Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

sábado, 27 de setembro de 2014

Seapunk - Um gênero que remonta os anos 90 ▲† ✞ ‡я

Há alguns dias atrás eu estava conversando com um amigo meu sobre alguns gêneros do estilo Cyberpunk, ou seja, coisas como Steampunk, Stonepunk, Dieselpunk e o Biopunk. Esses estilos com certeza chamam a atenção e conseguem se destacar um bocado. Então ele acabou falando de um gênero que eu ainda não conhecia, o Seapunk, e assim resolvi dar uma pesquisada e comecei a ler diversos textos sobre o estilo, e ver que acaba sendo ótimo para caracterizar certas obras que até então eu não sabia como definir.

Mas bom, Seapunk tem foco nos anos 90, é como uma versão alternativa daquela época, onde a cultura pop domina tudo. Ou seja, imagine as manias virtuais de hoje em dia invadindo a realidade e transformando o nosso mundo em uma versão física da internet. Pois é... A diferença, é que no caso de Seapunk existe um toque de coisa velha na coisa, da mesma forma existe aquela constante sensação de algo mal feito, um tanto trash.


Esse gênero também é conhecido como Vaporwave e surgiu em 2011, e é considerado como uma microcultura, pois é algo um tanto extenso, tendo um estilo para música, visual e moda. Mas apesar de ser algo que nasceu apenas nesse ano, também acaba sendo aquele tipo de coisa que parece mais um "Vamos dar um nome pra esse tipo de coisa?", pois se você for olhar algumas obras do passado, o visual já foi muito usado anteriormente

Se você acessava a internet nos anos 90 ou no começo do milênio, certamente viu como eram os sites daquela época. Como essa tecnologia estava engatinhando ainda para se tornar popular entre o povão, era tudo muito mágico, gifs animados 3D que ficavam girando, sons em formato mid que carregavam, efeitos de neve e várias outras coisas eram constantes em sites. Quando você entrava em uma página, podia se preparar para uma chuva de coisas inúteis, além de uma noção muito pobre de combinação de cores, fazendo tudo ficar muito estourado.

Ou seja, se você for ver algo com um fundo preto e letras verde limão, é algo que fica bonito, psicodélico e tal, e essa era a mentalidade da internet na época "Nossa, olha como isso ficou brilhante! Vou por o meu site inteiro assim, e essa caveira 3D girando aqui vai ficar legal também, vou por quinze delas no fundo do site!". Então a linha de raciocínio não é que tinha que ficar confortável para quem lia, e sim chamativo.

O mais engraçado, é que na época em geral as pessoas não se sentiam incomodadas, como era algo novo para todos, ao se entrar em um site completamente poluído e com péssima combinação de cores, era até comum a pessoa gostar do que tava vendo, afinal não se tinha google imagens e a comunicação também era um tanto limitada, portanto podia sair um "Nossa, olha quanta coisa na tela! Que legal, esse cara achou umas imagens interessantes mesmo!".


Em Seapunk você vê isso, um mundo psicodélico cheio de cores fortes, com grande concentração de azul aqua e verde limão e rosa choque. Além disso há também uma quantidade enorme de símbolos, esses são bem variados, envolvendo diversas culturas, religiões e filosofias, então coisas como Yin-yang, pentagramas, smiles, caracteres orientais, caracteres especiais (▲† ✞ ‡я) e outras coisas são bem comuns em obras Seapunk.

Outro detalhe bem comum é um certo "glamour" na coisa, como é um gênero que surgiu a partir da nostalgia, existe uma visão bela da coisa, então a participação de cultura romana é o tipo de elemento que pode ser comum. Bustos ou togas não necessariamente tem que estar presentes, mas podem ser elementos de uma obra Seapunk.

Musicalmente é um tanto complicado de se definir, mas é uma verdadeira mistureba, adicionando batidas eletrônicas antigas, música afro americana, e um certo toque de "blues". É um tipo de música que parece que é "QUASE" agitada, mas que pode no fim das contas ser bem calma também, simplesmente estranho.

Bom, é isso aí, esse é um estilo que reúne a essência da internet na era do Bug do Milênio. Se vocês quiserem dar uma olhada em obras com toques Vaporwave (Que é o mesmo que Seapunk, como eu já disse hehehe) eu só estou lembrado no momento de jogos, como Hotline Miami, Far Cry 3: Blood Dragon, //N.P.P.D. RUSH//- The milk of Ultraviolet e Heavy Bullets. E vocês? Conhecem alguma obra que usa esse gênero? Fiquem com um álbum Seapunk:

Nenhum comentário: