Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

terça-feira, 3 de março de 2015

Chainsaw Warrior: Lords of the Night - Cardgame virtual

Hoje vou falar um pouco sobre a continuação de Chainsaw Warrior, aquele inusitado cardgame singleplayer baseado em um jogo físico de 1987, mas que por acaso eu não consegui achar informações sobre uma versão física desse, então acredito que seja exclusivo, o que naturalmente é algo capaz de levar a loucura tanto os fãs do jogo original, quanto os fãs da versão digital, já que se trata de conteúdo novo e único.

A história se passa no ano 2035, apenas três anos após o incidente em Nova Iorque, onde uma entidade poderosa foi liberta. Dessa vez a coisa ainda tem um certo toque dos Mitos de Cthulhu, pois apresenta um grupo de cultistas que aguarda pela volta de seu deus, e para isso abriu uma brecha para uma dimensão terrível que parece um verdadeiro pesadelo. Isso faz com que chamem o mesmo cara para detonar com as criaturas, aquele conhecido apenas como "Chainsaw Warrior".

O jogo carrega o mesmo estilo do primeiro, com a jogabilidade aperfeiçoada adicionando novos monstros, armas, equipamentos e mini chefes únicos. Então existe aquela cara de expansão, mas não se trata de uma, esse é um jogo que não precisa do anterior e nem mesmo o ambiente apresentado é o anterior, trata-se mesmo de uma continuação, inclusive é possível ver que o visual do jogo ficou bem diferente e passa uma sensação de algo mais movimentado.

A jogabilidade é aquela de cardgame para um jogador, e tudo acontece usando apenas as cartas e um par de dados virtuais. No começo da partida, para que o seu personagem seja feito, você joga os dados e as características dele vão surgindo aleatoriamente, e assim você pode entrar em ação com um guerreiro horrível e fracassado, ou com um verdadeiro fodão de filme de ação, pois cada rolada de dados vai definir os pontos colocados em determinado atributo.

A jornada do personagem é definida através das cartas e assim você vai retirando cartas do deck para ver o que encontra, e lutando contra inimigos, os combates também são feitos através dos dados, que são comparados a certos atributos, e assim é uma sensação um tanto única de RPG, onde você vai encontrando coisas, mas tudo usando apenas cartas.

Visualmente, o jogo usa algo semelhante ao primeiro, mas com uma interface completamente nova, apresentando um tipo de mesa 3D, onde você tem visão de cima e de um lado fica o deck, enquanto de outro as cartas são colocadas para os acontecimentos serem apresentados.

Enfim, esse é um ótimo jogo para passar o tempo, onde cada aventura pode ir do começo ao fim de uma só vez e assim são únicas as situações. Vale muito a pena ter, quem se interessar é só dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: