista imensa de entretenimento disponíveis e nenhuma vontade de usufruir de algum deles. E para esses momentos eu acho perfeito assistir um filme de terror. E achar um filme de terror ruim é moleza, por mais preconceituoso que seja dizer isso, é um gênero tão esculachado que é simples demais julgar pela capa.

Sei que alguns devem estar achando estranho, afinal de contas como assim procurar por um filme ruim pra assistir né? O negócio é que se eu não estou com paciência pra nada, não vou desperdiçar a oportunidade de me surpreender com algum filme fantástico como Cidade das Sombras por exemplo, já um filme tosco cheio de clichês dá pra tirar uma sonequinha, acordar e ainda entender perfeitamente o que rolou.


E quando é um mockumentary então? Sério, é impressionante como esse gênero se tornou esculachado! Quero dizer, tudo bem que na época da Bruxa de Blair, eu ficaria louco pra assistir qualquer joça de hoje em dia, mas era uma época diferente, o mundo achava que aquele filme era real. Na época de Cloverfield então, eu ia adorar, mas depois só começaram a lançar genérico atrás de genérico.

Atualmente esse gênero me dá a impressão de que um diretor se forma, vai até uma escola de atores no primeiro semestre e fala "Galera, vamos fazer um mockumentary! ÉÉÉÉ, afinal de contas vamos ser sinceros né? Eu comecei agora e sou uma desgraça, vocês são uma desgraça! E mockumentary é o tipo de filme barato que em sua própria essência É uma desgraça! Isso em contar com o público trash né? Vai ser demais!".
Sendo assim, quando vi Willow Creek, dei uma lida na sinopse, pensei "É ESSE MESMO!". Aqui é mostrado um casal que vai a uma cidadezinha considerada como a terra do Pé Grande. Já dá pra saber como é o desenvolvimento inteiro do filme e o fim né? Pois é, era exatamente isso que procurei e exatamente isso que achei. A humanidade sempre foi rodeada por histórias de terror e criaturas misteriosas, então por que não uma clássica dessa vez? O que poderia dar errado?

Bom... Esse filme é só a bagaceira! Como era de se esperar, a primeira metade é perfeita pra você tirar aquela soneca, não acontece nada. Os protagonistas ficam indo pra lá e pra cá, conversando, fazendo algumas piadinhas sexuais descoladas, vendo alguns moradores "misteriosos" e só, o típico filme que você não precisa pensar, não precisa ouvir os diálogos, nem nada.

E a segunda parte, aí sim as coisas começam a acontecer, mas é algo completamente leve, acredito que os caras não tinha dinheiro pra comprar um bonecão pra usar como monstro e por isso tudo se mantém focado nos personagens com medo do Pé Grande. Pra vocês terem uma ideia, o filme tem a duração de uma hora e 19 minutos, sendo que 40 minutos são os personagens na cidade, 7 eles conhecendo a floresta e depois VINTE minutos é UMA cena dos personagens dentro da barraca conversando sobre o que está lá fora kkkkkkkkk.

Em outro filme eu até acharia admirável uma cena desse tamanho sem cortes, afinal de contas convenhamos né? É tempo pra cacete pra não cometer erros, eu até comento vez ou outra aqui no blog sobre como é maravilhoso ver uma cena assim. A diferença é que em outros filmes existe uma complexidade, nesse é um mockumentary, o que já permite cometer erros sem problemas, sendo assim as sequencias desse gênero que vi em Donnie Darko, Old Boy, Demolidor e a primeira temporada de True Detective me deixaram encantado em ver algo assim. Já aqui são dois personagens em uma barraca falando "Você tá ouvindo?!".

Agora a coisa curiosa, essa cena fracassada aí, ao meu ver foi a melhor do filme, então imagina como é o resto da tranqueira? Kkkkkk. Senti demais como se a equipe de produção tivesse falado "Ah galera, já deu né? Vamos terminar o filme por aqui?" e pronto.

Enfim, tá procurando por um filme que não vai adicionar nada a sua vida? Quer uma obra beeem escrota onde você sabe que os personagens só vão pro mato onde vai rolar A CHACINA e depois acabar? Pois Willow Creek é o filme dos seus sonhos! Sendo assim recomendo pra quem quer uma coisa pra passar o tempo com climinha de terror.

5 comentários:

Esse blog é inútil disse...

Eu assisti esse filme quando passou no space, na verdade não assisti, fiquei saindo e entrando no canal para poder ver quando o filme iria começar de verdade,e percebi que essa cena da barraca tava demorando mesmo, e porra, não entendi nada, tá certo que se juntar as parte que eu vi do filme dá só uns 20 minutos, mas mesmo assim, o que era aquela velha de pijama no meio do mato?

Skywalkerpg disse...

Ela era o que se acontece quando não se tem dinheiro pra comprar uma roupa de monstro. Ò_Ò!

Layne Staley disse...

Fiquei assistindo até o fim só para ver esse casal irritante ter uma morte horrível e nem isso acontece.
Acho q vc deixou passar um acontecimento importante, o da gorda com as tetas de fora (WTF), q é a única coisa, além do casal que aparece na porcaria da filmagem.

Layne Staley disse...

Fiquei assistindo até o fim só para ver esse casal irritante ter uma morte horrível e nem isso acontece.
Acho q vc deixou passar um acontecimento importante, o da gorda com as tetas de fora (WTF), q é a única coisa, além do casal que aparece na porcaria da filmagem.

Skywalkerpg disse...

Não, eu que quis evitar mesmo, afinal de conta seria spoiler já que é a única coisa que realmente acontece no filme todo. Quando não se tem orçamento pra fazer um monstrão, é só colocar tua sogra mesmo e pronto.