Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

DarkEnd - Um belo JRPG com toque de Diablo

Esse é um jogo que a primeira vista acaba parecendo ser mais para um tipo de Final Fantasy, isso porque tem diversos elementos de JRPG, como o visual, o estilo de batalha, e o sistema de inventário e experiência. Por outro lado, é o tipo de obra que você percebe que a essência é realmente muito mais semelhante a outro tipo de jogo, no meu caso eu achei bastante parecido com Diablo 1, e por isso acredito que os fãs desse jogo certamente irão se apaixonar um bocado. Mas apesar de tudo DarkEnd com certeza tem o seu toque especial próprio, o que é ótimo.

A história é relativamente simples, mas também acabou me lembrando a obra da Blizzard, o que me faz imaginar que os criadores sejam fãs, ou houve uma baita de uma coincidência. Aqui é apresentado um homem que se torna cego por poder, e quer dominar tudo, isso faz com que ele procure e ache uma fonte que lhe permita fazer isso, o que desencadeia algo chamado "Darkend", causando caos a todos ao redor, transformando pessoas, e gerando muita dor. O homem é vencido, mas com o passar dos anos, as pessoas vão esquecendo, e esse mal retorna, e assim um lugar passa a ser guardado, pois de lá estão saindo criaturas, e heróis de todos os cantos começam a aparecer para tentar entrar e acabar com a fonte do mal. (Eu realmente achei isso parecido com a história do Rei Leoric).

A jogabilidade é uma mistura de JRPG e Dungeon Crawler, sendo assim você é colocado para enrar em um lugar, e limpar pisos cheios de monstros, e assim passar para o próximo piso, porém você tem que achar um portal, e achar a chave para ele, essa pode estar em baús, mas também pode estar sendo carregada por monstros, e assim você tem que enfrentá-los até conseguir achar, se não vai ficar preso no lugar.

Quanto ao elemento de JRPG, há todo aquele sistema, visão aérea em gráficos pixelizados e lutas que se iniciam quando você toca os inimigos e muda de tela. Os combates são vistos em primeira pessoa, portanto ao invés de você ver os seus personagens na tela, apenas vê a imagem da ficha deles. O combate pode variar dependendo dos personagens que você escolher, existem quatro classes e você escolhe algum personagem para ser o principal, e depois outro para servir de apoio. Suas habilidades variam, e assim a experiência pode ser diferente.

Há também o sistema de mundo aleatório gerado, portanto a cada partida os pisos são feitos de formas diferente,s assim como os monstros ali. Há monstros raros que são bem mais perigosos e dão muito mais experiência, assim como chefes em alguns pisos. Esse tipo de jogabilidade é bem emocionante, parece um JRPG simplificado, mas acabou dando uma essência muito melhor do que diversos jogos genéricos que tem por aí onde você sai pelo mundo vencendo inimigos.

Enfim, DarkEnd  é uma ótima alternativa tanto para fãs de JRPG, quanto para fãs de Diablo 1, então definitivamente recomendo, tem o fator replay nele, permitindo que você zere e comece tudo de novo para ter uma experiência diferente, e definitivamente irá gerar horas de diversão. Quem se interessar pode dar uma conferida no site oficial do jogo.

Nenhum comentário: