Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

MirrorMoon EP - Um jogo com uma experiência intensa!

Como já falei aqui diversas vezes, eu tenho uma profunda admiração pelo espaço, é algo que acho simplesmente grandioso e misterioso demais para não ficar encantado, sempre penso o que pode existir em um lugar tão grande que nem imaginamos. MirrorMoon EP é um jogo que acho que a forma mais adequada para fazer uma análise não é falando sobre a mecânica do jogo, mas sim sobre a experiência, isso porque realmente esse é o grande foco do jogo. No entanto eu recomendo que você não leia a matéria e apenas vá jogar e tente descobrir sozinho, a experiência certamente vai ser muito mais surpreendente.

Quando comecei a jogar, eu logo achei tudo muito estranho, pois não vi nenhum tipo de tutorial ou algo assim e imediatamente me foi colocado um painel de uma nave espacial cheio de controles que eu não tinha a mínima ideia do que fazer. Perdido eu comecei então a apertar os botões e mexer nas coisas para ver o que acontecia, até que consegui ativar o negócio e entrar em movimento.

No primeiro planeta há um tutorial de apenas três passos, andar, movimentar a lua e fazer marcações, o resto você tem que se virar. Acredito que todos começam esse jogo bastante perdidos, nele há um clima de mistério constante. Inicialmente eu saí andando pelo planeta tentando imaginar o que eu tinha que fazer, daí encontrei algumas construções, sendo que em cada uma aparecia um pedaço do pequeno tutorial.

Quando notei a lua, naturalmente percebi que tinha um grande destaque, mas não entendi de imediato o que era pra fazer, rodei um bocado o planeta e várias vezes via aquela lua, eu tinha notado que com as setas do mouse era possível rodá-la, mas não sabia exatamente o que aquilo significava, até perceber que quando eu atirava nela, alguns "espinhos de luz" surgiam nos lugares onde eu atingia, mas de imediato não entendi também e apenas saí andando.

A grande surpresa foi quando percebi que ao atirar na lua os espinhos de luz surgiam também onde eu estava, ou seja o nome do jogo passou a fazer sentido MirrorMoon(Lua Espelho) portanto eu não estava apenas olhando para a lua, eu estava olhando para uma cópia exata de onde eu estava, incluindo as construções e uma seta que simbolizava eu mesmo. Foi difícil não pensar na hora no filme A outra Terra, e no momento a ideia foi até mesmo assustadora.

Vi então que o jogo era baseado completamente na lua espelho, você pode movê-la e colocar na frente do sol, se fizer isso, tudo fica escuro, assim como pode fazer com que ela toda fique em luz, ou até mesmo pode deixar metade iluminada e metade escura, e dependendo do estado que ela fica, coisas novas surgem, existem construções que só aparecem no escuro e outras que apenas na luz. Assim como certos efeitos.

Esse jogo pode ser realmente desafiador já que você tem que observar bem e deduzir as coisas, um bom exemplo foi quando eu terminei de resolver um problema e percebi que na lua espelho surgiu um tipo de sinal de radar, marquei ela pra ir até o lugar e não tinha nada, mas eu sabia que se estava aparecendo aquilo naquele lugar é porque significava algo, então mudei a lua de lugar e deixei a noite, e assim surgiu uma construção ali.

Enfim, esse é um jogo muito intenso, eu gostei bastante mas acho que só jogando para saber do que estou falando, quem gosta de ter que pensar bastante para resolver problemas em jogos vai adorar definitivamente! O jogo está disponível a venda na steam.

Um comentário:

Etinex'Nay disse...

Nossa eu jamais poderia jogar esse jogo kkkkkkkk Parece incrível mas eu tenho uma espécie de "fobia" de astros em tamanho muito grande visíveis no céu, me dá uma sensação muito ruim. Lembro até que certa vez jogando Mass Effect em um planeta a lua ficava muito próxima do planeta e aquilo me assustava muito, daí eu fiz a missão com a câmera pro chão kkkkkkkkkk