Como o erotismo acaba engolindo o entretenimento e tudo que existe

As formas de entretenimento e comunicação são coisas incríveis, no começo servem para algo que é bastante útil ou apenas algum tipo de divertimento aberto a todos. Mas vocês já pararam para pensar o quanto qualquer coisa acaba em um momento recebendo pornografia? Não importa o quão simples, ou complexo seja, sempre de algum maneira a pornografia acaba indo parar ali. Portanto aquelas histórias absurdas de filmes eróticos em que todo mundo parece ansioso para transar, no final das contas pode acabar sendo apenas um reflexo de uma forma um tanto mais pura dos nossos instintos.

As pessoas naturalmente tem pensamentos "impuros", mas nós temos imagens a manter e por isso existe uma constante atuação sobre a forma certa de se interpretar a vida. Por isso uma pessoa não pode simplesmente chegar em outra e dizer "Vamos transar?", por mais que a outra pessoa deseje também, ela tem que interpretar o papel dela na sociedade e falar algo do tipo "Ai seu nojento! Sai fora!".

Mas formas de diversão em geral mostram bem o quanto as pessoas são depravadas, uahahaha. A começar por livros, que em geral é visto como forma de passar conhecimento ou histórias, mas essas histórias acabaram gerando os livros eróticos, que são antigos pra caramba e existiam antes de qualquer um que visita esse blog ter nascido.

Já com a internet que era uma coisa extremamente nerd e a ver com códigos e tudo mais, virou algo acessível a todos, e naturalmente a pornografia rolou solta. Antigamente revistas eróticas eram coisas simplesmente raras e difíceis de se conseguir por adolescentes. Hoje em dia é a coisa mais comum, afinal com os sites de pornografia que existe, simplesmente não existem barreiras.

Esse tipo de coisa acontece em qualquer lugar, qualquer coisa que você imaginar e que sirva pra se comunicar, existe uma versão depravada da coisa, tele-sexo, filmes pornográficos, jogos de tabuleiro eróticos, contos eróticos, animes eróticos. Tudo quanto é pornografia existe por aí, é simplesmente inevitável que coisas novas sejam inventadas e não acabe se ganhando uma versão pornô da coisa.

Existe inclusive uma regra interessante nas 100 regras da internet. A descrição dela é "Se algo existe, há uma pornografia disso" hahahaha, é zoado, mas convenhamos, isso é a mais pura verdade, simplesmente não se há como deter a pornografia, ela acaba invadindo qualquer coisa, não importa o quanto pareça impossível. Claro que isso não quer dizer que todas as pessoas se atraiam, afinal há percepções diferentes da realidade. Da mesma forma que existem pessoas que se sentem super excitadas com hentai, há aquelas que pensam "Que tipo de mente doente é capaz de se sentir atraída por um desenho?".

Isso inclusive é algo que faz pensar sobre certas bizarrices, e tem fetiches que são tabus dos tabus. Esses dias um amigo meu me mandou um vídeo muito bizarro que assim que comecei a ver e vi que eram coisas envolvendo se cortar e uns lances bem escrotos, fechei porque eu não aguento ver essas coisas e tenho nojo também. Por outro lado eu consigo entender, meu amigo tava crucificando essas pessoas, mas o que penso é que pessoas tem formas diferentes de se pensar e percepções da vida que são estranhas aos olhos dos outros, afinal vai saber que tipo de coisa a pessoa não sofreu durante a infância ou sei lá né?

Então acho que desde que a pessoa não machuque outra pessoa ou sacaneie, tipo haja um acordo entre as duas partes, não vejo problema fazerem o que quiserem. O que é bem diferente de um sadomasoquista pegar alguém e fazer um lance bem bizarro sem consentimento né? Mas se o cara gosta de comer merda e a mulher dele quer cagar, é problema deles, né? kkkkk, é só não assistir a bagaceira e ter vontade de vomitar com a bizarrice.

E acho que a melhor forma de se ver essas coisas é imaginar depravações como sexo anal e oral, que a maioria dos homens se atrai, e acha bem normal, mas é algo que surgiu com o tempo. Se você assistir a série Masters of Sex, que se passa nos anos 60, verá uma cena super interessante em que o cara pede pra mulher fazer oral nele e ela fica chocada "Você quer que eu coloque ele na boca?". Hahahaha.

Uma outra coisa interessante em se ver, é que pessoas que praticam coisas mais bizarras não saem por aí gritando, pois sabem que não vão ser bem julgadas quanto a aquilo. Então aquele seu vizinho que chega de paletó em casa e te trata com o maior respeito, pode ter um monte de bonecas eróticas e uns baita consolos pra enfiar nele mesmo, e obviamente ele nunca vai te contar isso porque não tem motivo. Portanto você anda pela rua e vê várias pessoas, todas agindo bem e bonito, mas será mesmo que todas essas pessoas sempre pensam em sexo como uma forma de reproduzir e uma visão religiosa super puritana da coisa? Uahahaha, pois é, você está cercado de depravados diariamente. Ò_Ò

Enfim, cada vez que uma nova forma de entretenimento surge, é inevitável que uma versão erótica dela acabe surgindo também. Sempre haverá quem ache bizarra essa nova forma de "se divertir" e sempre haverá quem fique viciado naquilo. E você, qual foi a forma de comunicação, entretenimento ou o que seja, que achou mais esquisito surgir uma versão pornô da coisa?

Comentários