Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

segunda-feira, 21 de outubro de 2013

Remember me - Um jogo sobre manipulação da memória

Esse é um jogo da capcom que apresentou uma proposta que acho que a maioria dos gamers ficou interessada assim que a viu. A possibilidade de se manipular a mente das pessoas e causar efeitos variados. E agora vou postar aqui essa análise sobre o jogo, já que finalmente o zerei.

A história do jogo se passa no ano 2084 em Neo-Paris, uma versão futurista da cidade francesa atual, o mundo está bastante diferente e a manipulação da memória das pessoas é algo que se tornou padrão. Graças a isso diversas coisas são oferecidas ao público, como por exemplo empresas especializadas em fazer casais reviverem os melhores momentos de suas vidas, ou pessoas que sofreram traumas podem apenas retirar eles e passar a não sofrer. No entanto há aqueles que se opõem ao que os poderosos são capazes graças a isso e lutam diariamente para que a individualidade retorne às pessoas e ninguém mais possa ter a mente acessada. Esses são os erroristas, sim é escrito dessa forma mesmo, uma mistura proposital das palavras Erro e Terrorista, já que são hackers de mente. E você assume o controle de Nilin, que desperta em uma prisão sem ter nenhuma lembrança, até receber a ajuda de alguém que diz conhecê-la e consegue fugir para aos poucos ir recuperando suas lembranças.

Como podem ver o jogo adota a temática cyberpunk e adota diversos elementos que fazem uma mistura entre críticas sociais, cultura pop e traços semelhantes em outras obras. Por exemplo uma neo cidade, visto normalmente em animações japonesas, como a Neo-Tokyo de Akira. A história tem uma baita semelhança com a nossa realidade, com tanta desconfiança sobre o governo observar todos pela internet e ninguém ter privacidade, é obviamente uma referência direta. E uma coisa comum no universo do jogo é a realidade aumentada, propaganda, informação, avisos de perigo e tudo quanto é coisa pode ser visto por todos graças à tecnologia usada, isso também gera uma enorme semelhança ao universo da série H+ e certamente irá atrair os fãs.

Bom, a primeira coisa que tenho que falar sobre o jogo em si é o fato de que não é o tipo de jogo que eu imaginava, eu pensei que o foco dele era o elemento Stealth, no entanto ele é mais parecido com os jogos Hack and Slash, porém como não se usa armas, acredito que a melhor qualificação é para Beat 'em Up, mas para ir direto ao ponto, apenas imagine um Devil May Cry sem armas e com uma personagem futurista, isso é Remember Me.

O universo que a capcom criou foi maravilhoso, é daquele tipo de universo que enquanto você está jogando fica pensando o tempo todo "Nossa, quantas histórias incríveis não se encaixariam nesse ambiente?". Isso porque com toda a propaganda que você vê pela cidade, toda a beleza, os robôs semelhantes aos de Ghost in the Shell, os anúncios na televisão, é incrível não pensar em todas as coisas que estão acontecendo lá. Infelizmente eu acho que o jogo não foi tão bem aproveitado, até existem lugares onde você anda e acha pessoas, robôs sexuais se prostituindo, comercio, e etc. Mas o problema é que você não interage nos lugares que passa, o jogo é puramente linear e ele é tão bonito que o que pensei foi "Nossa... Como pode? Eu estou gostando tanto de andar por esse lugar, mas no fim das contas é só um cenário de fundo.". O jogo até tem os seus momentos Stealth, mas não é você que escolhe, é algo aleatório, em alguns momentos você tem que passar sem ser pego mas na maioria é só dar porrada.
O jogo tem um sistema de combate muito interessante onde você vai montando o seu combo, sendo que para cada botão está configurado um efeito como por exemplo dano extra e recuperação de vida. Ou seja se você conseguir completar o combo, todos os efeitos configurados pra ele serão aplicados e você vai receber aqueles bônus, mas se você não terminar, irá receber apenas até a parte em que conseguiu chegar. Graças a isso você pode fazer diversos combos diferentes e montar sua estratégia para o combate.

Existe ainda um sistema de poderes que podem ser liberados durante o combate mas requerem um tempo até recarregarem de novo, mas os efeitos são realmente incríveis, você pode por exemplo configurar um inimigo para explodir e então saltar longe, para ver ele e todos que estiverem na área voarem, pode dar uma sequencia de ataque enorme em todos próximos, pode atordoar os inimigos, e assim vai.

Quanto aos gráficos do jogo, nossa são incríveis, tudo é tão bem detalhado e bonito, foram diversas as vezes em que parei apenas para admirar o ambiente, e tantas foram as screenshots que tirei pra postar no facebook. Neo-Paris é cheia de luz, cheia de anúncios, existe um forte impacto na mudança de cenário, mostrando favelas miseráveis com prostituição e injustiça social e apartamentos luxuosos com belas vistas.

Uma das coisas mais interessantes do jogo é o sistema de manipulação de memória, que é simplesmente lindo! Em alguns momentos você terá que fazer a mente de um personagem mudar por motivos variados, pode querer que ele se torne um aliado, pode querer que ele cometa suicídio, pode querer mudar a opinião dele em algo, tanto faz. Para esses momentos você assiste uma lembrança dele como se estivesse vendo uma fita de vídeo e você pode acelerar ou voltar, mas como vocês sabem, existem falhas nas lembranças de todos nós, afinal não lembramos de todos os detalhes de tudo e é nesse momento que você se aproveita, enquanto assiste a lembrança, há algumas falhas que aparecem, você tem que aproveitar elas para gerar situações diferentes, por exemplo fazer uma arma estar destravada para que dispare acidentalmente, no entanto nem sempre as modificações na lembrança dão certo e as vezes você muda detalhes que no final se tornam irrelevantes ou podem até piorar as coisas, portanto você tem que assistir diversas vezes e analisar a situação para montar o cenário perfeito pra tragédia hehehe.

Enfim, Remember Me é um jogo bom, realmente é divertido porém ele peca muito na linearidade, acho muito difícil alguém passar pelo universo do jogo e não bater aquele pensamento de "Caramba capcom, por que você não aproveitou mais um mundo tão incrível como esse?". Assim que zerei o que pensei foi "Nossa, eu espero que um dia lancem um jogo dessa franquia em um mundo aberto e com liberdade para se modificar a mente de pessoas variadas." então eu recomendo sim, é um bom jogo, mas poderia ter sido MUIIITO melhor.

Um comentário:

Helder Nascimento disse...

a história desse jogo é muito fascinante! sempre imaginei no dia em que iremos poder manipular memórias....