Temporario



Jogos | Séries | Filmes | RPG e Tabuleiro | Animes | Creepypastas | Quadrinhos | Livros | Mapa do Blog | Sobre o Blog | Contato |

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

SpeedRun - Participe desse desafio mundial entre gamers!

Você é muito bom em um jogo? Já pensou em tentar ser conhecido mundialmente simplesmente jogando ele? Pois há uma oportunidade bem legal, criando um speedrun e fazendo esse seu rostinho ser conhecido pra valer! E o melhor, qualquer um pode participar, já que é o tipo de coisa que não envelhece, então basta ter um PC barato ou uma placa de captura fuleira e você está pronto!


Speedruns são vídeos de jogos que são zerados de forma absurdamente rápida. Isso faz com que por mais antigo que seja o jogo, ele continue bem vivo no mundo dos speedrunners, pois assim que alguém bate o recorde, outros ficam de olho e tentam superar. Ou até mesmo o próprio dono daquele speedrun tenta fazer melhor.

Existem modalidades de speedruns, o mais comum e valorizado é o em que a pessoa vai usando a própria habilidade. Ela pega o controle ou mouse e teclado e começa a jogar até zerar. Esse tipo costuma ignorar tudo quanto é missão alternativa, itens secretos ou o que for, o objetivo é terminar rapidamente de uma forma que qualquer pessoa comum poderia.

Pode parecer absurdo, mas o uso de glitches é permitido em speedruns padrões, isso porque não é como se estivesse usando códigos ou macetes, mas sim usando de erros do próprio jogo para zerar a coisa. Daí varia se a pessoa usa um glitch bobo, como ficar pulando em uma parede invisível até atravessar pra um lado do cenário onde não deveria, ou algo cabuloso em que a pessoa vai pra fora do cenário e pode ir voando até a localização da parte final.

Muitos reclamam de quando usam glitches mirabolantes, que distorcem os gráficos, mas se for parar pra pensar, é a mesma coisa. só que um tipo é feio e parece roubado e o outro como não distorce o gráfico, parece que a pessoa não está roubando de qualquer forma. No quesito visual, os com glitches leves são mais admirados, pois é uma experiência em que se vê o jogador andando "normal" pelo cenário.

Por outro lado, os com glitches cabulosos podem requerer muito mais habilidade da pessoa, porque ela não vai ter apenas que jogar, mas sim fazer certas coisas com sincronia perfeita na hora certa. Ou seja, não é só a habilidade padrão, é conhecimento imenso sobre a coisa, combinado com habilidade. Um bom exemplo é o brasileiro recordista mundial Matheus Furtado, que zerou Super Mario World em pouco mais de um minuto, confira:

Muita gente criticou o recorde por ele usar glitches cabulosos, só que a coisa fica muito mais bonita se você parar pra pensar que pode ser feita direto no Super Nintendo, pois são erros do próprio Super Mario World. Ou seja, em 21 de novembro de 1990 você podia pegar o controle e fazer isso que o cara fez. não é trapaça de emulador.

Outra categoria de speedrun são os complecionistas, que são bem mais cansativos, esses são iguais a categoria anterior, no entanto acabam com 100% do que o jogo tem a oferecer. Pegam todos os itens, poderes, colecionáveis, destravam tudo que fica registrado. Modos complecionistas não obrigam o jogador a visitar todos os cenários do jogo, tipo salas secretas, mas sim pegar tudo que fique registrado no save.

O modo TAS (Tool-assisted Speedrun) é outro estilo famoso, mas que é desmerecido por usar programas de auxílio. Normalmente quando se fala assim já se pensa em programas cabulosos, tipo fazer o personagem ficar imortal ou voar, mas isso inclui também coisas simples como pular cutscenes que não poderiam ser puladas ou usar salvamento rápido fornecido por emuladores.

A categoria "condicional" é uma das mais admiradas, pois a pessoa adiciona uma condição de zerar o jogo, as vezes são coisas como "sem morrer", mas as vezes são surreais, como um jogo de tiro "sem dar um tiro", ou mesmo coisas físicas como usando um determinado tipo de controle. Aqui um exemplo de Castlevania Symphony of the Night sendo zerado de olhos vendados em pouco mais de uma hora:

Uma coisa interessante nesse aí é que é o tipo de speedrun feito por doações. É normal ter competição de speedrunners que o povo assiste pela internet e vai doando, no fim das contas a grana vai pra caridade. É bem legal a coisa.

Lembro que o jogo Half life 1 foi um dos jogos que embora tenha média de 12 horas, tive uma sensação de algo muito maior, já que demorei um bom tempo, acabei achando gigante aquela bagaça, lembro quando que quando assisti um speedrun que o cara zerava em menos de uma hora, sério eu só via a câmera girando pra lá e pra cá, o cara saia rápido pra caramba, pulava de um lado pro outro, aquele ali tava com o capeta no corpo kkkk, e o mais irônico é que hoje sei que nem é dos mais rápidos. Aqui um exemplo que supera:



O legal é que são livres os speedruns de todos os jogos, então você pode muito bem criar um e jogar na internet, sendo o primeiro a fazer a coisa, lógico que se o seu for uma desgraça de lento não vai chamar atenção, mas se for ao menos uma velocidade mediana, já vai causar um certo efeito, existem speedruns de horas de duração, mas isso para jogos realmente enormes como RPG's e etc.

Para fazer um é bem simples, simplesmente escolha um jogo que você realmente é bom, comece a gravar e saia correndo na fase, ignore inimigos, itens, fases secretas, simplesmente corra, passe por tudo até chegar ao final da fase, pule as apresentações (se tiver) e continue assim até chegar ao final, os jogos que aparecem a tela sendo carregada entre fases tem mais crédito geralmente, pois prova que não são TAS.

Uma coisa muito maneira é que speedruns são reconhecidos pelo Guiness, então não é só uma coisa de moleque, realmente o negócio é sério e quem participa, quer demonstrar a habilidade pra valer. E se você for streammer, pode até mesmo ganhar uma grana com a coisa. O melhor desse tipo de streammer, é que não precisa nem falar inglês, pois atrai gente de qualquer lugar, não é uma gameplay padrão.

Para finalizar vamos ver aqui o primeiro speedrun que vi na vida e fiquei completamente abismado com a coisa, ele é o do Super Mario Bros 3 sendo zerado em 11 minutos. Esse vídeo é de outra era da internet, quando não tinha nem youtube e de vez em quando se achava algo mirabolante vagando por aí, um clássico, confira:


Twittem aí para seus amigos pessoal =D

6 comentários:

Ethieny disse...

já vi um do metroid de SNES, era o jogo completo ignorando inimigos itens especiais e etc, o vídeo era de uma hora e estava no youtube, mas claro que estava em uma camera super rápida, pois o metroid do SNES é mais que uma hora pra zerar hehehe.

Skywalkerpg disse...

Camera acelerada não conta... Speedrun não é apenas um video mostrando como zerar rapido mas um video mostrando algo possível de ser feito em determinado tempo, ou seja tem que ser em velocidade normal.

gugu disse...

Mas a maioria dos Speedruns para snes e anteriroes são feitos usando save states no emulador.

Einex'Nay disse...

gugu, não é bem assim. Quando você usa save states etc, então é TAS (Tool Assisted Speedrun) . Fazer uma speedrun que não seja TAS é muito mais valorizado. Super Metroid popularizou muito as speedruns porque o jogo dava finais diferentes pra quem zerava rapidão, além de ser cheio de entradas secretas. Também, se você tivesse feito uma conta no YouTube antiga, como Diretor, ou algo assim, podia upar videos enormes tipo uma hora. Ultimamente, o limite subiu pra 15 minutos para usuários regulares.

Só mais uma coisa, que não sei se vale pra tudo... Mas pelo menos pra speedruns da série Metal Gear, quando não "aparece a tela de carregamento", então é normal e quando o cara zera de uma vez, é "Single segment", quando a gente não salva nem nada. Só tem um jogo que eu sou bom o suficiente pra fazer uma mas ele envolve muito dropar coisas então prefiro fazer desafios de "no-damage" hehehe

Doom Dutra disse...

Muito usam scripts.

Doom Dutra disse...

Muitos usam scrpits. Existem muitos scrpits prontos pra determinados jogos.